Para o lanchinho da tarde

Nada melhor do que um delicioso pedaço de bolo de banana quentinho, recém saído do forno. Quando acompanhado de queijo cottage ou frutas frescas num completo café da manhã ou lanchinho da tarde a sensação fica melhor ainda. Sempre quis fazer bolo de banana, mas como moro sozinha era complicado fazer tanto só para mim.

Quando descobri esta receita, que além de levar menos gordura do que os tradicionais, ainda podia ser congelado em porções para ir comendo aos poucos, tive que experimentar. O resultado ficou simplesmente divino e em nenhum momento parece que você está comendo uma versão mais saudável desse pecado gastronômico tão bom.

Bolo de banana

Bolo básico de banana

130 g de farinha de trigo
65 g de farinha de trigo integral
60 ml de óleo de soja
150 g de açúcar mascavo
2 claras
120 g de iogurte natural desnatado
230 g de banana (aprox. 4 und. prata médias)
1 col. de chá essência de amêndoa
1 col. de chá bicarbonato de sódio
1 col. de chá de fermento
1/2 col. de chá de canela
1/4 col. de chá sal

Fatia de bolo com cottage

Modo de preparo:
Numa tigela pequena, junte a banana bem madura e amassada com o bicarbonato de sódio e o iogurte. Misture bem até ficar homogêneo e reserve enquanto prepara os demais ingredientes.
Numa tigela média, junte o açúcar, as claras, o óleo e a essência de amêndoa. Mexa bem com um garfo ou batedor de arame para ficar completamente misturado.
Finalmente, junte as farinhas, o fermento, a canela e o sal numa terceira tigela maior. Comece misturando os ingredientes molhados. Mexa bem para ficar completamente homogêneo. Junte aos poucos à mistura de farinha e mexa bem apenas para ficar completamente incorporado. Evite mexer demais neste momento para não deixar o bolo muito duro.
Derrame a massa numa forma de pão retangular untado com um fio de óleo e farinha. Leve ao forno pré-aquecido em 180˚C e asse por 50 minutos ou até que um palito inserido no meio saia limpo.

A receita original pedia a essência de baunilha tradicional. Resolvi inovar e finalmente usar a essência de amêndoa que tinha comprado e estava esperando um momento especial para poder usar. Achei a combinação fantástica e o fato de ser essência de amêndoa deu ao bolo um toque diferente e super saboroso.

Bolo de banana com kiwi e cottage

Esta receita é simples e básica. O bom é que ela pode ser incrementada dependendo do gosto de cada um. Uma opção é acrescentar gotinhas de chocolate meio amargo na massa antes de levar para assar. Você pode também colocar amêndoas ou nozes picadas na massa para dar um toque à mais. De qualquer maneira, a versão pura como a minha já ficou uma delícia!

Rende 15 porções.

Por hoje é só.

Bom appetit!

Versões caseiras

Convenhamos, a barrinha de cereal é uma das melhores invenções do último milênio. Para quem busca seguir uma alimentação saudável, esses lanchinhos práticos são ótimos para aquele lanche esperto no meio da tarde. É bem verdade que precisamos saber escolher a melhor opção, as que tenham menos açúcar e mais cereais integrais etc. Mas qualquer uma que tenha uma boa quantidade de proteína ajuda a manter a saciedade por um bom tempo até a hora de jantar.

Depois de testar inúmeras marcas, claro que já tenho as minhas preferidas. Mas, ao mesmo tempo, a pulga da cozinha que me leva a querer testar todas as receitas possíveis e imagináveis me fez querer tentar também fazer barrinhas caseiras. Escolhi esta receita pois parecia super simples e bastante saudável. No fim adorei o resultado!

Barrinha de cereal caseira

Barrinha de cereal caseira

60 g de amendoim torrado picado
6 g de cereal de arroz integral
22 g de aveia prensada
10 g de sementes de abóbora
40 g de banana passa picada
3 damascos picados
40 g de mel

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em 180˚C. Forre uma forma refratária quadrada com várias folhas de papel alumínio de maneira que o papel transborde para fora. Isso facilitará a retirada das barrinhas depois que ficarem prontas. Unte o papel alumínio com um fio de óleo de soja e reserve.
Junte todos os ingredientes, menos o mel, em uma tigela grande e mexa bem para incorporar tudo e ficar bem misturado. Aos poucos derrame o mel e vá mexendo constantemente para que tudo fique coberto. Despeje a mistura na forma preparada e espalhe bem para ficar com uma grossura uniforme.
Coloque outra folha de alumínio untada por cima da mistura e pegue algo pesado para prensar a barrinha. Mantenha por 5 minutos pressionando para que fique bem apertado. Isso vai ajudar as barrinhas a ficarem inteiras quando esfriarem.
Leve para assar no forno pré-aquecido por 40 minutos. Tire do forno e deixe esfriar ainda na forma por pelo menos 15 minutos. Retire as barrinhas segurando pelo papel alumínio com cuidado. Corte em 6 e leve à geladeira para ajudar a firmar. As barrinhas duram 1 semana em temperatura ambiente guardadas em recipiente fechado. Elas também podem ser congeladas por 3 meses.

Rende 6 porções.

O bom desta receita é que ela não inclui nenhum conservante ou aditivo artificial como todas as outras barrinhas compradas prontas. Ao mesmo tempo, elas continuam funcionando perfeitamente para um lanchinho esperto por poderem ser transportadas com facilidade e serem bastante práticas.

Aqui vai um alerta: é possível que as barrinhas não fiquem inteiras depois de esfriarem por não ter mel suficiente ou não terem sido prensadas de maneira correta antes de serem assadas. Neste caso, nada impede que você guarde o resultado final para comer como uma deliciosa granola caseira. Acrescente a mistura ao iogurte ou saboreie com leite no café da manhã. Seja como for, o sabor final continua sendo uma verdadeira delícia!

Por hoje é só.

Bon appetit!

Repondo as energias

Para quem, como eu, acabou de participar de uma das provas da Maratona Internacional de São Paulo, nada melhor do que um docinho refrescante para repor as energias. Não que esta sobremesa seja a mais calórica que eu já tenha publicado aqui no blog ou que seja daquelas apenas para ocasiões especiais.

Alias, esta receita, apesar de servir muito bem como um toque final delicioso para uma refeição de final de semana, é perfeita para atletas que acabaram de praticar alguma atividade física. Isso porque combina carboidratos e vitaminas vindas das frutas com as proteínas do leite que são super importantes para a reposição muscular.

Sorvete de banana

Sorvete de banana

1 banana média ou 2 pequenas (aprox. 125 g)
45 ml de leite
1 punhado de nozes picadas

Modo de preparo:
Corte a banana em rodelas e coloque numa sacolinha de plástico. Leve ao freezer até congelar (pelo menos 6 horas ou de um dia para o outro).
Tire as rodelas de banana do congelador e coloque no liquidificador. Acrescente o leite e bata até ficar completamente homogêneo e cremoso. Sirva em seguida salpicado com as nozes picadas.

A quantidade indicada nos ingredientes traz a proporção perfeita para fazer com que o sorvete fique cremoso na medida certa. Além disso, a porção feita rende uma bola generosa. Ou seja, ideal para uma pessoa ter um docinho instantâneo depois do almoço. Caso queira fazer para mais pessoas, basta aumenta as quantidades proporcionalmente.

É incrível como o fato da banana ter sido congelada antes de fazer esta receita transforma o que seria uma simples “vitamina de banana” em algo cremoso e de consistência igual a de um sorvete. Além disso, o toque final das nozes em pedaços salpicadas por cima do sorvete dá a sobremesa uma complexidade deliciosa de sabores.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Delícias saudáveis

Depois da primeira tentativa bem sucedida na qual fiz mini muffins de cacau com chocolate amargo, resolvi testar outra receita destes docinhos miniatura tipicamente norte-americanos. Desta vez optei por uma receita um pouco mais saudável já que leva na sua composição farinha de trigo integral e bananas.

O gostoso de preparar estes bolinhos é a grande versatilidade e enormidade de sabores possíveis. São tantas receitas existentes que dá vontade de testar uma diferente a cada dia. Como adoro fazer sobremesas de frutas, escolhi esta de banana para experimentar. O melhor é que eles também servem perfeitamente de café da manhã especial num domingo qualquer.

Mini muffin integral de banana

Mini muffin integral de banana

12 col. de sopa cheias de farinha de trigo integral
4 col. de sopa cheias de farinha de trigo branca
1 col. de sobremesa de fermento em pó
1 col. de chá de canela em pó
1 pitada de sal
1 1/2 banana prata madura amassada com um garfo
1 ovo
6 col. de sopa de açúcar mascavo
40 ml de leite semidesnatado
1 1/2 col. de sopa de margarina light sem sal
1 col. de chá de essência de baunilha

Modo de preparo:
Numa tigela, misture as farinhas, o fermento, a canela e o sal. Misture delicadamente com uma colher para juntar todos os ingredientes.
Em outra tigela, junte o ovo levemente batido com um garfo, as bananas amassadas e a margarina em temperatura ambiente. Acrescente o açúcar, o leite desnatado e a essência de baunilha e mexa bem com um garfo até que fique bem homogêneo.
Abra um buraco no centro dos ingredientes secos e despeje a mistura de banana mexendo delicadamente com o garfo. Misture apenas até ficar tudo incorporado. Cuidado para não bater demais para que os muffins não fiquem duros.
Unte uma forma antiaderente de 12 mini muffins com um pingo de azeite em cada potinho. Despeje aproximadamente 1 col. de sopa da massa em cada recipiente até dividir completamente por todos os 12. Asse em forno pré-aquecido em 190˚C por 18 minutos ou até que um palito enfiado no meio saia limpo. Deixe esfriar por 5 minutos, desenforme e sirva como lanchinho acompanhado de uma xícara de café ou chá.

Rende 12 mini muffins.

Estes mini muffins podem até não parecer tão apetitosos à primeira vista quanto os outros que preparei. Entretanto, não canso de repetir que as aparências enganam. Absolutamente divinos, estes bolinhos integrais de banana tem uma grande vantagem já que realmente são mais saudáveis que os outros. Além disso, seu sabor é tão delicioso quanto qualquer outra sobremesa que já tenha feito.

Outra vantagem desta receita é a possibilidade de congelar os muffins depois de prontos. Para fazer isso, basta lembrar de deixá-los esfriarem antes de guardar num recipiente hermeticamente fechado no freezer. Quando quiser saboreá-los novamente, deixe descongelando na geladeira de um dia para o outro ou por algumas horas em temperatura ambiente.

Por hoje é só.

Bon appetit!