Misturando sabores

Quem disse que geleia apenas pode ser saboreada na torrada do café da manhã ou com o bolinho no lanche da tarde? Este doce delicioso é tão eclético que funciona super bem também para preparar molhos e temperos especiais para as carnes no almoço ou jantar.

Amo geleias. Tanto que até já preparei minhas versões caseiras como compartilhei com vocês neste post da geleia de morango e neste da de cereja. E adoraria, também, ter feito este prato de hoje com uma dessas delícias feitas em casa. Mas como não encontrei uma boa receita de geleia de laranja ainda, desta vez foi industrializada mesmo.

Tilápia ao vinagrete de laranja

Tilápia ao vinagrete de laranja

1 filé de tilápia
1 col. de sopa de geleia de laranja
1 col. de chá de azeite
1 col. de chá de vinagre de vinho branco
1 col. de chá de suco de laranja concentrado
sal e páprica picante a gosto

Modo de preparo:
Tempere a tilápia com sal e páprica picante a gosto. Numa tigela, misture a geleia de laranja com o azeite, o vinagre e o suco de laranja concentrado. Mexa bem até ficar completamente homogêneo.
Pré-aqueça o forno em 200˚C. Arrume o filé no centro de duas folhas de papel alumínio. Espalhe a mistura de geleia por cima do peixe e feche o papel formando um papelote de alumínio.
Leve ao forno pré-aquecido e deixe assar por 15 minutos. Retire do forno, deixe descansar 5 minutos e abra o papelote com cuidado para sair o vapor quente. Sirva com arroz selvagem e legumes verdes cozidos no vapor.

Assar peixes em papelotes como este não só garantem que eles fiquem super suculentos como também fazem do vinagrete de geleia de laranja um molho delicioso. O vapor formado durante o processo acaba derretendo a geleia e transformando a mistura num molho delicado e macio.

Para quem gosta de misturar sabores salgados com doces esta receita é espetacular. A páprica picante colocada no peixe para temperar antes de adicionar a geleia forma uma combinação divina com o molho e acrescenta uma pitada de ardor ao prato. Nada como misturar todos os sabores, salgado, doce e picante, numa garfada só.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Uma deliciosa combinação de sabores

Peixes brancos e delicados como a tilápia podem ficar sem graça se preparados sem o devido amor e carinho necessários. Isso porque quando assados puros eles possuem um sabor muito suave e quase imperceptível. Incrementá-los com alguns temperos torna-se indispensável.

Ao mesmo tempo, essa característica especial desses peixes, ao contrário de outros mais marcantes como o salmão, o atum ou a sardinha, faz com que eles consigam incorporar uma imensidade de sabores e especiarias diferentes. Com isso, um simples filé de tilápia pode transformar-se na refeição que você desejar, basta escolher os temperos certos.

Tilápia cítrica agridoce

Tilápia cítrica agridoce

1 filé de tilápia médio
30 ml de suco de laranja fresco
15 ml de suco de limão fresco
1 col. de chá de açúcar mascavo
1 dente de alho
1 col. de sobremesa de azeite
1 col. de chá de shoyu light
1/2 col. de chá de cominho em pó
sal, pimenta e pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Tempere a tilápia com sal e pimenta a gosto e arrume numa forma refratária antiaderente. Numa tigela, misture os sucos cítricos, o açúcar, o dente de alho amassado, o azeite, o shoyu e o cominho em pó. Mexa bem até ficar completamente dissolvido. Derrame a mistura por cima do peixe e deixe marinando por pelo menos 30 minutos.
Leve para assar em forno pré-aquecido em 200˚C por 20 minutos ou até atingir o ponto desejado. Salpique pimenta calabresa moída por cima e sirva acompanhado de arroz sete grãos.

No fundo esta receita é bastante simples, todo o sabor vem da rápida marinada feita para o filé de tilápia. A combinação de sabores cítricos, doces e picantes traz uma complexidade fantástica e incorpora-se brilhantemente com a delicadeza do peixe. Além disso, a açúcar ajuda a caramelizar a tilápia enquanto está assado fazendo com que o sabor final fique simplesmente espetacular.

O bom desta marinada é que ela não funciona apenas para peixes. Experimente prepará-la para temperar um filé de peito de frango ou fatias de lombo de porco. De modo geral, qualquer carne branca que seja mais delicada irá incorporar muito bem a grande variedades de sabores presentes nesta receita. Fica uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Três em um

Começar o almoço ou jantar com saladas é uma ótima maneira de tornar a refeição mais saudável e ajuda a manter uma alimentação bastante equilibrada. Mas como fazer para não cair no tédio de sempre fazer a mesma coisa? Só alface, tomate, cebola todos os dias enjoa rápido, não é mesmo?

A boa notícia é que existem inúmeras receitas para preparar saladinhas simples e super saborosas. Na verdade, às vezes nem é preciso uma receita fechada. O bom da salada é que a imaginação é quem comanda. Aproveite o dia para visitar a feira do bairro, passeie pelas verduras e legumes e deixe a inspiração bater. O que fazer para a salada hoje?

Salada #1 – Brotos orientais

Salada #1 - Brotos orientais

1 prato de sobremesa de agrião
1 rabanete
1 punhado de broto de feijão
1 punhado de broto de alfafa
2 col. de sopa de vinagre balsâmico
1 col. de sopa de azeite
1 col. de café de gengibre em pó

Modo de preparo:
Lave bem as folha de agrião e arrume num prato. Fatie o rabanete em fatias bem finas, quase transparentes, com o auxílio de um cortador de legumes. Arrume por cima das folhas. Por fim, decore com um punhado de broto de feijão e um punhado de broto de alfafa.
Numa tigela, misture o vinagre balsâmico, o azeite e o gengibre em pó. Regue por cima da salada e sirva a seguir. Esta salada é ótima para acompanhar menus orientais de peixes grelhados ou sushis sofisticados.

Salada #2 – Caprese light

Salada #2 - Caprese light

1 tomate
2 col. de sopa de queijo cottage ou ricota
folhas de manjericão
azeite a gosto

Modo de preparo:
Corte o tomate em rodelas e arrume num prato de sobremesa. Separe o queijo e posicione no centro das fatias de tomate de forma que cada rodela tenha a mesma quantidade. Coloque uma ou duas folinhas de manjericão fresco em cada fatia e regue com azeite a gosto. Sirva a seguir. Esta salada é ótima para deixar uma refeição tipicamente italiana com massas e molhos mais leve sem perder o sabor.

Salada #3 – Espinafre com laranja

Salada #3 - Espinafre com laranja

1 prato de sobremesa de espinafre fresco
1 laranja
azeite e suco de limão a gosto

Modo de preparo:
Lave bem as folhas de espinafre e arrume num prato de sobremesa. Descasque a laranja e corte em gomos. Posicione os gomos por cima do espinafre formando uma roda. Regue com azeite e o suco de 1 limão a gosto. Sirva a seguir.
Esta salada é ótima para acompanhar pratos de carne vermelha. O próprio espinafre já tem bastante ferro, assim como a carne, e a laranja e o suco de limão são ótimas fontes de vitamina C que auxiliam a absorção desse mineral tão importante para o corpo.

Com este post, resolvi dar algumas sugestões de saladas fáceis e deliciosas que ajudam a transformar qualquer refeição em algo especial. O legal destas entradas é que elas trazem um colorido sensacional ao prato e estão recheadas de ingredientes crocantes e fresquinhos.

Adoro inventar saladas novas, mas também me divirto fazendo sugestões de outras saladas que encontro nos livros de receitas que tenho. Casualmente, estas três foram criações minhas e todas ficaram fantásticas. Mal posso esperar o próximo dia de feira para passear e aproveitar para deixar minha inspiração fluir. O que será que vou preparar para a salada de hoje?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Dando aquela ajudazinha

As vezes lemos coisas contraditórias sobre como manter uma alimentação saudável. Já virou unanimidade o conceito de que é interessante reduzir a quantidade de carne vermelha que ingerimos e optarmos, sempre que possível, por carnes brancas como frango ou peixe. Isso porque os níveis de gordura saturada nas carnes brancas é menor, evitando o acúmulo delas nas artérias.

Até aí tudo bem. O problema é o risco que corremos de essa mudança gerar deficiências de nutrientes importantes como o ferro. Imprescindível para o transporte do oxigênio no sangue, o ferro tem como sua principal fonte justamente as carnes vermelhas.

Mas também não adianta apenas comer um filé dia sim dia não. Isso porque para ser melhor absorvido pelo organismo, o ferro requer uma boa dose de vitamina C, presente em grande quantidade nas frutas cítricas. A receita de hoje é uma combinação perfeita desses dois nutrientes. Com isso temos a certeza de que, mesmo nas poucas vezes em que comemos carne vermelha, o tão importante ferro será bem absorvido pelo corpo.

Carne à moda oriental com molho de laranja

Carne à moda oriental ao molho de laranja

1 filé magro pequeno (alcatra, patinho, filé mignon)
1 laranja
30 ml de suco de laranja
1 col. de chá de amido de milho
1 col. de sobremesa de shoyu light
50 g de cebolinha
50 g de aspargos frescos
1 col. de chá de pimenta calabresa
1/4 de cebola

Modo de preparo:
Corte a carne, a cebola, a cebolinha e os aspargos em tiras finas. Reserve. Numa tigela, misture o suco de laranja, o amido de milho e o shoyu. Reserve. Descasque a laranja e reserve 3 ou 4 tiras da casca (apenas a parte laranja). Corte a laranja em gomos e reserve.
Aqueça uma wok (ou frigideira grande) antiaderente. Refogue a carne com alguns pingos de água mexendo sempre até começar a cozinhar (aproximadamente 5 minutos). Reserve. Acrescente à wok a cebola, a cebolinha, os aspargos e as tiras da casca de laranja. Refogue por alguns minutos e adicione o molho reservado. Mexa bem por 1 minuto até começar a engrossar.
Devolva a carne à wok e misture aos vegetais. Mexa bem para terminar de cozinhar a carne e incorporar ao molho. Sirva com os gomos da laranja e a pimenta calabresa salpicada por cima a gosto.

Além de auxiliar na absorção do ferro, juntar frutas com carnes sempre traz uma mistura deliciosa de sabores ao prato. O toque azedinho do molho, cortesia da casca de laranja, fica uma delícia quando combinado com a cebolinha e os aspargos.

A técnica tradicionalmente oriental de usar a wok para este tipo de preparação facilita muito a vida na hora de fazer o almoço. A dica é deixar tudo pré arrumado já que a praticidade do preparo exige agilidade e rapidez. Se você quiser dar um toque agridoce ao molho, acrescente 1/2 col. de sobremesa de açúcar mascavo à mistura antes de colocá-la na wok. Fica divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Saúde e bem estar num só copo

Finais de semana além de serem ótimos para dar aquela relaxada são perfeitos também para nos aventurarmos um pouco no mundo da cozinha. Não precisa ser algo muito difícil ou sofisticado. Na verdade nem precisa ser um cardápio completo para o almoço familiar do dia. As vezes não tem nada melhor do que entrar numa aventura sozinha e um café da manhã especial é um ótimo começo.

Sou tão metódica e disciplinada que tem horas que chego a irritar a mim mesma. Até para variar o café da manhã tenho que superar uma certa resistência interna. Mas quando descobri esta receita simples e rápida me encantei. Uma refeição completa e super nutritiva num copo só que, além de deliciosa, é prática também para quem precisa sair correndo para trabalhar.

Parfait de café da manhã

Parfait de café da manhã

1 pote de iogurte natural desnatado
2 col. de sopa de suco de laranja (ou pêssego light)
30 g de granola sem adição de açúcar
1 fatia grossa de mamão formosa (ou 1/2 papaya)
4 castanhas de caju picadas
2 col. de chá de mel

Modo de preparo:
No próprio pote de iogurte, misture o suco de laranja delicadamente. Pegue um copo de plástico descartável grande (que tenha mais de 300 ml) e coloque metade da granola. Derrame por cima metade do iogurte e arrume metade do mamão cortado em pedaços pequenos. Regue com 1 col. de chá de mel e metade das castanhas. Repita as camadas com a outra metade dos ingredientes.

O bom desta receita é que ela realmente inclui todos os nutrientes necessários para ter um café da manhã completo e altamente saudável. Além disso, a opção da fruta é de inteira escolha pessoal. Algumas outras sugestões incluem manga, melão, morango, frutas vermelhas, maçã, abacaxi ou uva. Vale também usar dois tipos de frutas diferentes, uma em cada camada.

O ideal aqui é também sempre optar por uma granola que não tenha açúcar na sua composição. O docinho do mel já é mais do que suficiente para tornar este café da manhã uma delícia. Entretanto, se você só tiver granola com açúcar dispense o mel. Você verá que não há necessidade e que, em alguns casos, pode correr o risco de ficar doce demais.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Aventuras no desconhecido

Depois que comecei a experimentar com comidas novas e diferentes ando descobrindo pratos sensacionais e muito gostosos. Há quem ainda tenha certo preconceito com ingredientes inusitados, como o tofu, mas eu já me considero parte do grupo que venera esta iguaria alternativa feita à base de proteína de soja.

Não vou mentir, comer tofu puro ao natural realmente não tem lá muita graça. O sabor dele individualmente é bastante suave e sem muita predominância. Entretanto, o fato dele ser justamente tão suave faz com que este queijo de soja adquira muito bem o sabor de qualquer tempero acrescentado na hora do preparo. Com isso, os melhores pratos asiáticos, cheios de especiarias deliciosas, levam o tofu como carro chefe.

Tofu assado com aspargos ao molho de laranja

Tofu assado com aspargos ao molho de laranja

200 g de tofu firme
100 g de aspargos frescos
1 col. de sopa de pasta de missô vermelho
suco de 1/2 laranja
2 col. de sopa de vinagre balsâmico
1 col. de sopa de azeite

Modo de preparo:
Numa tigela, junte a pasta de missô com o vinagre e o azeite. Mexa bem até formar uma mistura homogênea. Corte o tofu e o aspargo em pedaços pequenos e espalhe a pasta bem por todos os pedaços. Eles devem ficar completamente cobertos com a mistura.
Arrume o tofu numa forma refratária antiaderente e asse em forno pré-aquecido em 200ºC por aproximadamente 7 minutos virando na metade do tempo. Acrescente o aspargo e asse por mais 3 minutos.
Pegue o restante da mistura de missô e acrescente o suco de laranja. Mexa bem e regue por cima do tofu e do aspargo já assados. Sirva quente.

A pasta de missô é outra especialidade muito utilizada na culinária oriental. Também feita de soja, serve como base para inúmeros pratos. O mais famoso deles é o missoshiro, sopa simples japonesa feita de soja e geralmente servida no começo das refeições.

Como o missô já é bastante salgado, não há necessidade de adicionar sal no preparo do prato. O sabor da pasta misturada com o vinagre balsâmico e o suco de laranja dá ao tofu um gostinho cítrico meio agridoce delicioso. Para os receosos, vale besuntar os pedaços de tofu com uma quantidade maior da mistura. Assim, o que sobre-sai é o sabor do molho e dá quase para esquecer que está comendo tofu. Já para os que apreciam a iguaria de qualquer forma, um pouquinho da mistura já é suficiente para deixar o prato divinamente saboroso.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Turbinando receitas sem graça

Quem já tentou fazer qualquer tipo de dieta conhece o velho e clássico “peito de frango grelhado”. Parece que para conseguir emagrecer ou manter uma alimentação balanceada a única coisa que podemos comer é um pedaço de peito de frango grelhado com salada a vontade.

É fato que o frango é uma fonte de proteína menos gordurosa do que a carne vermelha e deve ser priorizada. Mas ter que aguentar filezinho grelhado pro resto da vida ninguém merece, né? A boa notícia (e que quase nenhuma dieta revela, não sem bem por que) é que há inúmeras maneiras de tornar o bom e velho “peito de frango” mais atrativo e, o que é mais importante, altamente saboroso.

Aqui compartilho uma receita super simples que transforma completamente o sabor do filé de frango. E, principalmente, não aumenta em nada o valor calórico desta delícia.

Frango com laranja

Frango com laranja

2 filés pequenos de peito de frango
suco de 1 laranja
1 tablete de caldo de frango
1/2 cebola picada
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Tempere o frango com sal e pimenta-do-reino. Numa forma refratária, deixe marinando no suco da laranja por 2 horas. Na hora de ir ao forno, pique a cebola e posicione por cima do frango. Dissolva o caldo de frango em 1 xic. de chá de água fervente e adicione ao refratário com o frango, a cebola e a marinada. Leve ao forno pré-aquecido em 220ºC por aproximadamente 40 minutos.

O principal segredo aqui é o tempo que o frango fica marinando no suco da laranja. Quanto mais tempo ficar, mais ele consegue infiltrar o sabor da laranja para dentro do frango. Assim, na hora que for para o forno, assa com aquele temperinho a mais.

Outra vantagem desta receita é que o gosto da laranja não fica muito forte. O sabor do caldinho que se forma depois que o frango é assado é divinamente delicioso mas não compete com nenhum outro tempero presente no prato. Notícia ótima que faz esta carne ser perfeita para receber qualquer acompanhamento.

Hoje resolvi combinar o filé de frango com vagem ao molho de cream cheese com curry. A combinação ficou deveras interessante. Mas a receita do molho de cream cheese com curry compartilho só no post de amanhã.

Por hoje é só.

Bon appetit!