O colorido da saúde

Ando tendo alguma dificuldade para achar receitas divertidas ou diferentes para preparar e testar para o blog. Muito do que encontro por aí é apenas uma variação sobre o mesmo tema e não seria interessante o suficiente para compartilhar com vocês.

Mas fiquei empolgada quando descobri esta receita numa revista que tinha guardada em casa. Além de parecer super saborosa, ela é leve e saudável e super fácil de fazer. O bom é que deu para preparar numa noite e ainda sobrou um pouco para comer no dia seguinte. Sem contar que ficou uma delícia.

Torta de carne à jardineira

Torta de carne à jardineira

200 g de carne moída magra
1 col. de sopa de cebola picada
1 1/2 col. de sopa de farinha de trigo integral
1 clara
sal e pimenta a gosto
100 g de milho verde em conserva
1 abobrinha média
1/2 cenoura média
1/2 pimentão verde médio
um fio de azeite

Modo de preparo:
Numa tigela, junte a carne moída com a cebola picada, a farinha de trigo integral e a clara. Tempere com sal e pimenta a gosto e misture bem com as mãos até formar uma massa homogênea. Unte uma forma refratária antiaderente com um fio de azeite e forre com a mistura de carne moída. Espalhe bem até que toda a forma fique coberta, inclusive as laterais.
Leve ao forno pré-aquecido em 180˚C por 20 minutos. Retire do forno e reserve.
Corte a abobrinha, a cenoura e o pimentão em cubinhos pequenos. Junte com o milho verde e misture bem. Refogue numa frigideira antiaderente por alguns minutos até aquecer tudo por completo. Não deixe muito tempo para que os legumes não fiquem moles demais, eles devem permanecer al dente.
Despeje os vegetais por cima da massa de carne e retorne ao forno por mais 15 ou 20 minutos ou até assar por completo. Sirva acompanhado de uma saladinha verde.

Rende 2 porções.

Super versátil, esta receita é ótima pois aceita qualquer combinação de legumes como recheio da torta. Aproveite para escolher seus preferidos e deixar sua janta o mais colorida possível. Se estiver com presa ou sem muito tempo para investir no corte dos vegetais pode usar os mix de legumes que já vem prontos e picados. Agiliza bastante o preparo da receita.

Outra dica para deixar o prato ainda mais saboroso e sofisticado é salpicar um punhado de queijo magro ralado fresco por cima dos legumes antes de levar ao forno pela segunda vez. Dessa forma, assim que o queijo estiver derretido a torta estará pronta para ser saboreada num noite fresquinha de outono.

Por hoje é só.

Bon appetit!

As maravilhas do microondas

Quando o tempo é curto, achar receitas simples e rápidas é uma ajuda e tanto! E quem já morou sozinho sabe o quanto um microondas funciona como aliado fundamental nas preparações do dia a dia. Super prático, ele serve para fazer praticamente qualquer coisa, até arroz. É só saber como usar.

Por isso achei a receita que trago hoje tão divertida. Em vez de gastar 2 horas ou mais assando um bolo de carne moída no forno, alguns simples truques reduzem esse tempo para apenas 11 minutos quando feito no microondas. Vai dizer, gastar só 11 minutos e não 2 horas para quem tem uma vida corrida é fantástico, não é mesmo?

Bolinho de carne moída na caneca

Bolinho de carne moída na caneca

250 g de coxão mole moído
1/4 de xíc. de chá de aveia
1 clara
80 ml de V8 (suco de vegetais)
2 col. de sopa de cebolinha picada
2 col. de sopa de cenoura ralada
sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, tempere a carne moída com sal e pimenta a gosto. Acrescente os demais ingredientes e misture bem com a mão até formar uma massa homogênea. Divida a mistura em 2 canecas de chá grandes e leve ao microondas. Cozinhe em potência de 70% por 11 minutos. Como alguns fornos podem ter potências diferentes verifique se está bem cozido após desse tempo. Caso seja necessário, deixe mais 30 segundos ou 1 minuto. Sirva com legumes refogados e arroz sete grãos ou purê de batata.

Rende 2 porções.

Além de ser super fácil o melhor dessa receita é que ela ficou absolutamente divina. Já tinha testado fazer bolinhos de chocolate na caneca no microondas e não tinha dado muito certo. Por isso fiquei receosa de preparar este bolinho de carne moída. Mas no fim deu tudo certo.

A cebolinha picada e a cenoura ralada servem para dar um temperinho a mais na carne. Já a clara e a aveia funcionam como liga. O suco de vegetais, V8, faz com que o bolinho fique úmido e divino. Você também pode usar outros legumes para dar sabor, como cebola e alho ralado ou até mesmo abobrinha e pimentão. Sendo o que for, tenho certeza que não vai se arrepender. Este bolinho fica sensacional.

Por hoje é só.

Bon appetit!

O poder sutil das ervas

Acho que comecei o ano inspirada. Desde que voltei de viagem tenho investido bastante em pratos com temperos e especiarias diferentes ou inusitadas. No fim das contas está servindo para que eu conheça novas maneiras de saborear o que tradicionalmente seriam refeições simples, sem graça ou apenas mais do mesmo.

O bom é que para mudar um prato e deixá-lo mais interessante não é preciso fazer muito. As vezes é só colocar uma erva a mais ou um tempero diferente que tudo muda completamente. O segredo está na combinação e nas proporções utilizadas. Na receita de hoje a mudança não foi grande, mas o sabor final impactou de maneira surpreendente.

Almôndegas temperadas com tomates estourados

Almôndegas temperadas com tomates estourados

115 g de carne moída magra
200 g de tomate cereja
1 dente de alho picado
1 col. de sopa de salsinha picada
1/2 col. de chá de cominho
2 col. de sopa de cebola picada
1 col. de chá de orégano
1 fio de azeite
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, misture a carne com o alho, a salsinha, o cominho, metade da cebola e metade do orégano. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Com as mãos úmidas, molde quatro almôndegas pequenas.
Aqueça uma frigideira antiaderente e acrescente um fio de azeite. Cozinhe as almôndegas por aproximadamente 8 minutos mexendo delicadamente para que assem uniformemente. Reserve.
Na mesma frigideira, coloque os tomates cereja com o restante da cebola picada. Salpique o restante do orégano e cozinhe mexendo esporadicamente até os tomates ficarem macios e começarem a estourar (aproximadamente 5 minutos). Sirva as almôndegas regadas com os tomates e acompanhadas de arroz integral ou pão árabe tostado.

Devido aos temperos usados, o sabor tradicionalmente italiano de almôndegas ao molho de tomate dá lugar à um gostinho árabe. Não chega a ser o que talvez conheçamos como árabe clássico (o tradicional quibe assado ou espetinhos de kafta), mas o tempero definitivamente remete à deliciosa culinária do oriente médio.

Entretanto, por mais característico que fique o sabor, não chega a ser algo forte ou impactante demais. Pelo contrário. A sutileza das especiarias combinadas nesta receita é apresentada aos poucos, permitindo que os sabores e temperos sejam percebidos delicadamente. No fim a experiência de saborear este prato é algo fantástico. Absolutamente imperdível.

Por hoje é só.

Bon appetit!