Trocadilhos singelos

Não tenho a pretensão de ser uma grande mestre na cozinha e muito menos criar receitas mirabolantes e sensacionais. Também não é minha intenção utilizar um termo tradicional da culinária incorretamente, ainda mais uma culinária muldialmente venerada como a italiana que eu conheço muito superficialmente.

Dito isso, estava folheando meus livros de receitas saudáveis hoje e me veio uma inspiração para inventar um filé super simples e gostoso a partir de uma modificação da receita que encontrei. O prato ficou tão fantástico que precisei compartilhar aqui no blog e por isso dei a ele um nome que me pareceu apropriado pelo sabor final. Mas, no fundo, o nome é para ser apenas um trocadilho e apenas uma grande brincadeira. Espero que curtam também.

Filé mignon à piazzolo

Filé mignon à piazzolo

1 medalhão de filé mignon (+/- 80 g)
1 rodela de tomate
1 col. de sobremesa de orégano
1 col. de chá de queijo ralado light
sal e pimenta-do-reino a gosto
1 punhado de cebolinha picada para decorar

Modo de preparo:
Desenrole o medalhão de filé mignon e amasse a carne com a palma da mão para ela achatar e ficar maior. Tempere com sal e pimenta a gosto. Numa forma refratária, arrume o filé com a rodela de tomate por cima. Salpique o orégano e o queijo no tomate e leve para assar em forno médio (200ºC) de 20 a 25 minutos até o tomate murchar e o queijo derreter. Decore o prato com a cebolinha e sirva em seguida.

O tempo de cozimento no fundo depende do ponto de preferência da carne. Para quem gosta dela mais vermelha por dentro o recomendado é deixar de 15 a 20 minutos. Já quem prefere a carne mais bem passada pode deixá-la assando durante os 25 minutos. Entretanto, recomendo não deixar muito mais do que isso para não correr o risco do filé ficar duro e seco.

Modéstia à parte, achei sensacional esta minha invenção. No fundo é a receita mais simples de preparar (especialmente para quem mora sozinho) e não deixa de ser uma excelente alternativa para quem quiser comer um hambúrguer com gostinho de pizza sem extrapolar na alimentação saudável.

E para continuar seguindo a linha saudável e sem exageros, uma ótima opção de acompanhamento para esta carne inclui legumes cozidos no vapor ou aquela salada verde que inventei e compartilhei com vocês num post anterior. O azedinho da maçã-verde e o frescor do pepino caem super bem com o toque à piazzolo deste filé mignon.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s