Novos patamares de sabor

Depois que entrei na onda de comer peixe cru e outras delícia da culinária japonesa começou a me dar vontade de experimentar outras iguarias geralmente preparadas sem cozimento. Já tinha provado o ceviche peruano e o kibe cru árabe e me apaixonado. Então, pensei que havia chegado a hora de navegar pelas ondas francesas e testar o famoso steak tartare.

À primeira vista confesso que este prato não parece lá muito apetitoso. A carne utilizada não chega a ser moída, como no caso do kibe cru, e ainda é misturada com gema de ovo crua e molho inglês para dar sabor. Pode parecer uma mistura extremamente bizarra de ingredientes, mas não é que no final da certo? Testado e aprovado!

Steak tartare

Steak tartare

100 g de filé mignon
1/2 gema de ovo
1 col. de chá de alcaparra picada
50 g cebola roxa bem picada
1 col. de chá de molho inglês
1 col. de chá de mostarda Dijon
1 col. de chá de vinagre balsâmico
1 col. de chá de azeite
salsinha, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Pique bem a carne com a ponta da faca até que fique praticamente moída à mão. Numa tigela, misture a carne com os demais ingredientes e tempere com salsinha, sal e pimenta a gosto. Prove e adéque os temperos como preferir. Sirva acompanhado das clássicas batatas chips, de preferências assadas na hora em casa.

Todos já devem saber mas não custa nada repetir: é preciso ter muito cuidado ao consumir produtos como carnes e ovos crus. Certifique-se que seu açougueiro é de confiança e exija sempre a carne mais fresca do dia. O mesmo vale para os ovos. Não utilize aqueles guardados há algum tempo na geladeira, dê preferência para os mais frescos que tiver.

Não vou mentir, o sabor é bem diferente e requer um pouco de tempo para acostumar-se. Mas depois de relaxar e abstrair o que realmente há no prato é possível perceber a complexidade dos sabores presentes. Para manter a refeição saudável, não opte pelas batatas fritas servidas geralmente de acompanhamento. Espere que amanhã ensino como fiz chips de batata doce que comi junto do steak tartare e que ficaram absolutamente divinas!

Por hoje é só.

Bon appetit!

Descobrindo novos sabores

Adoro descobrir coisas novas na cozinha. Mas confesso que antes quando pensava em polenta tinha na cabeça aquela imagem de palitinhos fritos com um gosto muito marcante de milho que mascarava qualquer outro sabor na b0ca. Nunca gostava muito quando provava em restaurantes italianos ou galeterias da serra gaúcha que frequentava com meus pais.

Entretanto, recentemente descobri que a polenta é um acompanhamento bastante saudável e serve como uma ótima fonte de fibras na alimentação devido ao ingrediente principal, o milho. O truque, então, para manter a alimentação saudável é realmente fugir das versões fritas e optar pela maneira de preparar que asemelha-se ao purê batata. Assim, conseguimos um creme delicioso e criamos uma refeição tipicamente italiana e absolutamente deliciosa.

Polenta cremosa da mamma

Polenta cremosa da mamma

1/4 xíc. de chá de polenta instantânea
1 col. de chá de margarina light
1 col. de sopa de parmesão ralado light
100 g de filé mignon picado
1/2 lata de tomate pelado
1/2 cebola picada
1 dente de alho picado
sal, pimenta calabresa e orégano a gosto

Modo de preparo:
Ferva, em uma panela antiaderente, a quantidade de água indicada na embalagem da polenta instantânea para o preparo de 1/4 de xíc. de chá. Assim que ferver, acrescente a polenta e mexa constantemente até engrossar e obter uma consistência cremosa. Retire do fogo e junte a margarina light e o queijo parmesão ralado. Mexa para incorporar tudo e reserve.
Aqueça outra panela antiaderente em fogo médio e regue com um fio de água. Refogue a carne picada até começar a cozinhar. Acrescente a cebola e o alho picados e refogue até ficarem macios e aromáticos. Junte os tomates pelados e mexa bem para quebrar os pedaços inteiros.
Deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe de 5 a 7 minutos mantendo uma leve fervura até que a carne fique completamente cozida e o molho reduza um pouco. Tempere com sal, pimenta calabresa e orégano a gosto e sirva o molho por cima da polenta cremosa.

Aprendi a comer muitas coisas com a reeducação alimentar que fiz e descobri maravilhas na cozinha que não imaginava que existiam. Entretanto, confesso que os alimentos feitos exclusivamente à base de milho continuam não sendo meus preferidos. O sabor do milho continua bem presente nesta polenta cremosa, mas por algum motivo consegui ultrapassar essa barreira e a combinação da polenta com o molho “bolonhesa” de filé mignon picado ficou delicioso.

Se você gosta de polenta, invista nesta variedade. Além de prática e saudável é super fácil de fazer e fica pronta em menos de 20 minutos. Vale também procurar outros molhos para acompanhar a polenta. Experimente com uma versão à putanesca feita com molho de tomate, azeitonas, alcaparras e aliche picado. Com certeza ficará uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Segurando as pontas

Eu sei que é domingo e pessoas normais dormem até tarde aproveitando que não tem compromissos muito importantes com os quais se preocupar hoje. Mas se você é que nem eu e vive à base do ritmo do seu corpo que acorda cedo mesmo nos finais de semana, nada melhor do que um lanchinho gostoso para saborear no meio da manhã.

Para quem toma café cedo, como eu, é sempre bom fazer uma pequena boquinha no meio da manhã para segurar o estômago até a hora do almoço. Com isso, evitamos chegar ao meio dia verde de fome pronta para atacar qualquer coisa que vier pela frente.

Iogurte com aveia e mel

Iogurte com aveia e mel

1 pote de iogurte natural desnatado
2 col. de sopa de aveia
1 col. de sopa de castanha picada
1 col. de sopa de mel

Modo de preparo:
Despeje o iogurte numa tigela. Por cima, salpique a aveia em flocos e a castanha picada. Regue com o mel e sirva a seguir.

O lanche não precisa ser nada elaborado, algo simples como este iogurte incrementado já é suficiente para segurar as pontas até dar a hora do almoço. Outra vantagem deste lanchinho é que ele satisfaz a vontade de comer doce já que o mel adoça o paladar de maneira mais saudável que açúcar refinado.

Super prático, este iogurte serve tanto como lanche matinal ou como sobremesa leve para depois da refeição. Além de ser super light, a combinação do iogurte com a aveia e a castanha também traz inúmeros benefícios para a saúde. Isso porque o iogurte é ótimo para limpar o intestino e a aveia ajuda a manter o nível do colesterol ruim baixo.

Por hoje é só.

Bon appetit!