Para lamber os lábios

Se tem uma coisa que eu amo fazer são doces. Não fosse a quantidade de louça para lavar depois (que sempre acaba sendo maior do que com pratos salgados) eu daria preferência para cozinhar sobremesas sempre. Acho que herdei isso da minha mãe, que tradicionalmente tem uma mão muito boa para as preparações doces.

O outro problema é morar sozinha. Com pratos salgados é mais fácil preparar porções únicas, mas com sobremesas fica mais complicado. Por isso, quando tenho uma desculpa para fazer docinhos para mais pessoas corro e agarro a oportunidade. Esta receita de hoje fazia tempos que queria testar e valeu completamente a espera. Que delícia!

“Brownie” de limão

“Brownie” de limão

massa
95 g de farinha de trigo
1/4 de xícara de chá de açúcar
4 metades de noz-pecã
2 col. de sopa de manteiga gelada sem sal
2 col. de sopa de óleo de canola
1 pitada de sal

creme
3/4 de xícara de chá de açúcar
2 col. de sopa de farinha de trigo
2 ovos
1 clara
120 ml de suco de limão siciliano
raspas de limão siciliano

Modo de preparo:
Para preparar a massa, junte a farinha, o açúcar e as nozes num multiprocessador. Pulse algumas vezes para misturar bem e triturar as metades de noz-pecã. Acrescente a manteiga gelada, o óleo e a pitada de sal. Pulse mais algumas vezes para misturar e ficar como farofa grossa.
Derrame a massa numa forma refratária untada com um fio de óleo. Aperte bem e alise para ficar uniforme. Leve ao forno pré-aquecido a 180˚C por 20 minutos ou até começar a dourar.
Enquanto isso, prepare o creme. Junte o açúcar, a farinha e as raspas de limão numa tigela. Misture bem com um garfo até ficar homogêneo. Acrescente o suco de limão, os ovos e a clara. Mexa com um batedor de arame até ficar completamente liso.
Derrame o creme por cima da massa ainda quente. Retorne ao forno e asse por mais 25 minutos ou até que o creme fique completamente firme. Deixe esfriar, corte em pedaços, cubra e leve à geladeira por pelo menos 2 horas antes de servir.

Rende de 8 a 12 quadrados.

A verdade é que este doce está mais para tortinhas de limão quadradas do que brownie. O creme de cima é uma coisa absolutamente deliciosa e cremosa, quase impossível de descrever. E a massa que fica por baixo tem uma consistência leve e sabor suave. E como desta vez não fui só eu que provei, tenho a confirmação de várias pessoas que o resultado final ficou divino mesmo.

O tempo de geladeira indicado é o que dá ao doce a consistência necessária para poder comê-lo com as mãos, como barrinha ou brownie. Mas se você não aguentar esperar pode saboreá-lo com garfo e faca mesmo. Pura, esta sobremesa já é uma delícia, mas certamente com uma calda de chocolate meio amargo deve ficar espetacular também.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Aquele toque final

Seguindo conselhos e pedidos de uma leitora fiel, a @julianamo, resolvi testar algumas receitas de molhos diferentes para saborear junto com as saladinhas que preparo. Não quis colocar apenas um porque acho que quanto mais variedade e opções temos, melhor. Por isso esperei até conseguir testar pelo menos dois.

Para dar ainda mais variedade, escolhi um mais cremoso e um estilo vinagrete. Ambos são super saudáveis e pouco calóricos o que é ótimo para quem quer continuar mantendo uma alimentação saudável. Mas nada melhor do que ter esses molhinhos para incrementar as nossas saladas, não é mesmo?

Molho cremoso de tofu com gergelim

Molho cremoso de tofu com gergelim

135 g de tofu soft
2,5 ml de óleo de gergelim torrado
2,5 ml de shoyu light
60 ml de vinagre de arroz
1 dente de alho amassado
1 col. de sopa de coentro picado
1 col. de sopa de cebolinha picada
2 col. de chá de mel
pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Escorra bem o tofu para retirar o excesso de água. Junte todos os ingredientes e misture num processador de alimentos. Bata bem até ficar homogêneo e cremoso.

Rende 10 col. de sopa e pode ser guardado bem tampado por 3 dias na geladeira.

Vinagrete de pepino com ervas

Vinagrete de pepino com ervas

100 g de pepino
30 ml de azeite
15 ml de vinagre de vinho branco
1 col. de sopa de salsinha picada
1 col. de sopa de cebolinha picada
1 col. de sopa de iogurte desnatado
1/2 col. de chá de mostarda dijon
1/2 col. de chá de açúcar
1 pitada de sal

Modo de preparo:
Descasque o pepino, corte ao meio no sentido do comprimento e retire as sementes. Corte em pedacinhos e leve ao multiprocessador junto com os demais ingredientes. Bata até ficar homogêneo.

Rende 10 col. de sopa e pode ser guardado num recipiente hermeticamente fechado na geladeira de 3 a 4 dias.

O molho de tofu com gergelim é bem marcante. Tudo por causa do óleo de gergelim torrado que mostra todo seu poder mesmo com uma quantidade bem pequena usada. Vá com calma na hora que estiver acrescentando o óleo na receita. Prove e acrescente mais a gosto.

Já o vinagrete de pepino é bem suave e delicado. Ele traz uma sensação refrescante à salada e ajuda a deixá-la leve e saborosa. Uma dica para preparar qualquer tipo de vinagrete é usar a velha medida de 1 parte de vinagre para 3 de azeite. Funciona super bem e fica uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Para juntar a galera

Ontem à tarde me deu uma vontade louca de inaugurar minha forma de mini muffins que comprei na minha última viagem aos Estados Unidos. O problema disso é que como moro sozinha fazer 12 mini muffins só para mim acaba sendo uma tentação absurda. Não teria como não acabar comendo tudo.

Para reverter a situação, nada melhor do que chamar pessoas amadas para saborear a delícia junto com você. Melhor ainda, estes mini muffins são uma ótima desculpa para juntar todo mundo e saborear um delicioso pote de café ou chá num singelo lanchinho da tarde.

Mini muffins de cacau com chocolate amargo

Mini muffins de cacau com chocolate amargo

14 col. de sopa de farinha de trigo
1/4 de xíc. de chá de açúcar mascavo
2 col. de sopa de cacau em pó sem açúcar
1/2 col. de chá de fermento em pó
1/2 col. de chá de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
120 ml de água
1/2 col. de sobremesa de essência de baunilha
1/2 col. de sopa de vinagre de vinho branco
30 g de chocolate amargo (70% cacau ou mais)
30 ml de óleo de canola
1 clara

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 200˚C. Unte uma forma refratária de mini cupcakes com 12 unidades com um pouco de azeite. Reserve. Quebre o chocolate amargo em quadradinhos pequenos e reserve.
Numa tigela, misture os ingredientes secos (da farinha até o sal) e misture delicadamente com uma colher até ficar homogêneo. Em outra tigela, junte os demais ingredientes (menos o chocolate amargo) e bata ligeiramente com um garfo até misturar completamente.
Abra um buraco no meio da tigela com os ingredientes secos e derrame a mistura de óleo, água e a clara. Comece a mexer com cuidado com o auxílio de uma colher ou garfo até que fique tudo bem misturado. Cuidado para não mexer demais se não os muffins podem ficar duros. Acrescente 2/3 do chocolate picado e misture à massa.
Divida a massa entre os 12 recipientes da forma de mini muffins até que todos fiquem cheios. Pegue o resto do chocolate picado e coloque um pedacinho por cima de cada muffin. Leve para assar de 8 a 9 minutos ou até que um palito enfiado no meio saia limpo. Sirva como acompanhamento de uma bela xícara de chá ou café como lanche da tarde.

Rende 12 mini muffins.

Não há palavras para descrever a delícia que ficaram estes mini muffins. Absurdamente fofinhos e macios, eles derretem na boca e levam o sabor espetacular do cacau a um patamar nunca antes atingido. A receita original era para fazer 12 muffins do tamanho normal. Entretanto, como a minha forma era de mini muffins, dividi a receita ao meio e fiz 12 do tamanho pequeno.

Caso você queira preparar estas delícias do tamanho tradicional, esta quantidade indicada rende 6. Para fazer 12, apenas dobre os ingredientes. E neste caso, não se esqueça de aumentar o tempo de forno para 15 minutos, aproximadamente. Mas vamos combinar, os pequenininhos são muito mais fofos e, por serem mini, podemos comer mais de um sem culpa. Melhor impossível, não é?

Por hoje é só.

Bon appetit!