Ano novo, vida nova

Venho por meio deste registrar o último post do ano. Um ano cheio de tristezas (grande novidade na minha vida), mas também um acho cheio de renovações e aventuras novas. A começar por esta, minha grande aventura no mundo da culinária saudável que faz você pensar antes de escolher o que comer e que me trouxe de volta o prazer de saborear inúmeros pratos desconhecidos.

Como 2011 terminou com um gostinho amargo para mim (e para muitas pessoas que conheço) nada melhor do que uma receita docinha para entrar em 2012 com o pé direito. Super leve este prato serve tanto para uma sobremesa light depois de uma ceia pesada na virada do ano como para um lanchezinho esperto para segurar a fome e não se atracar na primeira coisa que aparecer pela frente na noite do réveillon (mesmo não sendo a melhor opção do cardápio).

Pêssego assado com mel e canela

Pêssego assado com mel e canela

1 pêssego cortado em quatro (sem o caroço)
1 col. de sobremesa de mel
1 col. de chá de canela em pó

Modo de preparo:
Pegue um pêssego maduro e corte em quatro pedaços cuidadosamente para ir retirando o caroço. Numa forma refratária, arrume os pedaços e regue com o mel e a canela em pó. Leve ao microondas em potência alta por 2 ou 3 minutos (dependendo do forno, os tempos podem variar). Sirva quente.

Adoro doces feitos com frutas pois são ótimas alternativas para satisfazer a vontade de comer sobremesa sem precisar se atracar numa fatia de bolo de chocolate recheado. Além disso, uma boa dica é escolher as frutas da estação para preparar os doces já que elas estarão mais maduras e com isso mais docinhas e saborosas na hora de degustar.

Frutas assadas no forno ou no microondas com canela já são deliciosas puras, mas se você quiser extrapolar um pouquinho (afinal é final de ano e todo mundo merece uma extravagância de vez em quando) saboreie com uma bola de sorvete de creme. Uma opção mais light seria comer com uma bola de iogurte frozen que não tem gordura. Vai do paladar (e da consciência) de cada um. =P

Por hoje é só.

Que 2012 seja melhor do que 2011 e pior do que 2013 para todos.

E, como sempre, bon appetit!

Anúncios

O doce sabor do natal

Nada melhor do que as festas de final de ano para relaxar um pouco e curtir a vida. São tantas delícias diferentes que aparecem apenas nesta época do ano que mal conseguimos escolher qual saborear. Se você é daqueles que não resiste a um doce, que tal maneirar nos pratos salgados e optar por aquela sobremesa especial para comer sem culpa?

Já se você prefere os salgados, pode (e deve) deixar-se deliciar com os salpicões e perus assados especiais. Neste caso, nada melhor do que uma sobremesa leve e pouco calórica para completar a noite. Confira esta receita super simples de fazer que fica linda numa mesa de natal e tem um sabor inigualável.

Torta de ricota com calda de damasco

Torta de ricota com calda de damasco

180 g de ricota fresca
400 ml de leite desnatado
4 col. de sopa de leite em pó desnatado
2 col. de chá de essência de baunilha
4 col. de sopa de adoçante para forno e fogão
4 ovos
10 damascos
200 ml de suco de pêssego light
nozes picadas para decorar

Modo de preparo:
Bata no liquidificador a ricota, os ovos, o leite em pó, o leite, o adoçante e a baunilha até ficar homogêneo. Disponha em uma assadeira de fundo removível, com 20 cm de diâmetro, untada com o mínimo possível de óleo. Asse em forno médio (200ºC), pré-aquecido, por cerca de 50 minutos, ou até que fique totalmente homogêneo.
Para a calda, cozinhe os damascos picados com o suco de pêssego por 20 minutos até que as frutas desmanchem bem, fiquem macias e a calda engrosse um pouco. Se quiser, acrescente 1 col. de chá de amido de milho para engrossar mais um pouco. Retire a torta do forno, deixe esfriar e regue com a calda. Sirva gelada, decorada com as nozes picadas.

A torta fica absurdamente leve e deliciosa. Como os damascos são docinhos naturalmente, a falta de açúcar substituído pelo adoçante na receita não faz nenhuma falta. Já as nozes picadas ajudam a dar um toque crocante e, por ser um ingrediente tipicamente natalino, decora a mesa de natal como ninguém.

O bom desta sobremesa é que a ricota aceita praticamente qualquer cobertura. Os damascos são ótimas opções para esta época do ano, mas é possível fazer caldas com as mais diversas frutas para regar a torta. Algumas sugestões incluem, frutas vermelhas para o inverno, goiaba para um toque à la Romeu e Julieta ou até abacaxi com hortelã para um quê mais exótico. Deixe sua imaginação voar e saboreie sem moderação. (Só dessa vez, ok?)

Por hoje é só.

Bon appetit!

Toque festivo

Damasco seco é quase símbolo desta época do ano. Impossível não encontrar uma linda tábua de frutas secas e nozes misturadas decorando a mesa na noite de natal. Mas damascos são ótimas frutas não apenas para comer puras ou com nozes. Elas também funcionam super bem como base para criar molhos incríveis para peixes, frangos ou sobremesas.

Não sou muito de inventar receitas. Entretanto, desta vez a minha sugestão foi quase completamente criada por mim. Apenas peguei uma receita de um livro e adaptei e modifiquei bastante de acordo com meu gosto. No fim acho que deu super certo (e ainda acho que ficou melhor do que a receita original).

Peito de frango ao molho de damascos

Peito de frango ao molho de damascos

100 g de peito de frango cortado em pedaços grandes
80 ml de suco de pêssego light
1 dente de alho
1/4 de cebola picada
sal e pimenta-do-reino a gosto
4 damascos secos
100 ml de água

Modo de preparo:
Tempere o peito de frango cortado com sal e pimenta a gosto. Despeje o suco de pêssego numa panela antiaderente. Acrescente a cebola, o alho e o frango e cozinhe em fogo médio até o frango ficar macio e o suco reduzir pela metade (aproximadamente 10 minutos).
Pique os damascos em pedaços pequenos e coloque numa tigela com a água para amaciar. Deixe na geladeira de 15 a 20 minutos. Depois de amaciar um pouco, coloque os damascos picados junto com a água numa panela antiaderente e deixe ferver. Abaixe o fogo e cozinhe até os damascos desmancharem quase por completo e a água reduzir pela metade (aproximadamente 15 minutos).
Por fim, despeje o molho encorpado dos damascos na panela com o frango e o restinho do suco de pêssego. Cozinhe mais alguns minutos para o molho terminar de encorpar e o frango pegar o sabor dos damascos. Sirva a seguir.

Para quem curte doce com salgado esta receita é a essência da perfeição. Por serem frutas secas, os damascos têm uma concentração maior do açúcar que existe naturalmente nas frutas. Assim, ao preparar o molho, o açúcar vai incorporando na água e quando engrossa transforma o sabor deixando-o incrivelmente docinho.

Justamente por isso, este prato não comporta acompanhamentos muito fortes ou que também tenham sabor pronunciado para evitar que os gostos não competirem entre si. Minha sugestão é preparar um arroz integral simples e legumes delicados como brócolis ou couve-flor fervidos rapidamente. A combinação fica uma delícia e o sabor do molho de damasco ainda combina super bem regado por cima das verduras.

Por hoje é só.

Bon appetit!