Alterações singelas

Uma das coisas mais gostosas que podem acontecer na cozinha é uma inspiração que vem do nada e resulta numa refeição deliciosa e fantástica. Às vezes essa inspiração surge de uma simples mistura de duas coisas já conhecidas. Outras vezes basta apenas pegar um molho tipicamente servido com massa e transformá-lo em molho para outra coisa.

O tradicional molho à putanesca é clássico na culinária italiana e faz uma combinação deliciosa com massas diversas. Na receita original os ingredientes incluem tomate, azeitona, alcaparras e aliche. Desta forma já fica super gostoso, mas por alguma razão me deu vontade de omitir o aliche e usar o molho para colocar por cima de um belo filé de tilápia. O prato ficou mais suave e leve mas continuou absolutamente delicioso.

Tilápia à putanesca

Tilápia à putanesca

1 filé de tilápia
1/2 tomate picado
1 col. de sopa de alcaparras
1/2 cebola picada
1 col. de sobremesa de azeite
1 dente de alho amassado
5 azeitonas em rodelas
sal, orégano e pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Tempere o filé de tilápia com sal e pimenta a gosto. Leve para assar numa forma refratária antiaderente em forno médio (200˚C) por aproximadamente 15 minutos ou até que se desmanche com facilidade. Reserve.
Corte o tomate e a cebola em pedaços pequenos e reserve. Aqueça uma panela antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola e o alho até ficarem macios. Acrescente o tomate e mexa bem. Deixe cozinhar por alguns minutos até o tomate começar a murchar e soltar seu suco. Continue mexendo e acrescente as alcaparras e as azeitonas. Ferva por alguns minutos até reduzir e engrossar um pouco. Regue por cima do peixe assado e sirva a seguir.

Apesar da mudança na receita original, sinto que mantive a essência do prato já que combinei o molho com um filé de peixe. Uma vantagem de usar a tilápia e não o aliche é uma redução significativa na quantidade de sal ingerida já que estes filezinhos de peixe são extremamente salgados.

Neste caso acabei servindo a tilápia à putanesca com penne integral mas é possível omitir a massa e optar por outros acompanhamentos. Uma boa pedida é couscous marroquino temperado com um pouco de orégano e limão. E se quiser algo ainda mais sofisticado, prove com uma porção de arroz selvagem. Fica absolutamente sensacional.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s