Gourmet sem complicações

Quando estamos sem muito tempo para preparar uma refeição elaborada procuramos técnicas e métodos que facilitem nossas vidas. Eu, por morar sozinha, faço essa busca diariamente já que estou sempre cozinhando apenas para uma pessoa. Confesso que tem dias que fico com preguiça de fazer coisas complexas demais só para mim.

Uma técnica fantástica que descobri esses dias foi a de cozinhar peixes em papelotes de papel alumínio. Além de serem perfeitos para contabilizar porções individuais, não sujo nenhuma panela enquanto preparo um prato delicioso. Tem coisa melhor do que não ter montes de louça para lavar depois daquele almoço gostoso e aconchegante?

Tilápia no papelote com vegetais

Tilápia no papelote com vegetais

1 filé de tilapia (120 g)
100 g de tomate cereja cortados em quatro
¼ de cebola roxa cortada em tiras
75 g de vagem macarrão cortadas em pedaços
1 col. de sopa de azeitonas pretas picadas
suco de 1 limão
1 col. de sobremesa de alcaparras
1 col. de chá de orégano
1 col. de chá de azeite
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura alta. Numa tigela, junte os tomates cortados em quatro, a cebola fatiada, a vagem cortada em pedaços, as azeitonas picadas, as alcaparras, o orégano, o suco de limão e o azeite. Misture bem para que todos os vegetais peguem o sabor do limão e do azeite. Salpique uma pitada de sal e de pimenta-do-reino. Reserve.
Tempere o peixe com sal e pimenta a gosto. Para preparar os papelotes, arrume duas folhas retangulares (20 x 25 cm) de papel alumínio sobre uma superfície lisa. Coloque o filé no centro e arrume os vegetais com a marinada por cima. Com cuidado, levante as abas do papel alumínio e junte-as como se fosse um embrulho. Feche bem o pacotinho certificando-se de que está hermeticamente fechado para que o vapor não escape.
Coloque o papelote sobre a grelha e deixe cozinhar e 15 a 20 minutos até que o peixe fique pronto. Tenha cuidado ao abrir o pacote pois o vapor que sairá estará bem quente. Sirva acompanhado de arroz integral.

A melhor parte de cozinhar peixes com esta técnica é que eles ficam macios e suculentos usando uma quantidade mínima de azeite (apenas o da marinada dos vegetais). Quando assamos peixes no forno é preciso usar uma quantidade bem maior de azeite se quisermos que atinjam esta consistência (sem o azeite ele fica um pouco ressecado).

Outra vantagem desta técnica é que o tempo de cozimento é reduzido já que o vapor formado dentro do papelote acelera o processo. Vale checar se o peixe já está pronto com 10 minutos de grelha para avaliar quanto tempo ainda resta. Quando eu fiz este prato, deixei um total de 15 minutos na grelha pois a minha não chega a uma temperatura extremamente alta. No fim o tempo total depende de cada aparelho.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s