Clássicos modificados

Uma das minhas diversões é pegar receitas clássicas de uma determinada culinária e prepará-las no aconchego da minha casa da maneiras diferentes. Dessa forma, consigo controlar os ingredientes, o modo como a receita é feita e ainda consigo acrescentar um toque pessoal e único ao prato.

A escolhida da vez foi uma bem conhecida: a quesadilha mexicana. Tradicionalmente preparada na frigideira com bastante óleo, optei por uma versão um pouco mais leve. Simples e fácil de fazer, este prato é ótimo para um jantarzinho descontraído e especial naqueles dias que fugimos um pouco da dieta. Não tem como não gostar.

Quesadilha de frango

Quesadilha de frango

1 unidade de pão folha
1 filé de peito de frango médio
40 g de muçarela light ou 2 unidades de babybel light
sal e pimenta chili em pó a gosto

Modo de preparo:
Ferva 500 ml de caldo de galinha, tempere o filé de frango com sal e pimenta chili a gosto e cozinhe mantendo uma leve fervura por aproximadamente 20 minutos. Retire o frango da panela, deixe esfriar e desfie.
Abra o pão folha num prato e corte ao meio. Arrume uma primeira camada de queijo numa das metades da tortilha. Coloque o frango desfiado por cima do queijo e complete com outra camada de queijo em cima do frango. Tampe a quesadilha com a outra metade do pão folha.
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura alta e coloque a quesadilha para grelhar. Asse por aproximadamente 5 minutos ou até derreter todo o queijo. Sirva acompanhado de molho salsa para taco ou guacamole a gosto.

A grande verdade é que esta receita pode ser feita de inúmeras maneiras. Além disso, é só trocar um ou outro ingrediente que o prato ganha nomes e nacionalidades diferentes. A quesadilha não deixa de ter semelhanças enormes ao clássico grilled cheese norte-americano que compartilhei aqui dia desses. A diferença acaba sendo apenas o tipo de pão utilizado.

Uma dica para deixar a quesadilha mais leve no cardápio do dia é fazer como eu fiz e usar só 1 unidade de tortilha dividindo-la ao meio. A clássica é feita com 2 unidades colocadas uma em cima da outra. Isso tudo se você for que nem eu e for preparar só para uma pessoa. Mas se a intenção for dividir com alguém, faça a receita completa e parta ao meio depois de pronta. Compartilhar pratos saborosos com pessoas queridas tem um gostinho a mais, não é mesmo?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Lanches rápidos

Wraps já viraram sinônimo de sanduíche saudável. Nos últimos anos surgiram inúmeros restaurantes e estabelecimentos de comida fast food dedicados à este lanche rápido criado nos Estados Unidos inspirado nos tacos e burritos mexicanos. A versatilidade dos wraps é um dos seus pontos fortes já que podem ser recheados com praticamente qualquer coisa.

Adoro wraps. Sempre que estou corrida ou querendo uma opção rápida para o jantar preparo um wrap simples e gostoso. E o melhor, não preciso ir em busca de ingredientes diferentes para criá-los. Abro a geladeira e pego as sobras que guardei de outras receitas que fiz. Esses dias preparei um wrap singelo para acompanhar um prato de sopa. Ficou uma delícia.

Wrap de peito de peru defumado

Wrap de peito de peru defumado

1 unidade de pão folha
60 g (3 fatias) de peito de peru defumado
2 col. de sopa de cottage
2 folhas de alface
3 rodelas de tomate
1 col. de sopa de mostarda

Modo de preparo:
Abra o pão folha em cima de um prato. Espalhe o queijo cottage e a mostarda. Arrume as folhas de alface e as rodelas de tomate. Por fim, posicione as fatias de peito de peru defumado. Enrole o pão em formato de wrap e leve ao forno pré-aquecido em 180ºC para aquecer (aproximadamente 5 minutos). Sirva quente ou firo.

Particularmente eu prefiro os wraps levemente aquecidos. Por isso insisto em colocá-los no forno por alguns minutos depois de preparar. Entretanto, para quem prefere comê-los frios (ou para quem pretende levá-los para comer de almoço ou lanche no trabalho) vale ao menos aquecer o pão folha antes de arrumar o recheio.

Wraps são ótimos lanches para comer sozinhos, mas também servem perfeitamente para acompanhar outros pratos num almoço ou jantar leve e rápido. Experimente combiná-los com sopas ou saladas para uma refeição completa, balanceada e reforçada. Se preferir comer só o wrap, fica liberado uma sobremesa sensata para arrematar. Que tal uma fruta assada com mel?

Por hoje é só.

Bon appetit!