Abrindo a despensa

Quando faltam ideias do que preparar para o almoço às vezes nem precisamos ir muito longe para arranjar uma refeição completa. Abrindo a geladeira ou despensa conseguimos encontrar um mundo de coisas esquecidas que juntas formam algo inusitado e delicioso.

Alias, inspirações podem surgir dos lugares mais inusitados. Muitas vezes nem é preciso muita variedade de ingredientes para deixar um prato simplesmente perfeito. Para a dica de hoje juntei restos que tinha em casa e resolvi incrementar um pedaço esquecido de peixe que tinha no congelador. A combinação ficou fantástica.

Cação ao molho de tomate com espinafre

Cação ao molho de tomate com espinafre

1 posta média de cação
1/2 lata de tomate pelado
50 g de espinafre
sal, pimenta-do-reino, sálvia e orégano a gosto

Modo de preparo:
Tempere o cação com sal, pimenta e sálvia a gosto e asse numa forma refratária antiaderente por aproximadamente 20 minutos em fogo médio (200˚C).
Numa panela antiaderente, despeje 1/2 lata de tomates pelados. Quando levantar fervura, abaixe o fogo e cozinhe em fogo brando por aproximadamente 5 minutos. Tempere com sal e orégano a gosto e leve ao multiprocessador até formar um molho homogêneo. Retorne à panela e acrescente as folhas de espinafre inteiras. Cozinhe em fogo brando até o espinafre murchar um pouco (aproximadamente 3 minutos).
Regue o cação assado com o molho de tomate e sirva em seguida.

É incrível o que um simples molho de tomate caseiro com espinafre refogado consegue fazer para deixar uma refeição mais sofisticada. Alias, a combinação de tomate com espinafre cai bem com quase qualquer prato e é tão simples de preparar que qualquer pessoa consegue.

Além de super saboroso, este prato contem diversos benefícios que ajudam a manter uma alimentação saudável e balanceada. O espinafre é uma ótima fonte de ferro e o peixe branco proporciona uma excelente quantidade de proteína magra. Leve e gostoso, esta receita cai bem em qualquer dia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

As vezes o melhor é ficar no básico

As vezes não precisamos de muita imaginação para criar um cardápio super saboroso e saudável. Uma dica para quem não tem muitas ideia inovadoras (como eu) é sempre retornar ao básico e fazer pequenas adaptações a partir disso. Foi o que resolvi fazer hoje para meu almoço.

Peguei uma receita simples e prática de peixe assado e dei alguns pequenos toques a mais para torná-la mais encorpada e rica em vitaminas e minerais. O resultado ficou divino e a combinação de sabores casou super bem. E para deixar tudo ainda mais atrativo, este prato fica pronto em menos de uma hora, ideal para a correria do dia a dia.

Peixe assado com tomate e aspargos

Peixe assado com tomate e aspargos

1 posta de peixe a gosto (sugiro cação ou pescada)
2 rodelas de tomate
2 fatias de cebola
1 col. de sopa de orégano
100 g de aspargo verde fresco
suco de 1 limão
sal a gosto

Modo de preparo:
Tempere a posta do peixe com sal e o suco do limão e deixe marinar numa forma refratária por 30 minutos. Corte as rodelas de cebola e tomate e posicione por cima do peixe. Arrume os aspargos no prato ao lado do peixe, salpique o orégano e leve ao forno pré-aquecido em 200ºC por 20 minutos ou até que o peixe esteja completamente assado. Antes de servir regue com um fio de azeite.

Esta foi a primeira vez que assei aspargos junto com a carne no forno. Geralmente cozinhava na água ou no vapor, mas gostei bem mais desta forma de preparo. Percebi que o sabor do vegetal ficou mais acentuado e não foi perdido como acontece quando ele é submerso na água com sal para cozinhar. Outra opção para não perder muito o sabor das verduras é cozinhá-las no vapor, mas dessa forma é mais demorado e menos prático.

Não canso de falar que sempre vou adorar a combinação tomate salpicado de orégano assado no forno. Estes dois sabores juntos dá um quê de italiano a qualquer prato sem precisar adicionar outros tantos ingredientes gordurosos comuns da culinária típica da Itália. Um bônus para qualquer alimentação saudável e um resultado simplesmente divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!

O sabor delicado dos peixes

Depois que descobri as maravilhas dos peixes minha vida mudou completamente. Entre as carnes é a melhor opção, já que concentra gorduras essenciais para o bom funcionamento do organismo, como a ômega 3, sem ter altas quantidades de gordura saturada que prejudicam a saúde, como ocorre nas carnes vermelhas.

O que para muitos é uma desvantagem nos peixes, para mim o sabor suave que eles apresentam é um dos seus principais atributos. Por não ter um gosto acentuado demais, o salmão e o atum são exceções a regra já que tem um sabor bastante pronunciado, admite qualquer tipo de tempero, molho ou acompanhamento na hora do preparo. Que cozinheira não adoraria poder brincar com a imaginação sem ter que se preocupar se os diversos temperos vão entrar em conflito na hora da refeição?

Por essas razões, hoje minha dieta baseia-se em grande parte no consumo de peixes nas mais variadas combinações. E para meu almoço de hoje, resolvi testar uma receita que me pareceu bastante simples com potencial para ser incrivelmente saborosa. Acertei em cheio.

Cação ao molho de amêndoas

Cação ao molho de amêndoas

2 postas médias de cação
1 dente de alho picado
1/4 de cebola picada
1 tomate italiano picado
2 rodelas de pimentão vermelho picadas
30 g de amêndoas trituradas
1 col. de sopa de mostarda
1 col. de chá de amido de milho
1 limão
2 col. de sopa de raspas de casca de limão
sal, pimenta-do-reino, sálvia e salsinha a gosto

Modo de preparo:
Tempere o peixe com sal, pimenta, sálvia e suco de limão e deixe marinar por 1 hora. Após esse tempo, ferva 500 ml de água em uma panela de vapor com as raspas de casca de limão e a salsinha. Coloque o cação, tampe e cozinhe em fogo baixo até ficar macio (aproximadamente 20 minutos).
Para o molho, refogue a cebola, o alho, o tomate, o pimentão e a mostarda em uma panela antiaderente. Cozinhe em fogo baixo até reduzir. Deixe esfriar e bata no multiprocessador com o amido de milho até ficar homogêneo. Retorne para a panela e cozinhe em fogo baixo por mais alguns minutos. Acrescente as amêndoas e misture bem. Na hora de servir, regue o molho por cima da posta de cação.

Nesta receita, as amêndoas deram um toque essencial ao que normalmente seria um simples molho de tomate. Além disso, a mostarda deixou o prato com um gostinho levemente apimentado. No fim, a combinação ficou uma delícia.

Tendo dito isso, neste caso percebi que meu jeito tradicional de fazer molho de tomate talvez não tenha sido o melhor neste caso. Por não peneirar o molho, os pedaçinhos de tomate e cebola que ficam no molho competiram com as amêndoas trituradas. Acho que para poder sentir melhor o sabor delicado delas, deveria ter peneirado o molho e acrescentado um pouco de água na preparação para que ele ficasse um pouco mais ralo.

De qualquer maneira, ficou bastante saboroso da forma como preparei. O bom é que vamos aprendendo coisas novas com cada preparação e agora já tenho algo novo para testar da próxima vez que fizer este prato.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Com cobaias é sempre melhor

Estou aproveitando que minha mãe está passando duas semanas aqui em São Paulo comigo para fazer todas as receitas que sempre quis fazer mas achava desperdício fazer só para mim. Ou então aquelas que fica difícil cozinhar só para uma pessoa pois rendem muitas porções. O bom é que estou usando ela de cobaia em tudo. Mas até agora tem dado tudo certo e não houve reclamação de nenhum prato que preparei.

Para o nosso almoço de hoje, peguei uma receita do livro Receitas maravilhosas do Spamed para uma dieta de manutenção. Nele, é possível achar diversas opções saudáveis para quem busca manter sempre uma alimentação saudável, sem ter a necessidade ou vontade de emagrecer. Fiz algumas poucas modificações e ficou uma delícia.

Aqui está a receita do prato que eu fiz. Depois explico quais foram as pequenas modificações com relação à sugestão inicial.

Cação assado com brócolis e tomates ao forno

Cação assado com brócolis e tomates ao forno

2 postas de cação
1/4 pimentão vermelho cortado em tirinhas
80 g de brócolis
2 tomates
2 dentes de alho picados
1 cebola picada
suco de 1 limão
1 tablete de caldo de legumes
sal, salsinha, orégano e curry a gosto

Modo de preparo:
Em um recipiente, tempere o peixe com 1 dente de alho, metade da cebola, o sal, a salsinha e o curry a gosto. Misture bem os temperos com as mãos para que entre bem na carne do peixe. Por fim, regue as duas postas com o suco de limão. Deixe marinar por 2 horas. Quando for assar, acrescente ao refratário o pimentão cortado em tiras. Leve ao forno em 200ºC por 20 cerca de minutos, até que o peixe fique macio.
À parte, coloque o brócolis, o outro dente de alho e o restante da cebola numa panela. Dissolva o caldo de legumes em 500 ml de água fervente e acrescente à panela. Cozinhe por aproximadamente 8 minutos, até o brócolis ficar al dente. Reserve até o momento de servir.
Por fim, num refratário pequeno, corte a tampa do tomate e retire as sementes. Tempere com orégano e sal a gosto. Leve ao forno em 200ºC até reduzir (aproximadamente 35 minutos).

A principal substituição que fiz com relação à receita original foi usar postas de cação ao invés de filé de pescada. A verdade é que você pode usar qualquer peixe para fazer esta receita. As únicas exceções talvez sejam salmão e atum por terem gostos bastante fortes e característicos. O melhor é usar um peixe branco como cação, robalo, pescada, linguado ou namorado que não vão competir com os temperos utilizados.

Outra mudança que fiz foi usar curry e não wasabi no tempero do peixe. Mudei única e exclusivamente por não gostar de wasabi pois acho forte demais. Mas com certeza, para quem gosta, a receita deve ficar sensacional sem essa mudança. Sugiro que preparem o prato com wasabi para me contarem depois como ficou!

Devo dizer, também, que adorei esta maneira nova de assar tomates. Ficou muito saboroso e o orégano deixou um gosto delicioso no tempero final da comida. O bom é que serve de acompanhamento para praticamente qualquer prato. Com certeza vou repetir!

Por hoje é só.

Bon appetit!