Repetindo a dose

Sabe aquele macarrão que preparei algumas semanas atrás que não tinha foto para publicar junto? Pois bem, resolvi repetir a dose hoje no meu almoço. Na verdade nem é exatamente igual porque usei abobrinha em vez de aspargos como tinha feito da vez passada. Além disso, resolvi preparar o molho de tomate em casa mesmo para não ficar usando sempre os industrializados.

Claro que ficou sensacional de novo! Fazer spaghetti não tem lá muito mistério, ainda mais quando usamos macarrão instantâneo. Mas volto a repetir, não vale ficar comendo miojo todos os dias se não a saúde e a alimentação balanceada vão pro saco.

Eu uso este especificamente por ser integral e orgânico, não conter conservantes e nunca uso o tempero que vem junto que está carregado de sódio e gordura. E vamos combinar, fazer o molho da massa em casa é metade da graça de se comer macarrão, não é mesmo? Então, por que não aproveitar e deixar a imaginação voar um pouco?

Desta vez vou detalhar a receita que preparei para não ter erro.

Spaghetti com legumes ao sugo

Spaghetti com legumes ao sugo

1 pacote de macarrão Caseiro Mãe Terra (ou 80 g de massa integral de sua preferência)
1/2 abobrinha
1/2 cenoura
1 tomate
1 col. de sopa de molho de tomate Pomarola Lévia
4 rodelas de pimentão vermelho
1/4 de cebola
1 dente de alho
sal, pimenta-do-reino, orégano e folhas de manjericão a gosto

Modo de preparo:
Numa panela antiaderente, doure a cebola e o alho picados. Junte o tomate e 1 rodela do pimentão cordados em cubinhos, 1 col. de sopa de molho de tomate industrializado e deixe cozinhar até que o tomate comece a se desmanchar. Acrescente as folha de manjericão e deixe ferver por mais alguns minutos. Bata o molho no liquidificador até ficar homogêneo. Retorne a panela e reserve.
Cozinhe a abobrinha, a cenoura e o resto do pimentão cortados em tirinhas em 200 ml de água fervendo por 5 minutos até ficarem al dente. Escorra a água e junte os legumes ao molho de tomate.
Em outra panela, ferva 2 copos de água (400 ml). Adicione o macarrão e deixe cozinhar por 5 minutos. Escorra a água e reserve a massa. Antes de servir, aqueça o molho por alguns minutos e regue por cima da massa.

Há quem prepare este molho retirando as sementes e a pele dos tomates. Eu não faço questão de tirar pois gosto do meu molho “rústico”. Uma opção é peneirar o molho depois de passá-lo pelo liquidificador. Entretanto, quando eu preparo, prefiro não passar na peneira e ainda deixo bater bem pouco pois gosto dele mais “maçudo” e não muito homogêneo. Claro, aqui o que vale é o gosto de cada um na hora de preparar.

Como falei antes, o bom deste molho é que ele é simples e prático e aceita praticamente qualquer combinação de legumes para os ingredientes. Vale acrescentar vagem, ervilha ou ervilha torta ao prato para deixá-lo mais colorido. Desta vez, resolvi colocar um pouco de alho-poró em rodelas no molho já que tinha sobrando em casa. Ficou uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Repetindo a dose

  1. Sensacional!!!
    Vamos copiar, mas com outro tipo de massa para testar.
    Obrigada por me mostrar que é possivel comer bem, com pratos atrativos e saborosos sem abusar de oleos e gorduras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s