Testando novidades

Confesso que fica difícil achar novas receitas para experimentar todos os dias para trazer novidades para o blog. Mas eu adoro esse desafio e acabo encontrando ideias diferentes e curiosas navegando por outros site de culinária que existem na internet.

Certo dia achei uma receita cuja foto me impressionou demais. A combinação e o contraste das cores deixaram o prato com uma cara divinamente apetitosa. Tudo por causa do branquinho delicado de um filé de peixe encoberto por uma linda camada de azeitonas pretas picadas. Tive que experimentar.

Tilápia com crosta de azeitona preta

Tilápia com crosta de azeitona preta

1 filé de tilápia
1 col. de sopa de azeitona preta picada
1/2 col. de sopa de farinha de rosca
10 ml de azeite
1 dente de alho amassado
30 ml de vinho branco
tomilho, manjericão, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em 180˚C. Tempere a tilápia com sal a gosto e reserve. Numa tigela, junto a azeitona preta picada bem miúda, com o dente de alho amassado, o tomilho e o manjericão picados. Acrescente o azeite, a farinha e a pimenta a gosto e misture bem até formar uma pasta homogênea.
Arrume o filé de peixe num refratário antiaderente untado com um fio de azeite. Espalhe a mistura de azeitona por cima do filé e derrame o vinho branco em volta dele. Leve para assar no forno pré-aquecido por 20 a 25 minutos ou até atingir o ponto desejado. Sirva com legumes refogados ou cozidos no vapor.

Talvez no final o meu prato não tenha ficado tão bonito quanto na foto da receita original nem tenha ficado como eu esperava que fosse ficar. Mas o sabor estava delicioso e isso é o que importa. Gostei de experimentar esta nova maneira de cozinhar peixes, com uma espécie de lagoa de vinho envolta dele. A técnica assegurou que a tilápia ficasse absurdamente macia e suculenta quando provei.

Também acho que vale usar esta ideia da receita para experimentar com outras combinações. Uma boa opção seria substituir a azeitona preta por alcaparras ou mesmo pimentões vermelhos picados bem pequenos. Para uma versão um pouco mais leve, vale também usar legumes como abobrinhas ou berinjelas para formar a crosta do peixe. Tenho certeza que ficariam divinos também.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Fast food caseiro

Com certeza você já leu em inúmeros lugares a importância de consumir as chamadas “gorduras boas” como o tal do ômega 3. Estas gorduras são responsáveis por abaixar os níveis do mau colesterol e aumentar os níveis do bom colesterol no sangue. Indispensáveis, as gorduras boas podem ser encontradas em peixes e oleaginosas, como castanhas e amêndoas.

O salmão é uma das melhores fontes naturais de ômega 3. O ideal seria apreciar este peixe delicioso ao menos 2 ou 3 vezes na semana. Mas convenhamos, chega uma hora que ninguém mais aguenta comer salmão grelhado com legumes cozidos, certo? O bom é que o salmão pode ser preparado de vários jeitos saborosos e saudáveis, é só procurar um pouquinho que achamos receitas inovadores e deliciosas.

Hambúrguer de salmão

Hambúrguer de salmão

120 g de salmão fresco
1 col. de sopa rasa de farinha de rosca
1 col. de sopa rasa de dill picado
1 talo de cebolinha picado
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Corte o filé de salmão em pedaços pequenos. Num multiprocessador, misture o peixe, a farinha, o dill e a cebolinha. Vá triturando aos poucos apenas para que a massa fique homogênea. Junte tudo e molde o hambúrguer com as mãos. Pré-aqueça uma grelha em temperatura alta e coloque o hambúrguer para grelhar. Cozinhe de 5 a 7 minutos. Cuidado para não assar demais e o peixe ficar muito seco. Sirva com salada de folhas e palitinhos integrais crocantes.

Sempre tive a curiosidade de saber qual era o gosto de um hambúrguer de salmão. E digo sem sombra de dúvidas, ficou maravilhoso. O bom de preparar hambúrgueres caseiros é que podemos adequar a quantidade de farinha e gordura utilizadas ao nosso gosto. Neste caso, como o salmão já tem bastante gordura, é totalmente desnecessário untar a grelha antes de assar.

Esta receita pode ser adequada também para preparar outros tipos de hambúrgueres caseiros. Para fazer uma versão com carne branca, basta substituir o salmão por peito de frango. Neste caso, troque o dill, tempero ótimo para combinar com peixes, por sálvia ou salsinha fresca, que fica uma delícia quando utilizadas para temperar carne de frango.

Por hoje é só.

Bon appetit!