Um arco-íris no prato

Desde que aprendi a preparar almôndegas caseiras e vi o quão fáceis são de fazer tenho preparado bastante para almoçar. Além de ser uma opção super saudável de incluir carne vermelha na alimentação, as almôndegas permitem uma infinidade de molhos diferentes e saborosos como acompanhamento.

Como busco sempre incluir uma boa dose de legumes e verduras junto com o resto da refeição achei perfeita esta receita de almôndegas ao molho de pimentões tricolores. Já imaginava que o resultado final ficaria divinamente delicioso mas pensei que incluir as três cores de pimentões no prato também o deixaria colorido e bonito. Estava certa.

Almôndegas com pimentões tricolores

Almôndegas com pimentões tricolores

50 g de pimentão vermelho
50 g de pimentão verde
50 g de pimentão amarelo
300 ml de caldo de carne
100 g de coxão mole moído
50 g de cebola picada
1 dente de alho picado
1/2 clara
1/2 fatia de pão integral
1/2 col. de sopa de farinha de trigo
15 ml de água
5 ml de vinagre de vinho branco
manjericão, orégano, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Corte os pimentões em tiras finas. Ferva o caldo de carne e acrescente os pimentões. Deixe cozinhar por 10 minutos em fogo baixo mantendo uma leve fervura até que os legumes fiquem macios mas não tenham se desmanchado.
Enquanto isso, prepare as almôndegas. Junte numa tigela a carne moída, a cebola e o alho picados, 1/2 clara de ovo e 1/2 fatia de pão integral triturada. Tempere com sal e pimenta a gosto e misture tudo com as mãos até formar uma bola. Tire pequenos pedaços e molde as almôndegas. Com esta quantidade é possível fazer de 7 a 9 almôndegas pequenas.
Unte uma forma refratária antiaderente com um fio de azeite e arrume as almôndegas. Leve para assar em forno pré-aquecido em 220˚C por 30 minutos ou até que fiquem completamente cozidas. Vire as almôndegas na metade do tempo para que assem de maneira uniforme.
Enquanto as almôndegas assam, termine de preparar o molho. Junte 1/2 col. de sopa de farinha de trigo com 15 ml de água numa tigela e mexa bem para que fique completamente homogêneo. Despeje a mistura na panela com o caldo de carne e os pimentões e cozinhe mexendo constantemente até engrossar e reduzir um pouco (de 3 a 5 minutos). Acrescente o vinagre de vinho branco e o manjericão e orégano frescos a gosto. Desligue o fogo e tampe para manter o caldo aquecido enquanto as almôndegas terminam de assar.
Na hora de servir, regue as almôndegas com o molho de pimentões. Sirva acompanhado de polenta cremosa ou arroz integral.

Apesar de parecer trabalhosa, a receita fica pronta em aproximadamente 45 minutos, dependendo apenas do tempo que demora para as almôndegas assarem por completo. O sabor final também compensa a demora já que a combinação dos três pimentões com as almôndegas assadas e regadas no delicioso molho de carne fica divino.

Ao invés de assá-las no forno você pode também fritá-las levemente numa frigideira antiaderente untada com um fio de azeite por alguns minutos e depois terminar de cozinhá-las junto com o caldo de pimentões. Desta forma elas acabam cozinhando mais rápido. Entretanto, eu optei por assá-las no forno já que é a maneira mais saudável de prepará-las por não utilizar quase óleo nem gordura.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Delícias caseiras

Mais uma semana começando e com ela a vontade de comer algo mais leve para compensar as extravagâncias do final de semana. Como hoje não poderia ser diferente, resolvi testar uma receita que sempre tinha curiosidade de fazer mas achava que seria complicado demais. Estava totalmente enganada.

Sempre pensei que para fazer almôndegas tinha que comprar carne já moída. Quem já viu preparar essas bolinhas de carne com um pedaço de filé inteiro? E como não tenho moedor em casa teria que comprar a carne já moída. Se minha intenção fosse preparar almôndegas de carne de boi não teria o menor problema já que achar carne moída no supermercado é super fácil. Mas eu queria fazer de frango. Aí as coisas complicam, certo? Errado.

Almôndegas de frango ao forno

Almôndegas de frango ao forno

1 peito de frango médio
1/2 envelope de caldo de frango
1/2 fatia de pão integral
2 col. de sopa de leite semidesnatado
60 g de molho de tomate

Modo de preparo:
Rasgue a fatia de pão em pedaços bem pequenos. Numa tigela, junte o pão integral com o leite e deixe até ficar totalmente úmido. Reserve.
Tempere o peito de frango com meio envelope de caldo de frango e corte em pedaços pequenos com uma faca. Despeje num multiprocessador e acrescente os pedaços de pão já úmidos. Descarte o resto do líquido que não for absorvido pelo pão. Triture ambos os ingredientes até que o frango fique bem picado e moído.
Junte todo o frango numa bola grande, separe a massa em 8 pedaços e molde pequenas bolinhas no formato de almôndegas. Arrume-as numa forma refratária antiaderente e leve ao forno médio (200˚C) pré-aquecido. Asse tampado com papel alumínio por 15 minutos. Depois desse tempo, retire o papel alumínio e despeje o molho de tomate por cima das almôndegas. Retorne ao forno e asse por mais 15 minutos ou até ficar bem cozido. Sirva a seguir.

A lição mais importante que tirei dessa receita foi que moer carne em casa num multiprocessador funciona perfeitamente bem, especialmente se a intenção for fazer algo como almôndegas ou polpetones nos quais a massa de carne fica numa consistência sólida. Já se a opção for fazer algo como molho à bolonhesa para acompanhar um macarrão o melhor mesmo é comprar a carne já moída profissionalmente.

No fim a receita foi um sucesso total. Super fácil de fazer, o sabor delicado do pão integral é quase imperceptível no meio do frango bem temperado com o caldo de galinha em pó. Aproveite esta segunda-feira corrida para saborear este prato leve e gostoso acompanhado de arroz e feijão e legumes cozidos no vapor. Saborzinho bem brasileiro, não?

Por hoje é só.

Bon appetit!

O poder sutil das ervas

Acho que comecei o ano inspirada. Desde que voltei de viagem tenho investido bastante em pratos com temperos e especiarias diferentes ou inusitadas. No fim das contas está servindo para que eu conheça novas maneiras de saborear o que tradicionalmente seriam refeições simples, sem graça ou apenas mais do mesmo.

O bom é que para mudar um prato e deixá-lo mais interessante não é preciso fazer muito. As vezes é só colocar uma erva a mais ou um tempero diferente que tudo muda completamente. O segredo está na combinação e nas proporções utilizadas. Na receita de hoje a mudança não foi grande, mas o sabor final impactou de maneira surpreendente.

Almôndegas temperadas com tomates estourados

Almôndegas temperadas com tomates estourados

115 g de carne moída magra
200 g de tomate cereja
1 dente de alho picado
1 col. de sopa de salsinha picada
1/2 col. de chá de cominho
2 col. de sopa de cebola picada
1 col. de chá de orégano
1 fio de azeite
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, misture a carne com o alho, a salsinha, o cominho, metade da cebola e metade do orégano. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Com as mãos úmidas, molde quatro almôndegas pequenas.
Aqueça uma frigideira antiaderente e acrescente um fio de azeite. Cozinhe as almôndegas por aproximadamente 8 minutos mexendo delicadamente para que assem uniformemente. Reserve.
Na mesma frigideira, coloque os tomates cereja com o restante da cebola picada. Salpique o restante do orégano e cozinhe mexendo esporadicamente até os tomates ficarem macios e começarem a estourar (aproximadamente 5 minutos). Sirva as almôndegas regadas com os tomates e acompanhadas de arroz integral ou pão árabe tostado.

Devido aos temperos usados, o sabor tradicionalmente italiano de almôndegas ao molho de tomate dá lugar à um gostinho árabe. Não chega a ser o que talvez conheçamos como árabe clássico (o tradicional quibe assado ou espetinhos de kafta), mas o tempero definitivamente remete à deliciosa culinária do oriente médio.

Entretanto, por mais característico que fique o sabor, não chega a ser algo forte ou impactante demais. Pelo contrário. A sutileza das especiarias combinadas nesta receita é apresentada aos poucos, permitindo que os sabores e temperos sejam percebidos delicadamente. No fim a experiência de saborear este prato é algo fantástico. Absolutamente imperdível.

Por hoje é só.

Bon appetit!