Abrindo a despensa

Quando faltam ideias do que preparar para o almoço às vezes nem precisamos ir muito longe para arranjar uma refeição completa. Abrindo a geladeira ou despensa conseguimos encontrar um mundo de coisas esquecidas que juntas formam algo inusitado e delicioso.

Alias, inspirações podem surgir dos lugares mais inusitados. Muitas vezes nem é preciso muita variedade de ingredientes para deixar um prato simplesmente perfeito. Para a dica de hoje juntei restos que tinha em casa e resolvi incrementar um pedaço esquecido de peixe que tinha no congelador. A combinação ficou fantástica.

Cação ao molho de tomate com espinafre

Cação ao molho de tomate com espinafre

1 posta média de cação
1/2 lata de tomate pelado
50 g de espinafre
sal, pimenta-do-reino, sálvia e orégano a gosto

Modo de preparo:
Tempere o cação com sal, pimenta e sálvia a gosto e asse numa forma refratária antiaderente por aproximadamente 20 minutos em fogo médio (200˚C).
Numa panela antiaderente, despeje 1/2 lata de tomates pelados. Quando levantar fervura, abaixe o fogo e cozinhe em fogo brando por aproximadamente 5 minutos. Tempere com sal e orégano a gosto e leve ao multiprocessador até formar um molho homogêneo. Retorne à panela e acrescente as folhas de espinafre inteiras. Cozinhe em fogo brando até o espinafre murchar um pouco (aproximadamente 3 minutos).
Regue o cação assado com o molho de tomate e sirva em seguida.

É incrível o que um simples molho de tomate caseiro com espinafre refogado consegue fazer para deixar uma refeição mais sofisticada. Alias, a combinação de tomate com espinafre cai bem com quase qualquer prato e é tão simples de preparar que qualquer pessoa consegue.

Além de super saboroso, este prato contem diversos benefícios que ajudam a manter uma alimentação saudável e balanceada. O espinafre é uma ótima fonte de ferro e o peixe branco proporciona uma excelente quantidade de proteína magra. Leve e gostoso, esta receita cai bem em qualquer dia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Três em um

Começar o almoço ou jantar com saladas é uma ótima maneira de tornar a refeição mais saudável e ajuda a manter uma alimentação bastante equilibrada. Mas como fazer para não cair no tédio de sempre fazer a mesma coisa? Só alface, tomate, cebola todos os dias enjoa rápido, não é mesmo?

A boa notícia é que existem inúmeras receitas para preparar saladinhas simples e super saborosas. Na verdade, às vezes nem é preciso uma receita fechada. O bom da salada é que a imaginação é quem comanda. Aproveite o dia para visitar a feira do bairro, passeie pelas verduras e legumes e deixe a inspiração bater. O que fazer para a salada hoje?

Salada #1 – Brotos orientais

Salada #1 - Brotos orientais

1 prato de sobremesa de agrião
1 rabanete
1 punhado de broto de feijão
1 punhado de broto de alfafa
2 col. de sopa de vinagre balsâmico
1 col. de sopa de azeite
1 col. de café de gengibre em pó

Modo de preparo:
Lave bem as folha de agrião e arrume num prato. Fatie o rabanete em fatias bem finas, quase transparentes, com o auxílio de um cortador de legumes. Arrume por cima das folhas. Por fim, decore com um punhado de broto de feijão e um punhado de broto de alfafa.
Numa tigela, misture o vinagre balsâmico, o azeite e o gengibre em pó. Regue por cima da salada e sirva a seguir. Esta salada é ótima para acompanhar menus orientais de peixes grelhados ou sushis sofisticados.

Salada #2 – Caprese light

Salada #2 - Caprese light

1 tomate
2 col. de sopa de queijo cottage ou ricota
folhas de manjericão
azeite a gosto

Modo de preparo:
Corte o tomate em rodelas e arrume num prato de sobremesa. Separe o queijo e posicione no centro das fatias de tomate de forma que cada rodela tenha a mesma quantidade. Coloque uma ou duas folinhas de manjericão fresco em cada fatia e regue com azeite a gosto. Sirva a seguir. Esta salada é ótima para deixar uma refeição tipicamente italiana com massas e molhos mais leve sem perder o sabor.

Salada #3 – Espinafre com laranja

Salada #3 - Espinafre com laranja

1 prato de sobremesa de espinafre fresco
1 laranja
azeite e suco de limão a gosto

Modo de preparo:
Lave bem as folhas de espinafre e arrume num prato de sobremesa. Descasque a laranja e corte em gomos. Posicione os gomos por cima do espinafre formando uma roda. Regue com azeite e o suco de 1 limão a gosto. Sirva a seguir.
Esta salada é ótima para acompanhar pratos de carne vermelha. O próprio espinafre já tem bastante ferro, assim como a carne, e a laranja e o suco de limão são ótimas fontes de vitamina C que auxiliam a absorção desse mineral tão importante para o corpo.

Com este post, resolvi dar algumas sugestões de saladas fáceis e deliciosas que ajudam a transformar qualquer refeição em algo especial. O legal destas entradas é que elas trazem um colorido sensacional ao prato e estão recheadas de ingredientes crocantes e fresquinhos.

Adoro inventar saladas novas, mas também me divirto fazendo sugestões de outras saladas que encontro nos livros de receitas que tenho. Casualmente, estas três foram criações minhas e todas ficaram fantásticas. Mal posso esperar o próximo dia de feira para passear e aproveitar para deixar minha inspiração fluir. O que será que vou preparar para a salada de hoje?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Deixando a preguiça de lado

É incrível o que alguns simples temperos conseguem fazer com um pedaço de frango. Sempre que ando sem muita imaginação ou estou com preguiça de preparar algo muito elaborado, tiro da gaveta receitas altamente saborosas que são extremamente simples de fazer.

O visual geralmente não faz jus aos sabores e à primeira vista as receitas indianas parecem mais difíceis de preparar do que realmente são. A grande maioria, no fundo, é simplesmente uma mistura muito inteligente e surpreendente de especiarias e temperos divinos típicos da região. A receita de hoje parece simples, e é, mas o sabor é tão sofisticado quanto qualquer outro.

Frango tandoori

Frango tandoori

1/2 peito de frango cortado em dois
1/4 cebola picada
1/2 col. de chá de gengibre em pó
1 dente de alho
1/2 pote de iogurte natural desnatado
suco de 1/2 limão
1 col. de chá de paprika
1 col. de chá de cominho em pó
1 col. de chá de noz moscada em pó
1/2 col. de chá chili em pó
sal a gosto

Modo de preparo:
Junte num multiprocessador a cebola, o gengibre e o alho e triture bem até ficar tudo em pedaços bem pequenos. Acrescente o iogurte, a paprika, o cominho, a noz moscada e o suco de limão. Misture mais um pouco apenas para terminar de incorporar todos os temperos.
Coloque o frango e a mistura de temperos num saquinho de plástico e deixe marinando na geladeira de 8 a 24 horas. Depois desse tempo, descarte o molho da marinada, aqueça uma frigideira antiaderente e coloque os pedaços de frango para cozinhar. Vire o frango de vez em quando para cozinhar de maneira uniforme. Deixe de 6 a 10 minutos ou até assar por completo. Sirva com arroz integral e legumes ao vapor ou couscous de quinoa.

O preparo prévio do prato até chega a ser demorado já que o frango deve ficar marinando por várias horas. Mas isso é feito para que a carne consiga incorporar por completo todos esses sabores deliciosos vindos dos temperos e especiarias acrescentadas à marinada.

Desconsiderando esse fato, a receita na verdade é bastante fácil de preparar e não envolve técnica ou conhecimento sofisticado algum. A melhor parte é que o sabor é tão espetacular que o prato pode ser feito para um almoço solitário qualquer ou para um jantar especial à dois.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Festinha com as amigas

Domingo pode já estar terminando mas ainda dá tempo de preparar uma delícia para saborear de sobremesa no jantar. Esta de hoje não é nada light, mas de vez em quando vale a pena deixar a vida regrada de lado e fugir para o paraíso dos doces proibidos.

Super fácil, esta sobremesa não requer muitos ingredientes nem muito tempo para ficar pronta. O único porém é acertar o ponto, mas para quem já é craque em fazer doces como brigadeiro com certeza vai saber o tempo certinho para deixar esta delícia perfeita.

Cocada mole

Cocada mole

1 xic. de chá açúcar ou adoçante para forno e fogão
1 copo de água
1 canela em pau
1 cravo-da-índa
1 xic. de chá de coco ralado
1 col. de chá de margarina light
6 gemas

Modo de fazer:
Ferva o açúcar com a água, a canela e o cravo numa panela antiaderente até obter um caldo em ponto de fio grosso. Acrescente o coco ralado e deixe ferver em fogo baixo por 10 minutos. Junte a margarina e mexa bem.
Deixe esfriar completamente antes de adicionar as gemas. Misture bem para incorporar completamente e leve de novo ao fogo brando. Cozinhe mexendo delicadamente até engrossar (aproximadamente 10 minutos). Sirva em temperatura ambiente.

Rende 10 porções.

Amo cocada de paixão. Nos dias que tenho liberado para comer um docinho geralmente dou preferência para esta delícia. Alias, adoro qualquer sobremesa com coco. Certamente a cocada tradicional é mais prática para guardar em grandes quantidades ou preparar para festas. Mas esta versão mole é deliciosa como substituto do clássico beijinho.

Aproveite a noite de premiações do Oscar de hoje para juntar várias amigas e fazer uma panela desta cocada mole. Sentem-se na frente da TV e peguem uma colher para cada uma. O melhor é comer o doce direto da panela sem ter que se preocupar com mais louça para lavar. Não deixa de ser outra opçõe super saborosa para o tradicional brigadeiro de panela.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Inspirações diversas

Desde a primeira vez que dei uma chance real ao tofu me apaixonei perdidamente. No começo ainda era um pouco conservadora, só comia acompanhado de receitas orientais e preparadas da maneira mais simples possível. É incrível como um pouquinho de shoyu e cebolinha picada são suficientes para deixar esse queijinho de soja delicioso.

Mas para não correr o risco de enjoar ou cair na mesmice, estou sempre procurando novas maneiras de preparar este prato super saboroso e extremamente leve. Desta vez achei uma receita pra lá de inusitada. Ficou tão absolutamente fantástica que nem sei como descrever por completo. Para quem nunca provou tofu, esta é uma ótima maneira de começar.

Tofu texano

Tofu texano

200 g de tofu firme
100 g de abobrinha
100 g de milho em conserva
1 1/2 col. de chá de pimenta chili em pó
1 col. de chá de cominho em pó
30 g de salsa molho para taco
1 col. de sopa de cebolinha picada
azeite, sal e coentro a gosto

Modo de preparo:
Descarte a água da embalagem do tofu. Enrole o queijo com papel toalha e esprema com cuidado para retirar o excesso de líquido. Corte em cubos pequenos e esfarele com os dedos para ficar em pedaços menores. Numa frigideira antiaderente refogue o tofu com a pimenta chili, o cominho e sal a gosto. Mexa sempre de 4 a 6 minutos ou até ficar levemente dourado. Transfira para um prato e reserve.
Na mesma frigideira antiaderente, refogue a abobrinha cortada em cubos, o milho em conserva e a cebolinha picada. Mexa por alguns minutos até ficarem macios. Retorne o tofu à frigideira e mexa mais alguns segundo para misturar tudo e aquecer por completo. Sirva com o molho para taco e regue com azeite e coentro a gosto.

Tofu texano no pão folha

Diferente das receitas orientais tradicionais, este tofu traz um toque picante Tex-Mex que deixa o prato delicioso. A consistência esfarelada do tofu chega a assemelhar-se a um ovo mexido, funcionando perfeitamente bem como substituto de omelete diferente.

Outra sugestão que tenho é preparar o tofu e reservar metade dele para rechear uma tortilha ou unidade de pão folha, fazendo assim um burrito mais leve. O resto pode ser saboreado puro mesmo com mais uma colher de molho de taco ou até um pouco de guacamole. No fim fica uma refeição completamente deliciosa.

Por hoje é só.

Bom appetit!

Simplicidade completa

Sempre em busca de receitas novas e divertidas, principalmente para saladas diferentes e saborosas, esbarrei numa que me pareceu ser deliciosa. Super simples mas bem completa, ela realmente ficou absurdamente saborosa e já entrou na minha lista de preferidas que pretendo repetir.

O ingrediente principal é nosso querido e já conhecido grão super poderoso e completo: a quinoa. Bastante eclética, a quinoa é um excelente aditivo a diversos pratos como saladas, pães ou massas. Inclusive pode ser saboreada pura regada apenas com um fio de azeite. Pelo seu sabor adocicado, não requerer nada além dela própria para torná-la bastante saborosa.

Salada de quinoa com maçã verde

Salada de quinoa com maçã verde

1/4 de xíc. de quinoa em grãos
3 ou 4 fatias de peito de peru light (60 g)
1 maçã verde
1/2 pepino médio
azeite e suco de limão a gosto

Modo de preparo:
Cozinhe a quinoa de acordo com as instruções da embalagem. Deixe esfriar e reserve.
Corte a maçã verde e o pepino em cubinhos e o peito de peru em tiras finas.

montagem
Arrume a quinoa em metade do prato e regue com azeite a gosto. Coloque a mistura de maçã verde e pepino na outra metade do prato e tempere com suco de limão a gosto. Por cima de tudo, arrume as fatias de peito de peru. Sirva frio.

Rica em aminoácidos essenciais, a quinoa é um alimento indispensável para aqueles que seguem uma alimentação vegetariana. Isso porque, ao não comer carne, fica mais difícil atingir a quantidade de proteína necessária para manter uma alimentação balanceada e completa.

O sabor refrescante e crocante da maçã verde e do pepino contrastam brilhantemente com o adocicado suave da quinoa. Além disso, o limão espremido por cima da maçã ajuda a mantê-la fresquinha além de acrescentar um toque azedinho super saboroso. No fim, a combinação de sabores simples desta salada transformam-se numa mistura inusitada mas altamente prazerosa. Mais uma vez provando que não é preciso muito para tornar uma refeição saudável em algo extremamente sofisticado e delicioso.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Ideal para o dia a dia

Muitas pessoas (eu inclusive) morrem de preguiça de fazer lagarto pelo trabalho que dá. Ainda por cima, precisa ter uma boa panela de pressão para cozinhar da maneira clássica sem gastar horas na cozinha. Entretanto, esses dias descobri que é possível comprar o lagarto já fatiado no supermercado para assá-lo no forno.

Simples e saboroso, o lagarto é um corte bastante saudável de carne vermelha. Com pouca gordura saturada é uma ótima opção para o dia a dia, além de ser uma excelente fonte de ferro. Isso sem contar que é extremamente saborosa e, por ter um sabor delicado, combina com diversos acompanhamentos.

Lagarto com purê de abóbora

Lagarto com purê de abóbora

2 fatias médias de lagarto
200 g de abóbora
1/4 de cebola
1 dente de alho
15 ml de leite de coco light
sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Tempere a carne com sal e pimenta-do-reino a gosto e leve para assar numa forma refratária antiaderente em forno médio (200˚C) até cozinhar completamente (de 20 a 25 minutos).
Corte a abóbora e a cebola em pedaços grosseiros. Ferva 500 ml de água e cozinhe a abóbora junto com os pedaços de cebola até ficarem macios (aproximadamente 20 minutos). Descarte a água e coloque tudo num multiprocessador junto com o dente de alho picado. Triture até formar uma mistura homogênea. Acrescente o leite de coco e mexa com uma colher para juntar. Sirva as fatias de carne cobertas pelo purê de abóbora.

Muito simples e saboroso, o purê de abóbora funciona super bem como substituto do clássico purê de batata em qualquer ocasião. A maneira como eu preparei é uma das mais fáceis, mas há diversas opções e variações possíveis. Para deixá-lo mais interessante, basta escolher outros ingredientes para adicionar à mistura e formar um temperinho especial.

A pouquíssima quantidade de leite de coco que incluí na receita funciona apenas para dar uma consistência mais cremosa ao purê. Seu gosto tão característico é praticamente imperceptível, mas se você preferir pode muito bem trocá-lo por leite desnatado normal. Outra opção é misturar um pouco de creme de leite light ao purê.

Por hoje é só.

Bon appetit!