Segurando as pontas

Eu sei que é domingo e pessoas normais dormem até tarde aproveitando que não tem compromissos muito importantes com os quais se preocupar hoje. Mas se você é que nem eu e vive à base do ritmo do seu corpo que acorda cedo mesmo nos finais de semana, nada melhor do que um lanchinho gostoso para saborear no meio da manhã.

Para quem toma café cedo, como eu, é sempre bom fazer uma pequena boquinha no meio da manhã para segurar o estômago até a hora do almoço. Com isso, evitamos chegar ao meio dia verde de fome pronta para atacar qualquer coisa que vier pela frente.

Iogurte com aveia e mel

Iogurte com aveia e mel

1 pote de iogurte natural desnatado
2 col. de sopa de aveia
1 col. de sopa de castanha picada
1 col. de sopa de mel

Modo de preparo:
Despeje o iogurte numa tigela. Por cima, salpique a aveia em flocos e a castanha picada. Regue com o mel e sirva a seguir.

O lanche não precisa ser nada elaborado, algo simples como este iogurte incrementado já é suficiente para segurar as pontas até dar a hora do almoço. Outra vantagem deste lanchinho é que ele satisfaz a vontade de comer doce já que o mel adoça o paladar de maneira mais saudável que açúcar refinado.

Super prático, este iogurte serve tanto como lanche matinal ou como sobremesa leve para depois da refeição. Além de ser super light, a combinação do iogurte com a aveia e a castanha também traz inúmeros benefícios para a saúde. Isso porque o iogurte é ótimo para limpar o intestino e a aveia ajuda a manter o nível do colesterol ruim baixo.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Fugindo do tradicional

Para quem não curte muito comida feita com leite de coco a culinária tailandesa pode realmente parecer pouco apetitosa. Conhecida pelos seus pratos adocicados e picantes ao mesmo tempo e que geralmente são feitos à base de leite de coco, açúcar, temperos e especiarias, a comida da Tailândia é especializada nesses sabores.

Entretanto, para aqueles que torcem o nariz a essas delícias há uma outra receita clássica que pode parecer bem mais agradável. Suave e simples, lembra os sabores da culinária chinesa, temperos mais conhecidos do paladar brasileiro. A olho nu pode até parecer um frango xadrez genérico, mas este é inspirado em outro país do extremo oriente.

Frango com castanha à moda tailandesa

Frango com castanha à moda tailandesa

15 ml de shoyu light
30 ml de caldo de galinha
1 col. de sopa cheia de molho de ostra
1 col. de chá de vinagre de vinho branco
1 col. de sobremesa de mel
1 col. de chá de maizena
1 peito de frango cortado em cubos
1/2 pimentão verde pequeno
¼ de cebola
1 col. de chá de gengibre em pó
1 dente de alho
1 col. de sopa cheia de cebolinha picada
castanha de caju a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, misture metade do shoyu e da maizena. Corte o frango em cubos e junte à mistura. Mexa bem para o que o frango fique totalmente coberto. Reserve. Numa outra tigela, junte o resto do shoyu e da maizena com o caldo de galinha, o molho de ostra, o vinagre e o mel. Reserve. Corte o pimentão e a cebola em tirinhas e pique o alho. Salpique o gengibre em pó por cima. Reserve.
Aqueça uma panela wok em fogo médio. Acrescente o frango com a marinada e refogue por alguns minutos até começar a cozinhar. Reserve na tigela. Despeje os vegetais temperados com o gengibre à wok e refogue de 3 a 5 minutos até amaciarem. Retorne o frango à wok e adicione o molho reservado. Cozinhe mexendo sempre até o frango ficar pronto e o molho engrossar. Salpique a castanha por cima e sirva acompanhado de arroz integral.

Sou simplesmente apaixonada por este prato. O molho fica uma delícia e, apesar de ser docinho, não chega a arruinar completamente uma alimentação balanceada e saudável. Além disso, qualquer refeição preparada em casa tem a vantagem de conseguirmos controlar a quantidade de gordura e açúcar acrescentada o que a torna mais saudável.

O molho de ostra utilizado nesta receita é bem tradicional e muito utilizado em diversas preparações orientais. Ele não é muito comum aqui no Brasil mas também não chega a ser extremamente difícil de encontrar. Procure nas seções de comida asiática de um grande supermercado ou em lojas especializadas.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Fala americano?

Vocês podem estar pensando: “Sério que ela vai nos ensinar a fazer MINGAU de AVEIA? Sério mesmo?” Pois é, gente, querendo ou não a receita de hoje, grosso modo, é apenas mais um mingau de aveia. Explico. Morei muitos anos nos Estados Unidos e, querendo ou não, incorporei vários hábitos (culinários entre outros) dos nossos amigos norte-americanos.

Alias, vocês já devem ter percebido que muitas receitas que publico aqui são inspiradas em pratos típicos do dia-a-dia americano. Enfim, vocês podem pensar então no post de hoje como mais um mingau de aveia qualquer. Ou podem encará-lo como o próprio nome diz: um reforçado café da manhã, bem gringo mesmo.

Breakfast oatmeal

Breakfast oatmeal

1/4 de xíc. de chá (20 g) de aveia em flocos
1/2 de xíc. de chá (120 ml) de leite desnatado
1/2 maçã em cubinhos
1 col. de sopa de mel
canela em pó a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, misture a aveia, o leite e a maçã picada em cubinhos. Leve ao microondas por 2 minutos. Mexa bem e acrescente o mel e a canela. Coma quente.

O que mais gosto neste café da manhã é que ele é reforçado e contem todos os elementos imprescindíveis para começar bem o dia: leite, fibras e frutas. Outro ponto positivo é sua grande versatilidade. Se não quiser usar maçã vale trocar por uma variedade de frutas igualmente saborosas como banana, pêssego, pêra ou até morango e mamão.

Além disso, para deixar o prato com mais cara de americano ainda, o mel pode ser substituído por manteiga de amendoim. Se preferir algo mais simples, troque o mel e a manteiga de amendoim por 1 col. de sobremesa de açúcar mascavo que adoça sem acrescentar outros sabores ao mingau. Por fim, uma ótima pedida é salpicar castanha picada por cima. Assim até gorduras insaturadas boas são adicionadas ao café da manhã que fica completinho.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Outro clássico

Sempre fui apaixonada pela culinária chinesa. Quando era pequena, meus pais deixavam nós, os filhos, escolhermos o cardápio do jantar ou almoço especial no dia dos nossos aniversários. Na minha vez não tinha dúvida: restaurante chinês e de preferência com muita comida!

Entretanto, com o passar dos anos fui percebendo que a maneira como a comida tradicional chinesa é preparada, pelo menos a que eu mais gostava e nos restaurantes que frequentava, não é lá das mais saudáveis pois inclui bastante gordura e fritura. Por essa razão, agora eu evito comer essas delícias.

A exceção é quando consigo encontrar uma receita para testar eu mesma em casa. Assim, posso controlar a maneira como o prato é preparado e saboreio minha refeição sem nenhum peso na consciência, já que sei que o que estou comendo é altamente saudável. Nada melhor, então, do que compartilhar minha escolha de hoje, o sempre favorito frango xadrez.

Frango xadrez

Frango xadrez

100 g de filé de frango cortado em cubos
80 g de pimentão vermelho cortado em quadrados
50 g de champignon em conserva
1/2 cebola cortada em quadrados
1 dente de alho picado
100 ml de água
1 col. de chá de amido de milho
pimenta-do-reino e shoyu light a gosto

Modo de preparo:
Tempere o frango com a pimenta e reserve. Numa panela antiaderente, refogue a cebola e o alho com um pouco de shoyu até amaciar. Retire a cebola e reserve. Na mesma panela, acrescente o pimentão e o champignon e refogue com um pouco mais de shoyu por aproximadamente 5 minutos. Retire os vegetais e reserve.
Ainda na mesma panela, cozinhe o frango até ficar macio. Dilua o amido de milho na água e despeje na panela mexendo sempre para não “empelotar”. Cozinhe em fogo baixo até engrossar. Por fim, devolva os vegetais reservados à panela e mexa bem por mais alguns instantes para que todos os ingredientes peguem o tempero e terminem de cozinhar. Sirva em seguida.

A vantagem do frango xadrez é que, por mais que pareça elaborado, a preparação na verdade é bastante simples. Outro fato legal é a possibilidade de poder brincar com as cores dos pimentões. Desta vez, fiz apenas com pimentão vermelho pois era o que tinha sobrando em casa. Mas, para deixar o prato mais colorido, misture o verde e o amarelo junto na hora de preparar o prato.

Outro toque final que pode ser feito para deixar a receita ainda mais saborosa é acrescentar amendoim ou castanha de caju por cima do frango quando estiver pronto. Além de dar um sabor sensacional, as frutas oleaginosas proporcionam ao organismo gorduras essenciais. Entretanto, vale um alerta: por serem bastante calóricas, elas devem ser consumidas sempre com moderação. Uma colher de sobremesa salpicada no prato está de ótimo tamanho.

Por hoje é só.

Bon appetit!