Mil e um sabores

Tem dias que o que mais queremos é um belo prato de comida simples e sem complicações. Com a correria do dia a dia fica difícil preparar comidas elaboradas regularmente. Para isso, tenho guardado na gaveta uma lista de refeições express que posso preparar em menos de 30 minutos quando chego em casa no fim do dia.

Uma das vantagens de ter uma despensa bem estocada é poder elaborar até os pratos mais simples. Quando viajei para Buenos Aires alguns meses atrás, fiz questão de comprar uma generosa dose de molho chimichurri para ter sempre à mão. Assim, sempre que quero algo saborosamente picante sem ter muito trabalho, é só acrescentar e me deliciar com o sabor.

Filé ao molho chimichurri

Filé ao molho chimichurri

1 medalhão de filé mignon
2 col. de sopa de molho chimichurri
sal a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 210˚C. Tempere o filé com sal a gosto e arrume numa forma refratária antiaderente. Espalhe o molho chimichurri por cima da carne e leve para assar por 22 a 25 minutos ou até atingir o ponto desejado. Sirva com arroz integral e legumes cozidos.

Muito utilizado na culinária argentina, o molho chimichurri nada mais é do que uma mistura deliciosa de temperos e ervas aromáticas. A combinação dos diversos ingredientes faz deste molho um ótimo companheiro para qualquer carne, especialmente os filés assados.

Certamente a praticidade de comprar o molho pronto facilita e muito a vida. Mas para quem quiser se aventurar ainda mais na cozinha é possível preparar um belo chimichurri bem caseiro. Basta misturar os seguintes ingredientes: salsinha, alho, cebola, tomilho, orégano, pimenta calabresa moída, pimentão vermelho, pimenta do reino, louro, mostarda em pó, salsão, vinagre e azeite. Dá água na boca só de pensar, não é mesmo?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Novas dimensões de sabor

Muitas pessoas reclamam que quando estão de dieta a única fonte de proteína que podem comer é peito de frango já que é uma das mais magras que existem. A falta de opção e a pouca quantidade de gordura dessa carne pode torná-la algo realmente sem gosto e sem graça.

Mas eu sempre acreditei que é possível fazer coisas saborosas na cozinha independente da matéria prima utilizada. No caso do peito de frango realmente o segredo está na maneira de temperá-lo. Usando os ingredientes corretos é possível transformá-lo em algo delicioso e diferente. É o melhor: sem ter o menor trabalho.

Peito de frango à marinada balsâmica

Peito de frango à marinada balsâmica

1 peito de frango
30 ml de azeite
30 ml de vinagre balsâmico
1 dente de alho amassado
1 col. de sopa de tempero misto em pó a gosto

Modo de preparo:
Junte o azeite, o vinagre e o tempero num saquinho de plástico. Acrescente o dente de alho amassado e o peito de frango. Feche e mexa bastante com os dedos para que todo o frango fique coberto com a marinada. Deixe marinando na geladeira por pelo menos 1 hora, ou até 5 horas, antes de grelhar.
Aqueça uma grelha elétrica em fogo alto. Quanto estiver quente, reduza o fogo para médio e coloque o peito de frango para grelhar descartando a marinada. Grelhe de 5 a 7 minutos virando uma vez ou até atingir o ponto desejado. Sirva com arroz integral e legumes grelhados ou cozidos no vapor.

Absurdamente simples, esta marinada ficou uma verdadeira delícia quando preparei. O leve toque agridoce do vinagre balsâmico ajuda a dar novas dimensões de sabor ao peito de frango realmente sem graça. No caso do tempero misto em pó vale usar qualquer uma dessas misturas que já vem prontas.

Quando preparei este prato, utilizei um tempero chamado “creole” que leva páprica doce, sal, pimenta do reino, cebola, pimenta malagueta, orégano e tomilho. Caso prefira, também é possível acrescentar todos esses temperos separadamente na marinada mas isso levaria mais tempo e daria mais trabalho. O bom deste prato é justamente a facilidade e praticidade que traz às refeições do dia a dia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Jantar sem complicações

Depois da comemoração de ontem pelos nove meses de blog, estou de volta com outra receita super prática para continuar no clima da correria da semana. Este prato requer um pouco de preparo prévio, mas na hora de cozinhar ele fica pronto em menos de 10 minutos. Perfeito para um jantar express depois de um dia longo no trabalho.

O clássico salteado oriental preparado na panela wok admite uma infinidade de combinações de ingredientes. Às vezes me divirto pegando a primeira coisa que vejo na geladeira para criar pratos novos. O segredo é escolher uma boa dose de legumes crocantes, uma fonte de proteína gostosa e um molho básico para arrematar. Esta versão que criei ficou especialmente gostosa.

Salteado simples de carne com vegetais

Salteado simples de carne com vegetais

100 g de coxão mole
100 g de vagem
100 g de pimentão
50 g de cebola picada
1 dente de alho amassado
1 col. de sopa de cebolinha picada
10 ml de shoyu light
30 ml de caldo de galinha
15 ml de molho de ostra oriental
5 ml de vinagre de arroz
1 col. de chá de maizena
azeite e pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Corte a carne, a vagem e o pimentão em tiras finas e reserve. Pique a cebola e o alho. Numa tigela, misture o shoyu, o caldo de galinha, o molho de ostra, o vinagre e a maizena. Mexa bem até ficar completamente homogêneo.
Aqueça uma frigideira wok em fogo médio e regue com um fio de azeite. Comece refogando a cebola e o alho até ficarem macios. Acrescente a carne e mexa constantemente até começar a dourar. Por fim, junte a vagem e o pimentão e continue mexendo até que tudo esteja cozido mas ainda al dente.
Derrame o molho e mexa até engrossar um pouco (aprox. 3 minutos). Sirva acompanhado de arroz branco ou integral e salpicado com a cebolinha picada e a pimenta calabresa.

O mais importante para lembrar quando estamos preparando salteados deste estilo na wok é deixar todos os ingredientes pré prontos e cortados e deixar o molho pronto numa tigela. Todos este passos são essenciais já que depois que começa o processo de cozimento dos alimentos, o tempo total de preparo não passa de 10 minutos. Tudo fica pronto super rápido.

Com certeza este não será o último salteado oriental que irei preparar na vida. Realmente adoro esta receita já que ela permite várias substituições e funciona muito bem num dia corrido. Quando sei que vou chegar em casa tarde à noite, já deixo os ingredientes pré cortados e guardados na geladeira. Assim, depois de chegar em casa meu jantar fica pronto num flash. E fica absolutamente delicioso.

Por hoje é só.

Bon appetit!

O delicioso sabor da lembrança

Confesso: tem dias que morro de saudades dos anos que passei morando nos Estados Unidos. E sim, tenho saudades especialmente da comida que comia lá. Mas peraí, americano não come só fast food? Claro que não! Isso é uma visão deturpada que tenho tentado mudar desde que voltei para o Brasil.

Alias, existem diversos pratos tipicamente norte-americanos que são deliciosos e certamente não se assemelham em nada com os sanduíches das lanchonetes que vemos por aí. Com grande influência anglo-saxônica, a culinária dos Estados Unidos reúne também inúmeras características dos diversos povos que fizeram do país o que ele é hoje.

“Torta” de frango express (chicken pot pie)

“Torta” de frango express – (Chicken Pot Pie)

1 unidade de massa folhada para pastel de forno (30 g)
1 peito de frango cortado em cubos
150 ml de caldo de frango
1 folha de louro
100 g de batata cortada em cubos
100 g mix de vegetais congelados (com ervilha, vagem e cenoura)
1 col. de sopa cheia de farinha de trigo
30 ml de caldo de frango
azeite, sal, pimenta, tomilho e sálvia a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em temperatura alta (220˚C). Arrume a massa folhada numa travessa antiaderente untada com um fio de azeite. Corte a massa em quatro tiras médias e leve para assar até dourarem (aproximadamente 10 minutos).
Enquanto isso, aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio e regue com um fio de azeite. Refogue os pedaços de frango até dourarem bem. Reserve.
Numa panela grande, ferva 150 ml de caldo de frango junto com a folha de louro. Acrescente a batata e cozinhe por 10 minutos até que fique macia. Junte o mix de vegetais congelados e deixe cozinhar por mais 2 minutos.
Numa tigela, misture a farinha com mais 30 ml de caldo de frango até que fique homogêneo e sem bolinhas. Derrame a mistura na panela e acrescente os cubos de frango dourados. Mexa bem e cozinhe até engrossar (de 2 a 3 minutos). Tempere com sal, pimenta, tomilho e sálvia a gosto. Sirva acompanhado das tiras de massa folhada.

Uma das preparações mais clássicas norte-americanas são as tortas, sejam elas doces ou salgadas. Esta que compartilho com vocês hoje é uma das mais apreciadas e é considerada uma verdadeira “confort food”. Ou seja, aquela comidinha super caseira que sua mãe prepara para você quando está doente e de cama.

A versão tradicional inclui uma crosta completa de massa podre normal para tortas. Entretanto, a versão que achei e testei em casa dá uma certa leveza ao prato fazendo dele um pouco mais saudável e com certeza mais rápido e fácil de preparar. No fim, o sabor é aquele que me acostumei a comer quando morava lá. Absolutamente deliciosa, esta torta cai muito bem numa noite friazinha de inverno.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Criações instantâneas

Sejamos sinceros. Tem noites que não estamos com a menor vontade de ir para o fogão e fazer um jantar elaborado. Depois de horas no trabalho, a melhor coisa nesses dia é abrir a geladeira e inventar a primeira coisa que vir pela frente. Minha dica de hoje nasceu de uma dessas noites, mas nem por isso ficou sem graça ou simplória. Alias, ficou uma delícia.

A primeira coisa que precisamos fazer é ter sempre alguns ingredientes chave na despensa. Itens como atum ou sardinha enlatados, salmão ou outro peixe defumado congelado, condimentos como mostarda ou cream cheese e um bom pão multigrãos não devem faltar nunca. Assim, nessas noites preguiçosas conseguimos preparar uma refeição ligeira e saborosa.

Carpaccio de haddock no pão alemão com mostarda

Carpaccio de haddock no pão alemão com mostarda

1 fatia de pão alemão multigrãos
100 g de carpaccio de haddock
1 col. de sopa de mostarda escura
1 col. de sobremesa de alcaparras

Modo de preparo:
Passe a mostarda na fatia de pão alemão multigrãos. Arrume o haddock descongelado por cima do pão e salpique com as alcaparras. Sirva acompanhado de uma saladinha verde e uma tigela pequena de sopa de legumes.

Esses carpaccios ou pedaços de peixe defumado que guardamos congelados no freezer são absolutamente divinos e facilitam muito nossa vida no dia a dia. Geralmente tenho algumas unidades de salmão defumado no congelador mas resolvi também provar o tal do carpaccio de haddock. Mais suave que o salmão, ele é uma ótima opção para variar um pouco o cardápio.

Além de já facilitar o jantar por poderem ser consumidos sem preparo nenhum, esses filés de peixes congelados são super fáceis de descongelar. Bastam apenas 2 ou 3 horas na geladeira ou mesmo uns 40 minutos em temperatura ambiente. Todos os pacotes vem com 2 porções mas se você é como eu e tem bastante fome vai acabar comendo tudo. O sabor maravilhoso não permite compartilhar.

Por hoje é só.

Bon appetit!