Simplicidade express

Acho que estou precisando encontrar novos livros de receita. Chega uma hora que não há mais tantas receitas novas para provar e testar para compartilhar com vocês. Ao mesmo tempo, essa aparente falta de novidade também me dá a oportunidade de fazer criações inusitadas.

No final das contas há uma vantagem. Posso comprovar mais ainda o quanto é fácil fazer uma refeição completa, simples e saudável sem muita sofisticação ou necessidade de ingredientes mirabolantes. A sugestão que trago hoje foi uma adaptação de outra receita que encontrei por aí. Super simples, ficou uma delícia e merece ser provada.

Tilápia com relish de milho verde

Tilápia com relish de milho verde

1 filé de tilápia
100 g de milho em conserva
1 tomate italiano médio
suco de 1 limão
sal, pimenta e coentro a gosto

Modo de preparo:
Aqueça o forno em 220˚C. Tempere o filé de tilápia com sal a gosto e leve para assar numa forma refratária antiaderente regada com um fio de azeite por 15 minutos.
Enquanto isso, corte o tomate em cubinhos e descarte as sementes. Junte o milho verde e regue com o suco de limão. Tempere com pimenta a gosto e misture bem para incorporar todos os ingredientes.
Tire o filé de tilápia do forno e despeje o relish de tomate com milho por cima. Retorne ao forno e deixe assando por mais 7 a 10 minutos ou até que o peixe fique no ponto desejado. Sirva salpicado com as folhas de coentro a gosto e acompanhado de arroz selvagem e salada verde.

Absurdamente fácil de fazer, este prato fica pronto em 25 minutos. Apesar de simples, é bem gostoso pela combinação de sabores provenientes do suco de limão e do coentro. Além disso, o prato é super saudável e refrescante, nada melhor para um almoço de semana despretensioso e familiar.

Gosto de juntar legumes e verduras diversos para fazer molhos ou salsas diferentes para carnes e peixes. Desta forma, além de deixar um simples filé de tilápia sem graça mais interessante, consigo incluir esses alimentos tão saudáveis de uma maneira divertida na minha alimentação.

Por hoje é só.

Bom appetit!

O colorido da saúde

Ando tendo alguma dificuldade para achar receitas divertidas ou diferentes para preparar e testar para o blog. Muito do que encontro por aí é apenas uma variação sobre o mesmo tema e não seria interessante o suficiente para compartilhar com vocês.

Mas fiquei empolgada quando descobri esta receita numa revista que tinha guardada em casa. Além de parecer super saborosa, ela é leve e saudável e super fácil de fazer. O bom é que deu para preparar numa noite e ainda sobrou um pouco para comer no dia seguinte. Sem contar que ficou uma delícia.

Torta de carne à jardineira

Torta de carne à jardineira

200 g de carne moída magra
1 col. de sopa de cebola picada
1 1/2 col. de sopa de farinha de trigo integral
1 clara
sal e pimenta a gosto
100 g de milho verde em conserva
1 abobrinha média
1/2 cenoura média
1/2 pimentão verde médio
um fio de azeite

Modo de preparo:
Numa tigela, junte a carne moída com a cebola picada, a farinha de trigo integral e a clara. Tempere com sal e pimenta a gosto e misture bem com as mãos até formar uma massa homogênea. Unte uma forma refratária antiaderente com um fio de azeite e forre com a mistura de carne moída. Espalhe bem até que toda a forma fique coberta, inclusive as laterais.
Leve ao forno pré-aquecido em 180˚C por 20 minutos. Retire do forno e reserve.
Corte a abobrinha, a cenoura e o pimentão em cubinhos pequenos. Junte com o milho verde e misture bem. Refogue numa frigideira antiaderente por alguns minutos até aquecer tudo por completo. Não deixe muito tempo para que os legumes não fiquem moles demais, eles devem permanecer al dente.
Despeje os vegetais por cima da massa de carne e retorne ao forno por mais 15 ou 20 minutos ou até assar por completo. Sirva acompanhado de uma saladinha verde.

Rende 2 porções.

Super versátil, esta receita é ótima pois aceita qualquer combinação de legumes como recheio da torta. Aproveite para escolher seus preferidos e deixar sua janta o mais colorida possível. Se estiver com presa ou sem muito tempo para investir no corte dos vegetais pode usar os mix de legumes que já vem prontos e picados. Agiliza bastante o preparo da receita.

Outra dica para deixar o prato ainda mais saboroso e sofisticado é salpicar um punhado de queijo magro ralado fresco por cima dos legumes antes de levar ao forno pela segunda vez. Dessa forma, assim que o queijo estiver derretido a torta estará pronta para ser saboreada num noite fresquinha de outono.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Sobras inusitadas

Alguns dias atrás publiquei aqui uma receita de edamame, ou soja verde, que pode ser encontrada congelada ainda na vagem e é bastante comum na culinária japonesa e norte-americana. Como a receita que preparei rendia 2 porções, aproveitei para comer naquele dia como salada de acompanhamento no jantar e guardei o restante para saborear de almoço no dia seguinte.

O legal  desta receita é que ela é bastante versátil e serve justamente para diversos momentos ou tipos de refeições. Desta vez optei por refogar alguns camarões congelados que tinha comprado e juntá-los ao succotash de edamame que havia sobrado. Meu almoço ficou completo e bastante saboroso.

Succotash de edamame com camarão

Succotash de edamame com camarão

200 g de camarão limpo, cozido e congelado
150 g de edamame congelado na vagem
100 g de milho verde congelado
1 col. de sobremesa de azeite
1/2 pimentão verde ou vermelho pequeno
1/2 cebola
1 dente de alho
15 ml de vinho branco
10 ml de vinagre de arroz
salsinha, cebolinha, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Cozinhe o edamame e o milho verde congelados em uma panela com água fervente por 3 a 5 minutos. Escorra bem e passe por água corrente para parar o cozimento. Retire a soja da vagem e reserve juntamente com o milho.
Descongele o camarão numa tigela deixando na geladeira da noite pro dia. Escorra a água que soltar. Aqueça uma panela wok ou frigideira antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue o camarão salpicado com sal e pimenta a gosto por 2 ou 3 minutos até aquecer bem. Transfira o camarão para um prato e reserve.
Acrescente a cebola picada, o pimentão picado e o alho amassado à wok e refogue com um fio de azeite. Mexa bem até começar a ficar macio. Junte o milho, o edamame e o vinho branco. Refogue bem mexendo constantemente até evaporar quase todo o líquido.
Retorne o camarão à panela e continue mexendo para misturar e aquecer bem todos os ingredientes. Desligue o fogo e tempere com o vinagre de arroz e a salsinha, cebolinha, sal e pimenta a gosto.

Rende 2 porções.

Nada melhor do que receitas práticas como esta para preparar num dia corrido de meio de semana. Alias, este prato mostra como é possível aproveitar sobras deliciosas do dia anterior para criar refeições inusitadas e diferentes no dia seguinte.

Se você já sabe que a semana vai ser corrida, aproveite um dia mais light para cozinhar pratos como este e guardar um pouco de sobras para aproveitar nos dias seguintes. Assim você não gasta tanto tempo na cozinha, não deixa de ter variedade nas refeições e de quebra consegue manter uma alimentação super saudável com receitas nutritivas e balanceadas.

Por hoje é só.

Bon appetit!