Viajando pela gastronomia mundial

Devo confessar que não conheço muito da culinária grega. Alguns poucos pratos aqui e ali formam o mínimo de experiência que já tive com esta cozinha mediterrânea tão saborosa. Mas apesar disso, sempre procuro me aventurar por caminhos novos e desconhecidos.

Dia desses achei uma receita do tal de “moussaka”. Prato característico da culinária da Grécia, ele é uma espécie de lasanha à base de carne de carneiro com batata, berinjela e molho de tomate. Muito provavelmente a versão que encontrei e preparei não é a mais tradicional já que no nome dizia ser a versão “rápida”. Mas nem por isso deixou de ser uma experiência fantástica e nova.

Moussaka de carne

Moussaka de carne

1 batata pequena
100 g de coxão mole moído
50 g de cebola picada
1 dente de alho amassado
1/2 lata de tomate pelado em cubos
60 ml de leite
1 clara
150 g de berinjela picada
1 col. de chá de canela em pó
1 col. de chá de noz moscada
2 col. de chá de cominho em pó
azeite, sal, orégano e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em 230˚C.
Aqueça uma panela antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola e o alho até ficarem macios e aromáticos. Acrescente a carne e refogue até começar a dourar.
Tempere com sal, orégano, canela em pó, noz moscada, pimenta do reino e cominho em pó a gosto. Despeje metade da lata de tomate pelado em cubos e mexa bem para incorporar todos os temperos. Junte a berinjela picada e deixe ferver. Cozinhe em fogo médio mantendo uma leve fervura por 10 minutos ou até reduzir um pouco e a carne e a berinjela ficarem macias.
Unte uma forma refratária com um fio de azeite. Corte a batata em tiras bem finas com o auxílio de um cortador de legumes. Arrume uma primeira camada de batata no refratário e despeje a mistura de carne por cima. Acrescente o restante da batata formando uma outra camada.
Numa tigela, bata levemente com um garfo o leite e a clara até ficar homogêneo. Despeje por cima da mistura na forma refratária e leve para assar no forno pré-aquecido por 30 minutos ou até que o molho de leite fique firme. Sirva quente.

Moussaka enformado

Eu sei que esta não é a versão mais tradicional do prato típico grego só pelo fato de usar carne de vaca e não carneiro na composição. De qualquer maneira, prefiro usar essa já que é bem mais fácil de achar no supermercado. Mas apesar de não ser a versão “real”, meu mussaka de carne ficou absolutamente divino, principalmente pela mistura de temperos acrescentadas.

Sempre me divirto achando pratos de culinárias diferentes para testar. Posso até optar pelas versões mais simplificadas de receitas complicadas como esta, mas qualquer aventura no desconhecido precisa começar devagar. Com certeza irei tentar preparar a mais tradicional das mussakas num futuro próximo porque me encantei demais com o sabor deste prato.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Para facilitar a vida

Seguindo no mesmo ritmo de ontem, a opção e dica que trago para vocês hoje é de uma salada reforçada que fica pronta em 5 minutos. Feita quase exclusivamente de ingredientes que podemos ter guardados na despensa, ela é perfeita para levar como almoço de trabalho já que despensa refrigeração se for preparada de manhã para ser consumida no meio do dia.

Fiz esta receita num dia super corrido em que precisei comer a primeira coisa que vi pela frente. Como tinha estes ingredientes em casa, acabei criando esta mistura e ficou uma delícia. Dito isso, você também pode criar outras combinações dependendo do que já tiver em casa. A intenção aqui é facilitar a vida ao máximo e não complicar tendo que comprar ingredientes específicos.

Salada de beterraba com feijão verde

Salada de beterraba com feijão verde

80 g de beterraba em cubos cozida no vapor
80 g de feijão verde em conserva
50 g de cebola roxa picada
50 g de pimentão vermelho picado
sal, pimenta, azeite e cebolinha a gosto

Modo de preparo:
Abra a embalagem de beterraba em cubos cozida no vapor e separe a porção desejada. Faça o mesmo com o feijão verde em conserva. Pique a cebola e o pimentão verde e junte todos os ingredientes numa tigela para que fique bem misturado. Tempere com sal, pimenta, azeite e cebolinha picada a gosto.

Desde que conheci esses pacotes de verduras cozidas no vapor e embaladas à vácuo fiquei encantada. Já provei vários, entre ervilha, beterraba, batata e até frango desfiado. Todos são gostosos e super saudáveis, já que não contêm conservantes nem utilizam óleo no preparo. Basta ajustar o tempero com sal e pimenta a gosto que formam uma refeição rápida e deliciosa.

E para completar esta salada de hoje, experimente levar junto uma latinha de sardinha ou atum conservado em água. Além de acrescentar uma boa fonte de proteína, indispensável para ter uma refeição completa, é super prático pois também dispensa refrigeração e pode ser guardado em estoque na despensa. Assim, na hora de sair para o trabalho naquela correria básica de toda manhã, é só pegar uma latinha e a salada já pronta.

Por hoje é só.

Bon appetit!