Incrementando o básico

São inúmeras as pesquisas que mostram os benefícios para a saúde de incluir a soja na alimentação diária. Além de ser uma ótima fonte de fibras e antioxidantes, a soja também contem altos níveis de proteína o que faz dela uma excelente inclusão diária na alimentação dos vegetarianos.

Comecei a apaixonar-me pela soja apenas recentemente. Depois que descobri também o edamame, a soja verde tipicamente consumida na gastronomia japonesa, vi o quanto esta leguminosa pode ser super saborosa. Há quem prefira consumir a soja quente como substituta do feijão na combinação clássica com o arroz. Eu particularmente prefiro ela assim: numa deliciosa salada.

Salada colorida de duas sojas

Salada colorida de duas sojas

mix de folhas verdes
50 g de edamame congelado
80 g de soja em conserva
50 g de cogumelo paris fatiado
50 g de tomate cereja
azeite a gosto

Modo de preparo:
Ferva 300 ml de água e escalde o edamame congelado por 2 minutos. Passe por água corrente e deixe escorrendo. Retire a soja cozida em conserva e deixe cair água corrente por cima para lavá-la e retirar bem o excesso de sal.
Na hora de montar a salada, arrume o mix de folhas verdes num prato a gosto. Por cima, coloque o edamame escorrido e a soja em conserva lavada. Decore com o tomatinho cereja e os cogumelos fatiados. Regue com azeite a gosto e sirva a seguir.

Apesar de todos sabermos a importância de incluir folhas verdes e salada crua na nossa alimentação diária, muitas pessoas tem preguiça de começar seu almoço ou jantar com uma singela saladinha. O problema é que eles pensam que saladinha precisa ser só alface e tomate.

Eu adoro começar minhas refeições com uma bela salada. Mas eu também faço questão de deixá-las deliciosas e fujo sempre da simplicidade da alface americana com o tomate em rodelas. Quando consigo incluir feijões na salada penso que ficam mais deliciosas ainda. Aproveite esta e outras dicas de saladas deliciosas que já publiquei aqui e monte você também sua próxima “singela saladinha”.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Combinações saudáveis e deliciosas

Para noites preguiçosas ou dias corridos nada melhor do que uma salada completa para saborear no almoço ou jantar. Preparada com ingredientes práticos ou pré prontos, a facilidade com a qual esta receita é feita aumenta ainda mais. Tudo isso sem contar com o sabor incrível do produto final.

Além de fácil, este prato é recheado de saúde da melhor qualidade. Acrescentar grãos integrais variados no dia a dia é fundamental para manter uma alimentação balanceada e saudável. A sardinha é uma ótima fonte de proteína e do tão importante ômega 3, gordura boa responsável por aumentar o bom colesterol e diminuir o ruim.

Salada 7 grãos

Salada 7 grãos

1 prato de sobremesa de folhas verdes
3 a 4 col. de sopa de arroz Tio João 7 cereais + soja pronto
1 lata de sardinha
1 col. de sopa de azeitonas fatiadas
1 punhado de tomatinhos cereja cortados em quatro
1 col. de sopa de cogumelos paris em conserva
azeite e suco de limão a gosto

Modo de preparo:
Numa prato, arrume o mix de folhas verdes bem lavadas. Por cima, coloque as col. de sopa do arroz já pronto fazendo um monte no meio do prato. Coloque os pedaços de sardinha em cima e em volta do arroz. Decore com o restante dos ingredientes e regue com azeite e suco de limão a gosto. Sirva imediatamente.

Criei esta salada numa noite que não estava muito inspirada para preparar algo mais sofisticado ou complexo. Acabei abrindo a geladeira e procurando coisas que já tinha à mão e que combinassem entre si. Para arrematar, uma fruta funciona como ótima opção de sobremesa saborosa e saudável depois da salada.

Por mais prática e fácil que esta refeição seja, ela não funciona muito bem para viagem. Entretanto, isso não quer dizer que este prato não seja uma ótima opção para levar para o trabalho num dia corrido da semana. Neste caso, vale levar cada ingrediente em recipientes separados e guardá-los na geladeira. Assim, é só montar na hora de comer.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Opções leves para as noites de verão

Sopinhas continuam sendo uma ótima opção para comer num jantar leve e gostoso. Mesmo nos dias quentes de verão, sempre é possível aproveitar as noites mais refrescantes para saborear um prato generoso de sopa bem temperada e cheia de ingredientes fantásticos.

Mas para não ficar na mesmice, vale a pena investir em receitas diferentes e inusitadas. Buscando inspiração nos cinco cantos do planeta conseguimos preparar sopinhas absolutamente divinas e ainda aprendemos um pouco mais sobre as diversas culturas gastronômicas que existem por aí.

Sopa de gengibre, frango e leite de coco

Sopa de gengibre, frango e leite de coco

200 ml de leite de coco light
120 ml de caldo de galinha
1 pedaço médio de peito de frango
3 milhinhos em conserva
50 g de cogumelo de paris em conserva
suco de 2 limões
2 talos de capim limão
1 cm de gengibre fresco ralado
1 col. de chá de pimenta do reino moída na hora
1 col. de sopa de molho de peixe nam pla
cebolinha, pimenta calabresa e coentro picado a gosto

Modo de preparo:
Numa panela, ferva o caldo de galinha e o leite de coco. Pique os talos de capim limão e acrescente à panela juntamente com a pimenta do reino moída e o gengibre ralado. Abaixe o fogo mantendo uma leve fervura e deixe reduzir por aproximadamente 10 minutos.
Coe o caldo e retorne à panela. Adicione o peito de frango cortado em cubos, os cogumelos e os milhinhos cortados em 4 no sentido do comprimento. Deixe cozinhar de 5 a 7 minutos ou até o frango ficar pronto. Por fim, misture o suco de limão e o molho de peixe. Sirva com cebolinha, pimenta calabresa moída e folhas de coentro a gosto.

Não preciso nem dizer que esta sopa é tradicional da culinária tailandesa. Para quem acompanha meu blog, já sabe que o leite de coco e o gengibre são ingredientes indispensáveis para fazer pratos deliciosos desse país asiático. A novidade desta receita é outro ingrediente muito utilizado nos pratos tailandeses: o molho de peixe tailandês.

Conhecido como nam pla, é feito à base de peixe fermentado e possui um sabor bem marcante e forte. Recomendo colocar bem pouquinho se não estiver habituado ao gosto e ir provando a receita à medida que for acrescentando o molho. Assim é possível adequar a quantidade ao paladar. De qualquer forma, o nam pla traz um sabor bem especial a esta sopinha singela.

Por hoje é só.

Bon appetit!