A arte de fazer adaptações

O fato de morar sozinha às vezes implica na arte de adaptar receitas para caber no bolso ou aproveitar ingredientes que sobraram na geladeira de preparações passadas. Por isso, nem sempre consigo seguir 100% as sugestões presentes nos livros. Incrivelmente, algumas dessas mudanças acabam criando pratos tão bom quanto, ou mesmo até melhores dos pretendidos.

Pra variar, hoje fiz adaptações numa receita de lasanha de abobrinha para não ter que sair para comprar ingredientes diferentes que iriam, de novo, sobrar na minha geladeira. Em vez disso, usei os que já tinha comprado para fazer outros pratos ao longo da semana e o resultado ficou sensacional. Talvez na foto não pareça, mas aposto que o gosto da minha lasanha estava tão bom quanto se tivesse seguido à risca a receita do livro.

Lasanha de abobrinha

Aqui compartilho a minha adaptação na receita. Depois explico quais eram os ingredientes inicialmente sugeridos.

Lasanha de abobrinha

200 g de abobrinha italiana
60 g de blanquet de peito de peru light
2 col. de sopa de queijo cotage
80 ml de leite desnatado
1 col. de sobremesa de farinha de trigo
10 g de ricota fresca esfarelada para polvilhar
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Numa panela antiaderente, ferva 500 ml de água com sal a gosto. Corte a abobrinha em fatias finas no sentido do comprimento e leve para cozinhar por 3 minutos na água. Quando estiver al dente, retire as fatias e reserve.
Dissolva a farinha de trigo no leite desnatado. Coloque numa panela antiaderente e tempere com pimenta-do-reino a gosto. Cozinhe em fogo baixo até engrossar e formar um creme homogêneo, mexendo sempre para não “empelotar”.

Montagem:
Em uma forma refratária, disponha uma camada com 1/3 da abobrinha. Por cima, acrescente uma camada com metade do peito de peru e metade do queijo cotage. Repita a operação para formar mais uma camada de cada ingrediente. Certifique-se que, no fim, a última camada seja de abobrinha. Despeje o molho branco por cima da lasanha e salpique a ricota esfarelada. Leve ao forno pré-aquecido em 200ºC até gratinar (aproximadamente 20 minutos).

A grande alteração que fiz em relação à receita original foi usar blanquet de peito de peru light em vez de carne moída. Fiz isso simplesmente pela facilidade de já ter o peito de peru em casa. Mas a outra opção certamente ficaria uma delícia também. Para quem quiser fazer com a carne moída, a sugestão é refogá-la numa panela antiaderente com alho e cebola picados, sal, tomilho e molho inglês a gosto. Depois é só montar a lasanha da mesma maneira alternando camadas de abobrinha com camadas de carne moída.

Outra mudança que fiz foi utilizar o queijo cotage e a ricota esfarelada. Na receita original, as camadas da lasanha não incluíam queijo. Apenas na última camada acrescentava-se uma col. de sobremesa de mussarela light ralada para polvilhar na hora de gratinar. Entretanto, quis colocar o cotage para dar um pouco mais de sabor e volume à minha lasanha. Da mesma forma, resolvi substituir a mussarela light pela ricota por dois motivos: o primeiro era o fato de já ter ricota em casa e o segundo por esta ser uma opção mais light já que contem menos gordura que a mussarela.

Fazer lasanha com vegetais como abobrinha ou berinjela é uma ótima alternativa à usar a tradicional massa. Além de ficar bastante saboroso, evita-se comer muito carboidrato desnecessariamente e torna a dieta rica em fibras e nutrientes. Vale também preparar uma lasanha que alterne camadas de abobrinha e berinjela. Fica uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s