Viajando pela gastronomia mundial

Devo confessar que não conheço muito da culinária grega. Alguns poucos pratos aqui e ali formam o mínimo de experiência que já tive com esta cozinha mediterrânea tão saborosa. Mas apesar disso, sempre procuro me aventurar por caminhos novos e desconhecidos.

Dia desses achei uma receita do tal de “moussaka”. Prato característico da culinária da Grécia, ele é uma espécie de lasanha à base de carne de carneiro com batata, berinjela e molho de tomate. Muito provavelmente a versão que encontrei e preparei não é a mais tradicional já que no nome dizia ser a versão “rápida”. Mas nem por isso deixou de ser uma experiência fantástica e nova.

Moussaka de carne

Moussaka de carne

1 batata pequena
100 g de coxão mole moído
50 g de cebola picada
1 dente de alho amassado
1/2 lata de tomate pelado em cubos
60 ml de leite
1 clara
150 g de berinjela picada
1 col. de chá de canela em pó
1 col. de chá de noz moscada
2 col. de chá de cominho em pó
azeite, sal, orégano e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em 230˚C.
Aqueça uma panela antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola e o alho até ficarem macios e aromáticos. Acrescente a carne e refogue até começar a dourar.
Tempere com sal, orégano, canela em pó, noz moscada, pimenta do reino e cominho em pó a gosto. Despeje metade da lata de tomate pelado em cubos e mexa bem para incorporar todos os temperos. Junte a berinjela picada e deixe ferver. Cozinhe em fogo médio mantendo uma leve fervura por 10 minutos ou até reduzir um pouco e a carne e a berinjela ficarem macias.
Unte uma forma refratária com um fio de azeite. Corte a batata em tiras bem finas com o auxílio de um cortador de legumes. Arrume uma primeira camada de batata no refratário e despeje a mistura de carne por cima. Acrescente o restante da batata formando uma outra camada.
Numa tigela, bata levemente com um garfo o leite e a clara até ficar homogêneo. Despeje por cima da mistura na forma refratária e leve para assar no forno pré-aquecido por 30 minutos ou até que o molho de leite fique firme. Sirva quente.

Moussaka enformado

Eu sei que esta não é a versão mais tradicional do prato típico grego só pelo fato de usar carne de vaca e não carneiro na composição. De qualquer maneira, prefiro usar essa já que é bem mais fácil de achar no supermercado. Mas apesar de não ser a versão “real”, meu mussaka de carne ficou absolutamente divino, principalmente pela mistura de temperos acrescentadas.

Sempre me divirto achando pratos de culinárias diferentes para testar. Posso até optar pelas versões mais simplificadas de receitas complicadas como esta, mas qualquer aventura no desconhecido precisa começar devagar. Com certeza irei tentar preparar a mais tradicional das mussakas num futuro próximo porque me encantei demais com o sabor deste prato.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Viajando na cozinha

Uma das coisas que mais me fascina no mundo da gastronomia é a possibilidade de viajar pelo mundo com cada refeição e cada garfada. Sempre que estou folhando livros ou navegando pelos milhares de sites de culinária que frequento fico procurando receitas dos mais variados lugares do mundo. Tudo em busca de experiências e sensações novas.

Certo dia encontrei uma receita que me custou para conseguir pronunciar. Depois fui descobrir que os termos eram referentes a pratos clássicos da culinária grega. A combinação de ingredientes me pareceu tão gostosa que tive que experimentar. Posso não conseguir falar corretamente o nome do prato, mas com certeza entendi a delícia que ficou o sabor final.

Espetinho de frango Souvlaki ao molho Tzatziki

Espetinho de frango Souvlaki ao molho Tzatziki

1 peito de frango
150 g de aspargo
suco de 1/2 limão
1 dente de alho amassado
azeite, sal e orégano a gosto
1/2 pote de iogurte natural desnatado
50 g de pepino ralado
suco de 1/2 limão
1 dente de alho amassado
sal a gosto

Modo de preparo:
Para preparar o frango Souvlaki, junte o suco de 1/2 limão com o alho amassado, o azeite o sal e o orégano a gosto num saquinho de plástico. Corte o peito de frango em cubos pequenos e acrescente à mistura. Mexa bem para que tudo fique coberto, feche o saquinho e leve à geladeira para marinar por pelos menos 30 minutos.
Na hora de assar, descarte a marinada e alterne os pedaços de frango com o aspargo cortado em pedaços médios em palitos de madeira próprios para grelhar. Grelhe cada espetinho por aproximadamente 8 minutos virando de vez em quando até que o frango termine de cozinhar.
Enquanto isso, prepare o molho tzatziki juntando o iogurte, o pepino ralado e o suco da outra metade do limão numa tigela. Adicione o dente de alho amassado e tempere com sal a gosto. Misture bem e sirva acompanhado dos espetinhos.

Como podemos ver, o termo “souvlaki” nada mais é do que uma marinada especial para o peito de frango. A combinação dos temperos dá ao prato um toque grego divino e saboreá-lo acompanhado do molho “tzatziki”, outro clássico grego, transforma a refeição numa refrescante viagem às belas ilhas europeias.

A sugestão de unir o frango com o aspargo nos espetinhos para grelhá-los juntos veio da receita original. Entretanto, outros legumes funcionariam perfeitamente bem. Experimente com pedaços de abobrinha, berinjela ou pimentão verde. Ou ainda, escolha o seu preferido e saboreie esta deliciosa refeição refrescante, nutritiva e instigante. Tenho certeza que irá adorar.

Por hoje é só.

Bon appetit!