É tempo de comemorar

Hoje é um dia especial para mim. Meu querido filho, este blog que venho cultivando com carinho diariamente desde outubro, está completando seis meses de vida! E só tenho que agradecer todos vocês que vem me acompanhando nessa viagem gastronômica e terapêutica na cozinha. Sem o apoio e incentivo diário não teria durado tanto nem seria tão prazeroso para mim. Muito obrigada mesmo!

E para comemorar, uma delícia da minha categoria preferida: os peixes! Sou apaixonada por peixes. Salmão, bacalhau, sardinha, cação, linguado, namorado. Cada um tem seu lugar, sabor e característica especial. A enorme variedade desses animais marítimos nos permite criar diversas receitas deliciosas para saborear no dia a dia.

Steak de atum com vegetais grelhados

Steak de atum com vegetais grelhados

1 posta média de atum fresco
1/2 abobrinha média
1 pimentão verde pequeno
1 dente de alho
suco de meio limão
1 col. de chá de chili em pó
1 col. de chá de cominho em pó
1 col. de sobremesa de azeite
sal a gosto

Modo de preparo:
Corte a abobrinha e o pimentão em pedaços médios. Reserve. Tempere o atum com sal a gosto e reserve. Numa tigela, misture o dente de alho amassado com o azeite, o suco de limão, o chili e o cominho em pó. Com o auxílio de uma colher ou pincel, besunte os vegetais e a posta de atum com a mistura até que tudo fique bem coberto e molhado. Guarde o restinho do molho para auxiliar na hora de grelhar.
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura média-alta. Coloque os vegetais e a posta de atum e grelhe por aproximadamente 3 minutos de cada lado. Se quiser, besunte com mais um pouco do molho reservado quando virar o lado. Cuidado para não passar o ponto do atum. Quando estiver pronto, ele deve desfiar com facilidade com um garfo mas ainda ficar levemente rosa no meio. Sirva acompanhado de arroz selvagem.

O atum é um peixe super conhecido e prático na versão enlatada. Quem nunca abriu uma lata para colocar na salada e deixá-la mais fortificada quando estava sem muito tempo para cozinhar? Entretanto, sempre quis testar postas de atum fresco e depois de achar algumas receitas apetitosas resolvi que já estava em tempo de experimentar. O resultado foi fantástico!

Por sorte consegui acertar o ponto de cozimento perfeitamente! Nessa temperatura média-alta da minha grelha elétrica foram exatamente 7 minutos no total, 4 de um lado e 3 do outro. Uma vantagem que vi nesta receita foi sua praticidade e facilidade. Além disso, ela é super rápida de preparar. Ou seja, não há mais desculpa para não provar o atum na sua versão fresca. O sabor mais delicado do que o da versão enlatada vale a pena o esforço.

Por hoje é só.

Bon appetit!

As vezes o melhor é ficar no básico

As vezes não precisamos de muita imaginação para criar um cardápio super saboroso e saudável. Uma dica para quem não tem muitas ideia inovadoras (como eu) é sempre retornar ao básico e fazer pequenas adaptações a partir disso. Foi o que resolvi fazer hoje para meu almoço.

Peguei uma receita simples e prática de peixe assado e dei alguns pequenos toques a mais para torná-la mais encorpada e rica em vitaminas e minerais. O resultado ficou divino e a combinação de sabores casou super bem. E para deixar tudo ainda mais atrativo, este prato fica pronto em menos de uma hora, ideal para a correria do dia a dia.

Peixe assado com tomate e aspargos

Peixe assado com tomate e aspargos

1 posta de peixe a gosto (sugiro cação ou pescada)
2 rodelas de tomate
2 fatias de cebola
1 col. de sopa de orégano
100 g de aspargo verde fresco
suco de 1 limão
sal a gosto

Modo de preparo:
Tempere a posta do peixe com sal e o suco do limão e deixe marinar numa forma refratária por 30 minutos. Corte as rodelas de cebola e tomate e posicione por cima do peixe. Arrume os aspargos no prato ao lado do peixe, salpique o orégano e leve ao forno pré-aquecido em 200ºC por 20 minutos ou até que o peixe esteja completamente assado. Antes de servir regue com um fio de azeite.

Esta foi a primeira vez que assei aspargos junto com a carne no forno. Geralmente cozinhava na água ou no vapor, mas gostei bem mais desta forma de preparo. Percebi que o sabor do vegetal ficou mais acentuado e não foi perdido como acontece quando ele é submerso na água com sal para cozinhar. Outra opção para não perder muito o sabor das verduras é cozinhá-las no vapor, mas dessa forma é mais demorado e menos prático.

Não canso de falar que sempre vou adorar a combinação tomate salpicado de orégano assado no forno. Estes dois sabores juntos dá um quê de italiano a qualquer prato sem precisar adicionar outros tantos ingredientes gordurosos comuns da culinária típica da Itália. Um bônus para qualquer alimentação saudável e um resultado simplesmente divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!