Testando novidades

Confesso que fica difícil achar novas receitas para experimentar todos os dias para trazer novidades para o blog. Mas eu adoro esse desafio e acabo encontrando ideias diferentes e curiosas navegando por outros site de culinária que existem na internet.

Certo dia achei uma receita cuja foto me impressionou demais. A combinação e o contraste das cores deixaram o prato com uma cara divinamente apetitosa. Tudo por causa do branquinho delicado de um filé de peixe encoberto por uma linda camada de azeitonas pretas picadas. Tive que experimentar.

Tilápia com crosta de azeitona preta

Tilápia com crosta de azeitona preta

1 filé de tilápia
1 col. de sopa de azeitona preta picada
1/2 col. de sopa de farinha de rosca
10 ml de azeite
1 dente de alho amassado
30 ml de vinho branco
tomilho, manjericão, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em 180˚C. Tempere a tilápia com sal a gosto e reserve. Numa tigela, junto a azeitona preta picada bem miúda, com o dente de alho amassado, o tomilho e o manjericão picados. Acrescente o azeite, a farinha e a pimenta a gosto e misture bem até formar uma pasta homogênea.
Arrume o filé de peixe num refratário antiaderente untado com um fio de azeite. Espalhe a mistura de azeitona por cima do filé e derrame o vinho branco em volta dele. Leve para assar no forno pré-aquecido por 20 a 25 minutos ou até atingir o ponto desejado. Sirva com legumes refogados ou cozidos no vapor.

Talvez no final o meu prato não tenha ficado tão bonito quanto na foto da receita original nem tenha ficado como eu esperava que fosse ficar. Mas o sabor estava delicioso e isso é o que importa. Gostei de experimentar esta nova maneira de cozinhar peixes, com uma espécie de lagoa de vinho envolta dele. A técnica assegurou que a tilápia ficasse absurdamente macia e suculenta quando provei.

Também acho que vale usar esta ideia da receita para experimentar com outras combinações. Uma boa opção seria substituir a azeitona preta por alcaparras ou mesmo pimentões vermelhos picados bem pequenos. Para uma versão um pouco mais leve, vale também usar legumes como abobrinhas ou berinjelas para formar a crosta do peixe. Tenho certeza que ficariam divinos também.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Saúde deliciosa

Saladas são ótimas para qualquer ocasião. Seja como entrada do almoço ou refeição completa no jantar, quando bem preparadas, elas conseguem juntar vitaminas, mineiras, fibras, proteínas e carboidratos tudo num só prato. Isso sem contar que contribuem para mantermos uma alimentação sempre saudável.

Com um pouco de imaginação conseguimos elaborar saladas super saborosas e diferentes. Na receita de hoje usei um ingrediente especial: iogurte natural ao estilo grego. Nova onda que está pegando em alguns países, este iogurte é mais concentrado do que o normal e tem uma consistência mais grossa e cremosa (parecida com a de coalhada).

Como ainda não encontrei iogurte grego para vender aqui no Brasil (quando estive nos Estados Unidos vi que já virou moda geral por lá), uso um truque super simples. É só passar iogurte natural desnatado numa peneira. Apesar de ser extremamente fácil, o processo demora um pouquinho. Por isso, o bom é preparar com alguma antecedência.

Salada de macarrão grega

Salada de macarrão grega

82 g de grão de bico cozido
40 g de penne integral
1 pote de iogurte natural desnatado ao estilo grego
suco de 1/2 limão siciliano
1 col. de sobremesa de azeite
1 col. de chá de orégano
1/2 pepino médio
6 tomates cereja
1 col. de sopa de azeitonas pretas fatiadas
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Para preparar o iogurte no estilo grego, pegue uma peneira pequena e cubra com um filtro de coar café. Despeje o iogurte dentro do coador e deixe escorrer a água que soltar dentro de um copo. Cubra com papel filme e deixe na geladeira de 4 à 6 horas. Quanto mais tempo ficar escorrendo, mas cremoso e concentrado ficará.
Cozinhe o macarrão de acordo com as instruções da embalagem. Coe e deixe esfriar completamente. Reserve.
Numa tigela, misture o iogurte concentrado, o azeite, o suco do limão, e o orégano. Prove o sal e corrija a gosto. Corte os tomates ao meio e o pepino em pedaços pequenos. Em outra tigela, junte os tomates, o pepino, as azeitonas, o macarrão cozido em temperatura ambiente e o grão de bico. Acrescente o molho e mexa delicadamente até que a salada fique totalmente coberta. Salpique pimenta-do-reino a gosto e sirva fria acompanhada de folhas verdes e torradinhas integrais.

Adoro saladas completas como esta. O mais prático é que como ela é fria posso prepará-la com antecedência e deixá-la na geladeira para levar e comer no trabalho ou na faculdade.

Quando descobri esta maneira de preparar iogurte grego me encantei. Como ele é mais consistente e cremoso serve perfeitamente para substituir maionese ou creme de leite em praticamente qualquer receita. Isso sem contar que saboreá-lo puro ou com frutas, mel e granola como lanche ou café da manhã também fica uma delícia. Simplesmente amei conhecer mais esta novidade.

Por hoje é só.

Bon appetit!