O delicioso sabor da lembrança

Confesso: tem dias que morro de saudades dos anos que passei morando nos Estados Unidos. E sim, tenho saudades especialmente da comida que comia lá. Mas peraí, americano não come só fast food? Claro que não! Isso é uma visão deturpada que tenho tentado mudar desde que voltei para o Brasil.

Alias, existem diversos pratos tipicamente norte-americanos que são deliciosos e certamente não se assemelham em nada com os sanduíches das lanchonetes que vemos por aí. Com grande influência anglo-saxônica, a culinária dos Estados Unidos reúne também inúmeras características dos diversos povos que fizeram do país o que ele é hoje.

“Torta” de frango express (chicken pot pie)

“Torta” de frango express – (Chicken Pot Pie)

1 unidade de massa folhada para pastel de forno (30 g)
1 peito de frango cortado em cubos
150 ml de caldo de frango
1 folha de louro
100 g de batata cortada em cubos
100 g mix de vegetais congelados (com ervilha, vagem e cenoura)
1 col. de sopa cheia de farinha de trigo
30 ml de caldo de frango
azeite, sal, pimenta, tomilho e sálvia a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em temperatura alta (220˚C). Arrume a massa folhada numa travessa antiaderente untada com um fio de azeite. Corte a massa em quatro tiras médias e leve para assar até dourarem (aproximadamente 10 minutos).
Enquanto isso, aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio e regue com um fio de azeite. Refogue os pedaços de frango até dourarem bem. Reserve.
Numa panela grande, ferva 150 ml de caldo de frango junto com a folha de louro. Acrescente a batata e cozinhe por 10 minutos até que fique macia. Junte o mix de vegetais congelados e deixe cozinhar por mais 2 minutos.
Numa tigela, misture a farinha com mais 30 ml de caldo de frango até que fique homogêneo e sem bolinhas. Derrame a mistura na panela e acrescente os cubos de frango dourados. Mexa bem e cozinhe até engrossar (de 2 a 3 minutos). Tempere com sal, pimenta, tomilho e sálvia a gosto. Sirva acompanhado das tiras de massa folhada.

Uma das preparações mais clássicas norte-americanas são as tortas, sejam elas doces ou salgadas. Esta que compartilho com vocês hoje é uma das mais apreciadas e é considerada uma verdadeira “confort food”. Ou seja, aquela comidinha super caseira que sua mãe prepara para você quando está doente e de cama.

A versão tradicional inclui uma crosta completa de massa podre normal para tortas. Entretanto, a versão que achei e testei em casa dá uma certa leveza ao prato fazendo dele um pouco mais saudável e com certeza mais rápido e fácil de preparar. No fim, o sabor é aquele que me acostumei a comer quando morava lá. Absolutamente deliciosa, esta torta cai muito bem numa noite friazinha de inverno.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Os saborosos renegados

Às vezes fico me perguntando, porque será que livros e sites de receitas dão tanto destaque aos pratos principais das refeições e renegam os coitados dos acompanhamentos para um canto sem dar a menor importância a eles? Convenhamos, é bem difícil achar uma boa receita de acompanhamento fácil, gostoso e saudável nos tantos livros de culinária que existem.

Por sorte, passo tanto tempo procurando especificamente opções de acompanhamentos para minhas refeições que acabo encontrando algumas pérolas perdidas por aí. A dica que trago hoje é uma dessas, super fácil de fazer e absolutamente deliciosa. Confiram.

Ragu de grão de bico

Ragu de grão de bico

1/2 caixa de grão de bico em conserva
50 g de cebola picada
1 dente de alho amassado
100 g de cenoura em rodelas
100 g de abobrinha em rodelas
2 col. de sopa de extrato de tomate
240 ml de caldo de frango
azeite, sal e pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Aqueça uma panela antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola e o alho picados até amaciarem e ficarem aromáticos. Acrescente a cenoura cortada e refogue por mais alguns minutos para começar a cozinhar. Junte o extrato de tomate e mexa bem para incorporar todos os ingredientes. Despeje o caldo de frango, deixe ferver e cozinhe em fogo baixo mantendo uma leve fervura por 5 minutos.
Adicione a abobrinha e continue cozinhando por mais 3 minutos. Por fim, junte o grão de bico escorrido e lavado para retirar o excesso de sal. Tempere com sal e pimenta calabresa a gosto e deixe ferver por mais alguns minutos até o molho reduzir bem e engrossar levemente. Sirva como acompanhamento de um belo filé de salmão grelhado.

Nesta receita vale ressaltar a importância de seguir os passos da maneira certinha. Como a cenoura demora mais tempo para cozinhar e amolecer do que a abobrinha ela precisa ser acrescentada bem antes no processo de cozimento. É importante também deixar para colocar a abobrinha bem no final para que não fique mole demais.

Como sempre, as medidas e quantidades que dou na minha versão da receita são perfeitas para fazer o prato para uma pessoa só comer naquela hora. Entretanto, este prato é tão delicioso que valeria a pena fazer o dobro, usar a caixa inteira de grão de bico e guardar o resto do prato para saborear numa outra hora.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Delícias caseiras

Mais uma semana começando e com ela a vontade de comer algo mais leve para compensar as extravagâncias do final de semana. Como hoje não poderia ser diferente, resolvi testar uma receita que sempre tinha curiosidade de fazer mas achava que seria complicado demais. Estava totalmente enganada.

Sempre pensei que para fazer almôndegas tinha que comprar carne já moída. Quem já viu preparar essas bolinhas de carne com um pedaço de filé inteiro? E como não tenho moedor em casa teria que comprar a carne já moída. Se minha intenção fosse preparar almôndegas de carne de boi não teria o menor problema já que achar carne moída no supermercado é super fácil. Mas eu queria fazer de frango. Aí as coisas complicam, certo? Errado.

Almôndegas de frango ao forno

Almôndegas de frango ao forno

1 peito de frango médio
1/2 envelope de caldo de frango
1/2 fatia de pão integral
2 col. de sopa de leite semidesnatado
60 g de molho de tomate

Modo de preparo:
Rasgue a fatia de pão em pedaços bem pequenos. Numa tigela, junte o pão integral com o leite e deixe até ficar totalmente úmido. Reserve.
Tempere o peito de frango com meio envelope de caldo de frango e corte em pedaços pequenos com uma faca. Despeje num multiprocessador e acrescente os pedaços de pão já úmidos. Descarte o resto do líquido que não for absorvido pelo pão. Triture ambos os ingredientes até que o frango fique bem picado e moído.
Junte todo o frango numa bola grande, separe a massa em 8 pedaços e molde pequenas bolinhas no formato de almôndegas. Arrume-as numa forma refratária antiaderente e leve ao forno médio (200˚C) pré-aquecido. Asse tampado com papel alumínio por 15 minutos. Depois desse tempo, retire o papel alumínio e despeje o molho de tomate por cima das almôndegas. Retorne ao forno e asse por mais 15 minutos ou até ficar bem cozido. Sirva a seguir.

A lição mais importante que tirei dessa receita foi que moer carne em casa num multiprocessador funciona perfeitamente bem, especialmente se a intenção for fazer algo como almôndegas ou polpetones nos quais a massa de carne fica numa consistência sólida. Já se a opção for fazer algo como molho à bolonhesa para acompanhar um macarrão o melhor mesmo é comprar a carne já moída profissionalmente.

No fim a receita foi um sucesso total. Super fácil de fazer, o sabor delicado do pão integral é quase imperceptível no meio do frango bem temperado com o caldo de galinha em pó. Aproveite esta segunda-feira corrida para saborear este prato leve e gostoso acompanhado de arroz e feijão e legumes cozidos no vapor. Saborzinho bem brasileiro, não?

Por hoje é só.

Bon appetit!