Um toque de sofisticação

É com muita felicidade que hoje comemoro nove meses de blog! Só posso agradecer a todos vocês que me acompanham diariamente nessa jornada para mostrar que comer bem e de maneira saudável não significa ficar na saladinha o tempo todo. Mas eu quero saber sua opinião também! Adoro receber dicas e sugestões de novas receitas para testar. Não esqueça de deixar um comentário nos posts. Vou adorar!

E para comemorar estes nove meses lindos que tenho passado ao lado do meu filhote (o blog), trago uma receita simples mas deliciosa que serve para um jantar mais sofisticado sem ter o trabalho de fazer algo muito elaborado. Não sei vocês, mas eu acho que um belo filé de salmão já deixa qualquer refeição com um toque a mais. E esta receita é tão maravilhosa que vale a pena ser feita com frequência.

Salmão ao molho de uva com alho-poró

Salmão ao molho de uva com alho-poró

1 posta média de salmão
1 cacho médio de uva sem caroço (aprox. 15 uvas)
1 col. de sopa de azeitonas verdes picadas
50 g de alho-poró cortado em rodelas
1 col. de sopa de cebolinha picada
1 col. de chá de vinagre de vinho tinto
suco de 1 limão
azeite, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Tempere o filé de salmão com o suco do limão, sal e pimenta a gosto. Pré-aqueça o forno em 200˚C. Arrume duas folhas de papel alumínio e forme um trouxa para o salmão. Feche bem para que nenhum vapor escape durante o cozimento. Leve o peixe para assar no papelote de alumínio por 20 minutos ou até atingir o ponto desejado.
Enquanto isso, aqueça uma panela antiaderente em fogo médio e regue com um fio de azeite. Refogue o alho-poró e a cebolinha até ficarem macios. Acrescente a azeitona verde picada e as uvas cortadas ao meio. Mexa bem para incorporar tudo e aquecer levemente os demais ingredientes.
Retire o molho do fogo e acrescente o vinagre. Derrame por cima do salmão e sirva acompanhado de arroz selvagem ou couscous marroquino.

Como já comentei diversas vezes aqui no blog, adoro assar carnes e peixes em papelote de alumínio. Para mim, esta é a melhor maneira de cozinhá-los, já que assim conseguem manter uma suculência interna deliciosa. Entretanto, nesta receita você pode optar por apenas grelhar o salmão. Além de também ser uma opção prática, demora menos tempo para ficar pronto.

Mas a verdadeira estrela desta receita certamente é o molho. Alho-poró e salmão formam uma combinação fantástica, e o acréscimo da uva e das azeitonas faz desde molho uma verdadeira explosão de sabores deliciosos. Outra vantagem deste prato é incluir mais frutas na alimentação. Nada melhor do que saboreá-las junto de um belo filé de salmão.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

O grão super poderoso

Tem um tempinho que a quinoa caiu nas graças dos nutricionistas e defensores da alimentação saudável por aí afora. Grão cultivado na região dos Andes desde a época dos Incas, a quinoa é um alimento altamente saudável e funcional. Tudo porque além de ser uma ótima fonte de carboidrato complexo contem também altíssimos níveis de proteínas indispensáveis para o bom funcionamento do corpo.

A quinoa é especialmente importante para os vegetarianos já que eles não ingerem níveis suficientes de proteínas que são mais comuns nos alimentos de origem animal. Altamente versátil, este grão pode ser saboreado como alternativa ao arroz, às massas ou mesmo ao cuscuz marroquino. Além disso, pode ser misturado à diversos vegetais formando um prato de acompanhamento super gostoso e nutritivo.

Canoas de abobrinha com quinoa

Canoas de abobrinha com quinoa

1/4 de xíc. de quinoa em grãos
1 abobrinha (pequena ou média)
1/2 cenoura pequena ralada
1 tomate cortado em cubinhos
50 g de alho-poró em fatias finas
1 dente de alho amassado
1/4 de cebola picada

Modo de preparo:
Corte a abobrinha ao meio no sentido longitudinal. Retire o miolo com o auxílio de uma colher. Ferva 500 ml de água e coloque as canoas da abobrinha para cozinhar por apenas 3 minutos. Elas devem apenas amolecer levemente mas continuarem al dente. Reserve.
Lave os grãos de quinoa em água corrente. Coloque para cozinhar de acordo com as instruções da embalagem. Reserve.
Numa panela antiaderente, refogue a cebola picada, a cenoura ralada, o alho amassado, o alho-poró cortado em tirinhas finas e o tomate picado sem as sementes e o miolo. Quando estiverem macios, acrescente a quinoa já pronta e refogue por mais alguns minutos mexendo bem para misturar todos os ingredientes.
Recheie as canoas da abobrinha com a mistura de quinoa. Regue com azeite a gosto e sirva em seguida.

Rende 2 canoas.

Este prato é em si bastante versátil. Ele serve muito bem como 1 porção de prato principal vegetariano para uma pessoa ou como 2 porções de acompanhamento para alguma carne num almoço para duas pessoas. Como dá para ver na foto, a mistura de quinoa rende bastante e as canoinhas que preparei ficaram bem cheias. Se preferir, faça a receita para dividir por 4 canoinhas com menos recheio.

Sou fã de quinoa desde que conheci mas esta foi a primeira vez que preparei uma receita que a levasse como ingrediente. Acho que sempre tive medo ou receio de algo dar errado. No fim era pura besteira minha pois a quinoa cozinha praticamente do mesmo jeito que arroz. Ou seja, não tem muito como errar e fica simplesmente delicioso com qualquer coisa.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Esquentando as noites mais frescas da primavera

Tudo bem que o inverno já acabou. Mas isso não quer dizer que não podemos nos deliciar com um belo prato de sopa nas noites mais fresquinhas da primavera. Foi o que resolvi fazer hoje, já que estes dias tem feito um friozinho aqui em São Paulo. Isso sem contar que a sopa é sempre uma ótima opção para ajudar a manter uma alimentação saudável porque não carrega muitas calorias, é nutritiva e satisfaz. Sempre que posso, opto por jantar uma sopa acompanhada de salada verde e uma fatia de pão integral. É só ficar longe dos cremes carregados de queijo e creme de leite que não tem erro.

Tendo dito isso, confesso que as vezes tenho preguiça de fazer sopa. Sempre acabo tendo que fazer litros e litros, o que, para quem mora sozinha, é bastante desagradável. Fico com restos intermináveis de sopa guardada na minha geladeira e tenho que comer a mesma coisa dias a fim para acabar com tudo.

Mas para garantir que um jantar à base de sopa seja saudável, é imprescindível fugir e não cair na tentação de comer aquelas que vem nos saquinhos em pó. Eu sei que é bem mais fácil só ferver a água e fim, mas as sopas em pó são carregadas de sódio e outros conservantes. Ou seja, não fazem nada bem para nossa saúde. O melhor mesmo é preparar a sopa em casa, por mais trabalhoso que seja.

Por sorte, encontrei algumas receitas na medida que rendem de 1 a 2 porções. Elas são perfeitas para quem, como eu, mora sozinho e não quer ser obrigado a comer a mesma coisa o mês inteiro. A receita da minha sopa de hoje é super simples de fazer e não leva muitos ingredientes. Além disso, combina uma boa dose de proteína, carboidrato e legumes. Vale provar porque ficou deliciosa!

Sopa de cenoura com carne

Sopa de cenoura com carne

80 g de coxão mole
100 g de cenoura ralada
100 g de batata ralada
80 g de alho-poró em rodelas
1/2 cebola picada
1 dente de alho
100 ml de leite desnatado
1 col. de sobremesa de amido de milho
1 tablete de caldo de carne
1 tablete de caldo de vegetais
sal, pimenta-do-reino e salsinha a gosto

Modo de preparo:
Corte a carne em cubos pequenos e tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Pique metade da cebola e o dente de alho e misture na carne com as mãos. Em uma panela antiaderente, refogue a carne com a cebola e o alho, regando com o caldo de carne até cozinhar e ficar macia. Reserve.
Em outra panela, refogue o alho-poró, a cenoura, a batata e o resto da cebola. Dissolva o caldo de legumes em 800 ml de água fervente e adicione à panela. Tempere com salsinha a gosto e deixe cozinhar por aproximadamente 15 minutos até que os ingredientes fiquem macios e o caldo da sopa aromatizado.
Em um recipiente à parte, dilua o amido de milho no leite desnatado, tendo cuidado para misturar aos pouco para não “empelotar”. Em seguida, misture ao caldo da sopa. Cozinhe em fogo baixo até ficar com consistência cremosa (aproximadamente 20 minutos). Logo antes de servir, aqueça a carne e junte na sopa.

Rende 2 porções.

Nunca tinha feito uma sopa tão rápido. Geralmente demora horas para que um simples caldo de legumes fique pronto. Justamente por isso, adorei esta receita que provei hoje. Foi rápida, simples e prática. As duas porções que rende são um tanto generosas, até daria para considerar três porções. Mas como a sopa não é nada calórica, vale comer uma porção um pouquinho maior para não sobrar tanto.

Para quem não é fã de alho-poró, uma sugestão é substituir por couve-manteiga, ou ainda, folhas picadas de escarola. Ambas são opções ótimas para acompanhar a cenoura. Além disso, é possível incrementar ainda mais o caldo colocando alguns outros ingredientes como abobrinha ralada ou pimentão vermelho picado. Fica sensacional.

Por hoje é só.

Bon appetit!