Fácil, rápido, saboroso e saudável

Existem inúmeras pessoas no mundo que acreditam que o peito de frango é uma carne sem graça e sem gosto. Para eles, apenas um molho bem incrementado e inevitavelmente calórico teria a capacidade de deixar um prato feito com essa proteína mais saborosa e apresentável.

Mas não é preciso muito para deixar esta carne delicada do frango suculenta e deliciosa. Uma esperta marinada feita com os ingredientes certos já é suficiente para transformar qualquer frango absolutamente fantástico. O segredo está em usar ervas aromáticas e deixar a marinada curtindo por algumas horas.

Frango grelhado à marinada de tomilho

Frango grelhado à marinada de tomilho

1 peito de frango
1 col. de sopa de mostarda
15 g de mel
1 dente de alho amassado
1 col. de sopa de suco de limão
1 col. de chá de azeite
sal e tomilho a gosto

Modo de preparo:
Tempere o frango com sal a gosto. Junte todos os demais ingredientes num saquinho de plástico e mexa bem para ficar homogêneo. Acrescente o frango à marinada e leve à geladeira por pelo menos 1 ou até 6 horas. Retire da geladeira e deixe em temperatura ambiente 20 minutos antes de assar.
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura alta. Retire o peito de frango e descarte a marinada. Grelhe o frango por 5 minutos de cada lado ou até atingir o ponto desejado. Tenha cuidado para não deixar por muito tempo para não ficar ressecado. Sirva com legumes no vapor ou grelhados.

Adorei esta simples marinada que descobri dia desses. O mel e o suco de limão deixam o frango impregnado e fazem com que ele se mantenha extremamente suculento enquanto está na grelha. Além disso, o tomilho traz um toque divinamente especial ao tempero final da carne.

Adoro receitas simples como esta. Apesar de precisar ser preparada com antecedência, já que o frango precisa ficar curtindo por algum tempo na marinada antes de grelhar, o processo de preparo e execução da receita é extremamente fácil e rápido. E a melhor parte é que o sabor final ficou divino. Fácil, rápido, saboroso e saudável. Tem coisa melhor?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Novas dimensões de sabor

Muitas pessoas reclamam que quando estão de dieta a única fonte de proteína que podem comer é peito de frango já que é uma das mais magras que existem. A falta de opção e a pouca quantidade de gordura dessa carne pode torná-la algo realmente sem gosto e sem graça.

Mas eu sempre acreditei que é possível fazer coisas saborosas na cozinha independente da matéria prima utilizada. No caso do peito de frango realmente o segredo está na maneira de temperá-lo. Usando os ingredientes corretos é possível transformá-lo em algo delicioso e diferente. É o melhor: sem ter o menor trabalho.

Peito de frango à marinada balsâmica

Peito de frango à marinada balsâmica

1 peito de frango
30 ml de azeite
30 ml de vinagre balsâmico
1 dente de alho amassado
1 col. de sopa de tempero misto em pó a gosto

Modo de preparo:
Junte o azeite, o vinagre e o tempero num saquinho de plástico. Acrescente o dente de alho amassado e o peito de frango. Feche e mexa bastante com os dedos para que todo o frango fique coberto com a marinada. Deixe marinando na geladeira por pelo menos 1 hora, ou até 5 horas, antes de grelhar.
Aqueça uma grelha elétrica em fogo alto. Quanto estiver quente, reduza o fogo para médio e coloque o peito de frango para grelhar descartando a marinada. Grelhe de 5 a 7 minutos virando uma vez ou até atingir o ponto desejado. Sirva com arroz integral e legumes grelhados ou cozidos no vapor.

Absurdamente simples, esta marinada ficou uma verdadeira delícia quando preparei. O leve toque agridoce do vinagre balsâmico ajuda a dar novas dimensões de sabor ao peito de frango realmente sem graça. No caso do tempero misto em pó vale usar qualquer uma dessas misturas que já vem prontas.

Quando preparei este prato, utilizei um tempero chamado “creole” que leva páprica doce, sal, pimenta do reino, cebola, pimenta malagueta, orégano e tomilho. Caso prefira, também é possível acrescentar todos esses temperos separadamente na marinada mas isso levaria mais tempo e daria mais trabalho. O bom deste prato é justamente a facilidade e praticidade que traz às refeições do dia a dia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Mil e uma utilidades

Com certeza você já ouviu falar na importância de incluirmos o ômega-3 na nossa alimentação. Esta gordura, ou ácido graxo poliinsaturado, está associada à diminuição dos níveis de colesterol ruim no sangue além do aumento do colesterol bom. Tudo isso é fundamental para mantermos a saúde do corpo e protegermos nosso coração de infartos.

Os peixes gordos, como o salmão, o atum e a sardinha, são uma das principais fontes de ômega-3 na natureza. Entretanto, ficar só no filé de salmão grelhado, que além de caro pode enjoar fácil, ou no atum e na sardinha enlatados cansa muito rápido. Uma opção é investir em filés de atum fresco que são deliciosos se feitos corretamente.

Atum grelhado ao curry tailandês

Atum grelhado ao curry tailandês

1 posta média de atum fresco (+/- 150 g)
1 col. de chá de pasta de curry tailandês vermelho
1 col. de sobremesa de azeite

Modo de preparo:
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura alta.
Numa tigela, misture a pasta de curry com o azeite até formar um molho viscoso. Espalhe por todo o filé de atum e deixe marinando na geladeira de 15 a 30 minutos para pegar bem o gosto.
Abaixe a temperatura da grelha para médio-alto e grelhe o atum por 3 minutos de cada lado (ou 5 minutos caso a grelha seja tampada). Sirva com arroz integral e legumes grelhados.

Fiquei encantada com a simplicidade desta receita e a complexidade de sabores que ela traz. Também achei incrível descobrir outras utilidades para a pasta de curry tailandês que geralmente usava apenas para fazer os tradicionais pratos do país (como o delicioso curry de camarão que publiquei aqui no blog).

Você pode ter estranhado o pouquíssimo tempo que o atum fica cozinhando na grelha. Realmente, o peixe não chega a assar por inteiro, apenas sela por fora mantendo o carne levemente rosada por fora. Com isso, mantêm-se a umidade do peixe e o sabor incrível que ele possui. Se fossemos assar completamente o atum, ele ficaria igualzinho ao que encontramos enlatado, ou seja, seco e sem graça.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Uma releitura dos clássicos

Ratatouille é um prato típico da cozinha francesa. Feito com uma variedade de vegetais cozidos numa panela funda, ele fica perfeito como acompanhamento para todo tipo de carne ou prato principal de um sofisticado almoço ou jantar. Fácil de fazer, o ratatouille é tão conhecido que virou até nome de um filme de desenho animado bastante premiado.

A dica que trago hoje não é a receita do típico ratatouille mas usando os mesmos ingredientes da base podemos fazer adaptações para transformar outros pratos em combinações deliciosas. Para os puristas esta receita pode parecer um sacrilégio, mas para mim ficou uma delícia e conseguiu manter a essência do delicioso ratatouille.

Ratatouille de frango grelhado

Ratatouille de frango grelhado

1 peito de frango
100 g de abobrinha
100 g de berinjela
100 g de tomate
50 g de cebola
100 g de pimentão verde
1 col. de sobremesa de azeite
1 col. de sobremesa de vinagre balsâmico
sal, pimenta, manjericão e manjerona a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça uma grelha elétrica em temperatura alta. Numa tigela, misture o azeite, o vinagre balsâmico e as ervas picadas até ficarem bem homogêneas. Tempere com sal e pimenta a gosto. Corte os vegetais em rodelas médias e unte generosamente com a mistura de temperos até cobrir tudo. Derrame o restante do molho por cima do frango para temperar por completo.
Posicione primeiro o peito de frango na grelha e deixe cozinhar por 10 minutos virando de vez em quando. Depois, coloque o pimentão e a abobrinha na grelha. Grelhe de 5 a 7 minutos virando de vez em quando até ficarem macios. Acrescente a berinjela e a cebola e grelhe por 5 minutos. Por fim, coloque o tomate e deixe apenas 2 ou 3 minutos.
Sirva em seguida acompanhado de arroz selvagem.

O bom desta receita é a simplicidade e rapidez com que fica pronta. Perfeito para um dia quente de verão, nada impede que seja feito também em dias frios ou chuvosos como os que temos tido nas últimas semanas. Outra vantagem deste prato é que inclui uma variedade deliciosa de vegetais super saudáveis e indispensáveis para nossa alimentação.

Os ingredientes clássicos do ratatouille são a cebola, a berinjela e a abobrinha. Entretanto, o acréscimo do tomate e do pimentão ajuda a completar a miscelânea de cores do prato. Você também pode escolher outros caso prefira, como a cenoura, batata ou mandioquinha. O importante é ter a maior variedade possível.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Viajando na cozinha

Uma das coisas que mais me fascina no mundo da gastronomia é a possibilidade de viajar pelo mundo com cada refeição e cada garfada. Sempre que estou folhando livros ou navegando pelos milhares de sites de culinária que frequento fico procurando receitas dos mais variados lugares do mundo. Tudo em busca de experiências e sensações novas.

Certo dia encontrei uma receita que me custou para conseguir pronunciar. Depois fui descobrir que os termos eram referentes a pratos clássicos da culinária grega. A combinação de ingredientes me pareceu tão gostosa que tive que experimentar. Posso não conseguir falar corretamente o nome do prato, mas com certeza entendi a delícia que ficou o sabor final.

Espetinho de frango Souvlaki ao molho Tzatziki

Espetinho de frango Souvlaki ao molho Tzatziki

1 peito de frango
150 g de aspargo
suco de 1/2 limão
1 dente de alho amassado
azeite, sal e orégano a gosto
1/2 pote de iogurte natural desnatado
50 g de pepino ralado
suco de 1/2 limão
1 dente de alho amassado
sal a gosto

Modo de preparo:
Para preparar o frango Souvlaki, junte o suco de 1/2 limão com o alho amassado, o azeite o sal e o orégano a gosto num saquinho de plástico. Corte o peito de frango em cubos pequenos e acrescente à mistura. Mexa bem para que tudo fique coberto, feche o saquinho e leve à geladeira para marinar por pelos menos 30 minutos.
Na hora de assar, descarte a marinada e alterne os pedaços de frango com o aspargo cortado em pedaços médios em palitos de madeira próprios para grelhar. Grelhe cada espetinho por aproximadamente 8 minutos virando de vez em quando até que o frango termine de cozinhar.
Enquanto isso, prepare o molho tzatziki juntando o iogurte, o pepino ralado e o suco da outra metade do limão numa tigela. Adicione o dente de alho amassado e tempere com sal a gosto. Misture bem e sirva acompanhado dos espetinhos.

Como podemos ver, o termo “souvlaki” nada mais é do que uma marinada especial para o peito de frango. A combinação dos temperos dá ao prato um toque grego divino e saboreá-lo acompanhado do molho “tzatziki”, outro clássico grego, transforma a refeição numa refrescante viagem às belas ilhas europeias.

A sugestão de unir o frango com o aspargo nos espetinhos para grelhá-los juntos veio da receita original. Entretanto, outros legumes funcionariam perfeitamente bem. Experimente com pedaços de abobrinha, berinjela ou pimentão verde. Ou ainda, escolha o seu preferido e saboreie esta deliciosa refeição refrescante, nutritiva e instigante. Tenho certeza que irá adorar.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Fiesta!

Pouco conhecida aqui no Brasil, o dia cinco de maio, ou Cinco de Mayo, é uma data comemorativa bastante importante no México. Nesse dia, eles comemoram a vitória do exército mexicano sobre o francês numa batalha ocorrida na província de Puebla no ano de 1862. Naquela época, o exército francês ocupava o país desde o final da década de 1850 depois da guerra ocorrida entre o México e os Estados Unidos.

Para celebrar o dia, resolvi escolher uma receita tipicamente mexicana para compartilhar aqui no blog. Umas das minhas preferidas, as fajitas são uma das opções mais saudáveis no controverso cardápio mexicano recheado de frituras, gorduras e comidas pesadas. Aproveite o sábado para saborear estas faijtas de frango com um copo de margarita fresquinha. Será um sucesso e uma delícia garantidos!

Fajitas de frango grelhado

Fajitas de frango grelhado

1 unidade de tortilha de trigo ou wrap integral
1 peito de frango médio
100 g de pimentão vermelho cortado em tiras
100 g de pimentão verde cortado em tiras
100 g de cebola roxa cortado em pedaços médios
suco de 1 limão
1 fatia pequena de queijo branco esfarelado
sal, pimenta, cominho em pó, orégano, azeite e coentro a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, junte o sal, a pimenta, o cominho em pó, o orégano, um fio de azeite e o suco de limão. Misture bem e despeje numa sacolinha de plástico. Coloque o peito de frango dentro desta marinada e deixe curtindo nos temperos dentro da geladeira de 2 a 4 horas.
Aqueça uma frigideira antiaderente e refogue os pimentões e a cebola até murcharem bem e tostarem levemente (aproximadamente 5 minutos). Aqueça uma grelha elétrica em fogo médio-alto e grelhe o peito de frango de 7 a 10 minutos ou até ficar levemente tostado por cima. Transfira para um prato e corte em tiras. Junte a mistura de vegetais e reserve.
Aqueça a tortilha numa frigideira antiaderente limpa por 2 ou 3 minutos até tostar levemente. Monte a fajita arrumando a tortilha num prato e posicionando o recheio no meio. Decore com o queijo esfarelado e folhas de coentro fresco a gosto. Saboreie com garfo e faca ou enrolando a tortilha com as mãos.

Esta versão de fajitas pode até parecer um pouco “nua” para os adeptos da culinária mexicana. Isso porque preferi não incluir alguns dos acompanhamentos típicos do prato já que queria uma refeição um pouco mais leve. Mesmo faltando alguns destes elementos garanto que ficou uma verdadeira delícia.

Para aqueles que preferirem saborear a receita da forma completa, vale acrescentar creme azedo, guacamole ou pico de gallo. Este último é uma espécie de vinagrete mexicano à base de tomate, cebola roxa e coentro picados e temperados com suco de limão e jalapeños, pimentas ardidas tipicamente mexicanas.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Forrando o estômago

Sexta-feira é dia de fazer um happy hour legal com o pessoal do trabalho depois do espediente. Ou então sair para curtir com a galera num barzinho que acabou de abrir ou numa balada super divertida que vai durar madrugada adentro. E já pensando nas extravagâncias que vão rolar, nada melhor do que um jantarzinho leve para forrar o estômago.

Saladas completas são ótimas opções para jantares mais leves. E mesmo se você preferir não comer muito porque pretende extravasar à noite saiba, a pior coisa que se pode fazer é sair para badalar de estômago vazio. Uma pequena refeição completa, nem que seja uma salada com peito de frango grelhado e torradinhas para acompanhar, é indispensável para curtir a noite tranquila.

Salada de frango grelhado com limão siciliano

Salada de frango grelhado com limão siciliano

1 peito de frango médio
45 ml de suco de limão siciliano (+/- 1 unidade grande)
1 col. de sopa de azeite
1 abobrinha média
1/2 pimentão verde médio
1/2 pimentão amarelo médio
sal, pimenta, coentro e tomilho a gosto

Modo de preparo:
Tempere o frango com sal e pimenta a gosto. Junte o suco de limão, o azeite e o tomilho numa sacolinha de plástico. Coloque o peito de frango dentro e deixe marinando por pelo menos 1 hora na geladeira.
Aqueça uma grelha elétrica na temperatura média-alta. Descarte a marinada e grelhe o frango de 5 a 7 minutos ou até que fique no ponto desejado. Deixe esfriar um pouco e corte em tiras.
Para preparar a salada, corte a abobrinha em tiras finas. Ferva 300 ml de água e cozinhe as tiras até ficarem al dente (aproximadamente 3 minutos). Retire do fogo e coloque numa tigela com água gelada para cortar o cozimento e manter a consistência crocante e a cor vibrante.
Corte os pimentões em tiras finas e arrume num prato. Adicione as tiras de abobrinha cozidas e os pedaços de frango. Tempere com pimenta, coentro e azeite a gosto. Coma com torradinhas integrais para acompanhar.

O bom desta salada é que ela funciona como refeição completa nesses dias em que preferimos jantares mais leves. Entretanto, ela fica uma delícia também em versão menor como entrada de um almoço ou jantarzinho sofisticado. Absurdamente fácil de fazer, o troque está na marinada. Quanto mais tempo o frango ficar curtindo no suco do limão mais seu sabor vai ficar intenso e delicioso.

Outra vantagem deste prato são as combinações de vegetais diferentes possíveis de serem feitas dependendo do gosto pessoal de cada um. Se não gostar de pimentão, prove a salada com ervilha torta ou vagem macarrão. Já para algo mais colorido, invista em tirinhas de cenoura ou berinjela cozidas. Fica divinamente leve e gostoso.

Por hoje é só.

Bon appetit!