Sabores agridoces orientais

Nada melhor do que investir no consumo de peixes para manter uma alimentação balanceada e saudável. Isso porque os frutos do mar de modo geral são ricos em ômega 3, um tipo de gordura insaturada indispensável para abaixar os níveis do colesterol ruim e aumentar o nível do colesterol bom no sangue.

O salmão constitui uma das melhores fontes de ômega 3 entre os peixes. Delicioso e com sabor bem característico, pode ser saboreado de inúmeras maneiras. A culinária japonesa investe pesado no consumo de salmão na forma de sushis e sashimis. Mas para quem não gosta muito de comer peixe cru, pode preparar um belo filé de salmão com molhos deliciosos para acompanhar, como na receita divina de hoje.

Salmão assado ao molho de maracujá

Salmão assado ao molho de maracujá

1 filé de salmão (120 g)
polpa de 1 maracujá azedo
1/4 de pote de iogurte desnatado
1/2 col. de sopa de shoyu light
1/2 col. de sopa de azeite
1/2 col. de sobremesa de mel

Modo de preparo:
Posicione o filé de salmão numa forma refratária antiaderente. Regue com um fio de azeite e leve ao forno pré-aquecido em 180ºC por 20 minutos para começar a assar.
Para o molho, misture a polpa do maracujá, o iogurte, o shoyu, o azeite e o mel numa tigela. Mexa bem até formar uma pasta homogênea. Regue o salmão com o molho e volte para o forno por mais 5 minutos para terminar de assar. Sirva a seguir.

Por mais que o salmão tenha bastante gordura boa, é sempre bom regar com o mínimo de azeite ao colocá-lo para assar para evitar que fique muito seco. Normalmente evito usar óleos ou azeite quando cozinho pois a gordura boa do azeite se transforma em gordura ruim quando aquecido. Entretanto, usar bem pouquinho de vez em quando não chega a comprometer completamente uma alimentação saudável.

O molho de maracujá preparado desta maneira fica absolutamente divino. Isso porque mistura o azedinho do maracujá e do iogurte com o docinho do mel formando um sabor agridoce fantástico. Além disso, o shoyu ajuda a dar um toque oriental à receita, transformando este molho no acompanhamento perfeito para peixes como o salmão.

Por hoje é só.

Bom appetit!

Anúncios

O poder da imaginação dária

Por morar sozinha, estou sempre procurando receitas para fazer nas quais possa usar os ingredientes que já tenho em casa. Isso porque ninguém aguenta ficar comprando mil ingredientes diferentes diariamente para preparar pratos sofisticados. (Sem contar que o bolso agradece bastante também.)

Por esse motivo, resolvi pegar uma receita que encontrei e modificá-la um pouco para incorporar os recheios que tinha sobrando na geladeira. Na receita original, a sugestão era rechear o filé de frango com espinafre. Entretanto, achei que seria interessante testar com recheio de shimeji e aspargos. No fim posso afirmar que a mistura ficou sensacional. Mais um pontinho pra minha evolução como cozinheira criadora de pratos diferentes.

Frango recheado

Frango recheado

1 filé de peito de frango (100 g)
2 talos de aspargo verde fresco
100 g de shimeji
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Abra o filé de frango e dê leves batidas para que fique bem fininho. Tempere com sal e pimenta a gosto e reserve.
Numa panela antiaderente, ferva 200 ml de água e coloque os aspargos e o shimeji para cozinhar por 5 minutos. Desligue o fogo, corte os aspargos em tiras fininhas e separe os talinhos do shimeji do caule.
Arrume os vegetais no centro do frango e enrole fechando com palitos para firmar. Leve à geladeira por 30 minutos para pegar a forma.
Pré-aqueça o forno em temperatura média (200ºC) e leve o frango para assar numa forma refratária antiaderente por aproximadamente 20 minutos. Sirva a seguir.

O bom desta receita é que ela realmente se adapta bem a qualquer situação ou gosto pessoal. A verdade é que é super fácil rechear carnes, basta apenas um pouquinho de prática e paciência, mas na segunda tentativa você já vai estar craque. Além disso, rechear filés, sejam eles de frango ou de carne vermelha, é uma ótima maneira de incorporar mais legumes e vegetais na alimentação diariamente, hábito super importante na busca por uma vida mais saudável.

E para quem quiser preparar um prato diferente com um toque festivo neste final de ano, vale rechear o filé de frango com ricota e geleia de frutas vermelhas ou damasco. Além de dar um gostinho doce ao prato, fica uma delícia para saborear junto com um salpicão ou salada de lentilhas. São inúmeras possibilidades para tornar a ceia de natal mais original. Quem disse que precisa ficar sempre no peru assado, não é mesmo?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Combinações leves e altamente saborosas

Já está mais do que comprovado que comer um pote de iogurte natural por dia trás inúmeros benefícios para a saúde. Além de colaborarem para um bom funcionamento do intestino, por serem derivados do leite, os iogurtes são ótimas fontes de proteína e cálcio.

O ideal é sempre procurar consumir a versão natural e desnatada, eliminando assim uma boa quantidade de gordura saturada desnecessária. Entretanto, há quem não goste do sabor azedinho do iogurte desnatado e acaba procurando as versões com sabores de frutas que vem carregadas de açúcar.

A receita que vou compartilhar hoje é uma ótima pedida para um lanche da manhã ou mesmo uma sobremesa mais leve depois de um almoço de domingo em família. Natural, saudável e super saborosa, a combinação do iogurte desnatado com frutas frescas e mel mascara o sabor azedo e dá ao paladar um delicioso gostinho doce sem acrescentar calorias vazias. Quer solução melhor?

Iogurte natural com frutas e mel

Iogurte natural com frutas e mel

1 pote de iogurte natural desnatado (170 g)
15 cerejas frescas
1 col. de sobremesa de mel
canela em pó a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, despeje o conteúdo de 1 pote de iogurte natural desnatado. Corte as cerejas em pedaços para remover o caroço e despeje dentro da tigela. Regue com o mel e a canela em pó e mexa delicadamente. Sirva a seguir.

Sei que essa combinação de ingredientes e essa receita não é nada inovadora – qualquer livro de receitas saudáveis ou dietas com base na alimentação balanceada sugere fazer o que fiz. Entretanto, esta versão com mel e canela eu tirei da minha cabeça.

Como já comentei anteriormente, adoro canela e acho que ela cai bem em qualquer preparação doce. Posso afirmar sem medo que aqui não foi diferente! Já o mel eu acrescentei para deixar o meu lanche um pouco mais diferente e sofisticado. Entretanto, confesso que achei desnecessário pois eu gosto do azedinho do iogurte desnatado. De qualquer maneira, fica uma delícia para quem preferir saborear este lanchinho com sabor mais doce.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Iguarias deliciosas

A receita que vou compartilhar hoje é bastante especial para mim. Desde que vim morar em São Paulo me apaixonei pela culinária japonesa e todas as delícias que ela tem para oferecer. Isso inclui principalmente os diversos sushis e sashimis feitos com peixe cru, iguaria que anteriormente jurava que jamais conseguiria apreciar.

Pois bem, provei e me deliciei. Desde então, venho querendo fazer algo com peixe cru para saborear no aconchego da minha casa. E foi aí que achei esta receita. Absurdamente fácil – claro, não precisa cozinhar nada – ela ficou ainda mais deliciosa do que eu poderia imaginar. Há várias maneiras de preparar um tartare, mas este achei ideal para fazer num jantarzinho íntimo comigo mesma. Uma delícia.

Tartare de salmão

Tartare de Salmão

150 g de salmão limpo, sem pele e sem gordura cortado em cubinhos
1/2 cebola picada em cubinhos
3 alcaparrões picados
1 limão
sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Ao comprar o salmão, peça para o peixeiro limpá-lo, tirar a pele, espinhas e gordura aparente e cortá-lo em cubinhos de aproximadamente 0,5 cm. (Acredite, isso facilita bastante a vida na hora de preparar o prato.)
Numa tigela, misture os pedaços de salmão com a cebola e os alcaparrões picados. Tempere com sal e pimenta a gosto e arrume numa tigela individual com aro. (Caso não tenha uma, como eu, uma forminha tipo ramekin funciona perfeitamente.)
Leve à geladeira por 30 minutos antes de servir para firmar no formato. Na hora de servir, desenforme, regue com o suco do limão e decore com uma rodela de limão.

Fiquei absolutamente encantada com este prato. Digamos que ele se aproxima muito mais do ceviche peruano do que dos sushis ou sashimis japoneses, mas o que vale é o sabor delicioso do salmão fresco consumido cru. Por isso mesmo, lembre-se de regar com o suco do limão apenas no momento de servir já que o ácido cítrico da fruta começa a decompor as proteínas do peixe e acaba “cozinhando-o”.

No fim o tartare fica uma delícia puro, mas sugiro servir com torradinhas integrais para acompanhar. E mesmo não sendo exatamente japonês, vale comer com hashi. Porque, convenhamos, tem jeito mais gostoso de comer peixe cru do que com esses pauzinhos? Claro que não!

Por hoje é só.

Bon appetit!

Juntando o útil ao altamente agradável

Frutas são perfeitas para qualquer ocasião. Além de altamente nutritivas, são super ecléticas e caem muito bem no café da manhã, lanche da tarde ou até mesmo para emagrecer sobremesas deliciosas. E para provar que esse grupo alimentar tem tudo do bom o do melhor, as frutas também dão um toque especial a vários pratos salgados.

Uma em especial ainda traz mais um benefício. O abacaxi é rico em bromelina, enzima responsável pela quebra das proteínas. Por esse motivo, uma ótima pedida para acompanhar carnes ou aves são fatias de abacaxi que, quando chegam ao estômago, ajudam na digestão e evitam aquela sensação super desagradável de barriga estufada tão comum depois do almoço. Isso sem contar que o sabor do prato fica absolutamente divino.

Filé de frango com abacaxi grelhado

Filé de frango com abacaxi grelhado

100 g de peito de frango cortado em cubinhos
2 rodelas médias de abacaxi (aproximadamente 80 g)
1/4 de cebola picada
1 dente de alho picado
suco de 1 limão
1 col. de sopa de shoyu light
sal, pimenta-do-reino, salsinha e sálvia a gosto

Modo de preparo:
Tempere o peito de frango com sal, pimenta e as ervas a gosto. Regue com o suco de limão e o molho shoyu e deixe marinar na geladeira por 1 hora.
Despeje o frango juntamente com a marinada numa frigideira antiaderente e cozinhe em fogo médio até que o frango esteja quase pronto (aproximadamente 8 minutos). Abra um espaço na frigideira e coloque as fatias de abacaxi para pegar o gosto e aquecer um pouco. Vire para dourar ambos os lados. Sirva o frango arrumado sobre as rodelas de abacaxi.

Além de todas as vantagens que já falei de juntar abacaxi com carnes num mesmo prato, esta receita é melhor ainda por ser extremamente simples, rápida e divinamente deliciosa. Se o azedinho do abacaxi já é suficiente para deixar qualquer refeição mais saborosa, o fato do frango ter sido marinado no suco de limão e no shoyu, proporciona uma mistura de sabores espetaculares.

E mais, por já ter um gosto bastante característico, este prato não precisa, e nem deve ter, acompanhamentos muito elaborados. Sugiro preparar um arroz integral simples ou um espaguetti integral sem molho para comer junto do frango com abacaxi. O bom é que o caldinho da fruta já é suficiente para molhar o arroz ou a massa e tornar o prato simplesmente perfeito.

Por hoje é só.

Bon appetit!

As vezes o melhor é ficar no básico

As vezes não precisamos de muita imaginação para criar um cardápio super saboroso e saudável. Uma dica para quem não tem muitas ideia inovadoras (como eu) é sempre retornar ao básico e fazer pequenas adaptações a partir disso. Foi o que resolvi fazer hoje para meu almoço.

Peguei uma receita simples e prática de peixe assado e dei alguns pequenos toques a mais para torná-la mais encorpada e rica em vitaminas e minerais. O resultado ficou divino e a combinação de sabores casou super bem. E para deixar tudo ainda mais atrativo, este prato fica pronto em menos de uma hora, ideal para a correria do dia a dia.

Peixe assado com tomate e aspargos

Peixe assado com tomate e aspargos

1 posta de peixe a gosto (sugiro cação ou pescada)
2 rodelas de tomate
2 fatias de cebola
1 col. de sopa de orégano
100 g de aspargo verde fresco
suco de 1 limão
sal a gosto

Modo de preparo:
Tempere a posta do peixe com sal e o suco do limão e deixe marinar numa forma refratária por 30 minutos. Corte as rodelas de cebola e tomate e posicione por cima do peixe. Arrume os aspargos no prato ao lado do peixe, salpique o orégano e leve ao forno pré-aquecido em 200ºC por 20 minutos ou até que o peixe esteja completamente assado. Antes de servir regue com um fio de azeite.

Esta foi a primeira vez que assei aspargos junto com a carne no forno. Geralmente cozinhava na água ou no vapor, mas gostei bem mais desta forma de preparo. Percebi que o sabor do vegetal ficou mais acentuado e não foi perdido como acontece quando ele é submerso na água com sal para cozinhar. Outra opção para não perder muito o sabor das verduras é cozinhá-las no vapor, mas dessa forma é mais demorado e menos prático.

Não canso de falar que sempre vou adorar a combinação tomate salpicado de orégano assado no forno. Estes dois sabores juntos dá um quê de italiano a qualquer prato sem precisar adicionar outros tantos ingredientes gordurosos comuns da culinária típica da Itália. Um bônus para qualquer alimentação saudável e um resultado simplesmente divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Revitalizando sobras deliciosas

Quem mora sozinho sabe: mesmo quando tentamos preparar o almoço fazendo uma porção só sempre acaba sobrando um pouquinho aqui, outro pouquinho ali. E a pior coisa do mundo é chegar no final da semana e ver-se obrigado a jogar fora todos esses restinhos de comida super saborosos e perfeitamente comíveis.

Pensando nisso, resolvi pegar alguns restos que tinha na geladeira para preparar um almoço deveras criativo, colorido e prático. A combinação ficou tão boa que serve até para preparar especificamente com essa finalidade e não necessariamente esperar ter sobras para revitalizar. Por isso, resolvi criar esta receita.

Spaghetti ao frango cítrico com brócolis

Spaghetti ao frango cítrico com brócolis

70 g de spaghetti integral
70 g de brócolis cozido picado
90 g de peito de frango
suco de 1 limão tahiti
suco de 1 limão siciliano
2 col. de sopa de mostarda escura
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Ferva 200 ml de água e cozinhe o brócolis durante 8 minutos até ficar macio e al dente. Pique em pedacinhos e reserve.
Corte o peito de frango em pedaços grandes e tempere com pimenta a gosto. Numa frigideira antiaderente, esprema os dois limões e coloque os pedaços de frango para cozinhar no suco. Vire constantemente para que cozinhe de ambos os lados. Quando começar a branquear (após 2 ou 3 minutos), adicione a mostarda e mexa bem para formar o molho. Continue mexendo o frango e deixe cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 10 minutos até o molho engrossar um pouco. Quando estiver pronto, desligue o fogo e reserve.
Em outra panela, ferva 500 ml de água e coloque o spaghetti. Cozinhe por 5 minutos até ficar al dente. Escorra o macarrão e arrume num prato. Pegue o frango cozido e corte em pedaços menores. Junte ao brócolis picado e mexa bem. Despeje a mistura por cima do spaghetti e sirva em seguida.

Acho que deu para notar que o frango é aquele mesmo ao limão e mostarda que fiz e publiquei a receita alguns posts atrás. Como sobrou um pouco na minha geladeira, resolvi pegar um pouco de brócolis e cozinhar para misturar com o frango e usar como molho do macarrão instantâneo integral da Mãe Terra do qual também já falei algumas vezes aqui no blog.

No fundo, adoro brincar com possibilidades novas e criar molhos divertidos e saudáveis para comer com macarrão. A massa não precisa ser uma vilã numa dieta saudável e balanceada. A chave está em preparar os molhos de maneira que não fiquem carregados de gordura e calorias desnecessárias.

Para isso, fuja dos queijos gordurosos e outros molhos à base de creme de leite. Invista sempre numa proteína magra, como o peito de frango, e legumes diversos. Assim, o macarrão fica saboroso e não pesa tanto na balança. Outra dica é sempre optar pela versão integral que contêm fibras e ajuda a saciar por mais tempo.

Por hoje é só.

Bon appetit!