Na correria básica de todos os dias

Correria tem sido a palavra básica dos meus dias ultimamente. Mal tenho tempo de respirar, quanto mais pensar em algo elaborado para preparar para o almoço. Como imagino que esta seja a realidade de muitos de vocês, nada melhor do que compartilhar algumas das minha receitas chave para dias como esses.

Geralmente acho boas ideias nos sites que frequento e faço apenas algumas poucas modificações para ficarem mais práticas ainda. Esta de hoje pedia grão de bico, mas como tinha ervilha e vagem em casa resolvi adaptar para facilitar minha vida. No fim ficou super saboroso mostrando que na cozinha praticamente qualquer combinação é válida.

Frango à italiana

Frango à italiana

1 peito de frango
50 g de ervilha em conserva
100 g de vagem congelada
50 g de pimentão vermelho picado
1/2 lata de tomate pelado
50 g de cebola picada
1 dente de alho amassado
azeite, sal, pimenta, salsinha, manjericão e orégano a gosto

Modo de preparo:
Corte o peito de frango em cubos médios e tempere com sal e pimenta a gosto. Aqueça uma panela antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola e o alho até ficarem macios e aromáticos. Acrescente o frango e mexa para começar a dourar.
Junte metade de uma lata de tomate pelado, e a vagem congelada. Deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe de 5 a 7 minutos mantendo uma leve fervura até que o frango fique pronto. Por fim, acrescente o pimentão picado, a ervilha e tempere com salsinha, manjericão e orégano a gosto. Sirva com arroz integral ou macarrão al dente.

Adoro pratos rápidos e completos como este que ficam prontos em menos de 20 minutos. A praticidade de ter legumes congelados facilita demais a vida de quem, como eu, vive na correria. Apesar de parecer menos saudável que os frescos, na verdade os vegetais congelados retêm todo seu valor nutricional e não deixam a desejar em nada em comparação com as versões compradas na hora.

O mais importante para lembrar quando se vive em constante correria é ter ingredientes básicos guardados no congelador e na despensa. Tendo sempre uma lata de tomate pelado, pacotes de verduras congeladas e carnes guardadas em porções individuais no freezer é possível preparar uma bela refeição sem o menor esforço. Melhor impossível, não?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Buscando sabores novos

Quando pensamos em saladas muitas pessoas pensam em coisas sem graça, só com alface e tomate, certo? Entretanto, o mundo das saladas é incrivelmente diverso e pode trazer uma combinação de ingredientes inusitados e deliciosos. Adoro fazer saladinhas para acompanhar um sanduíche natural quando janto na faculdade. Por isso, estou sempre procurando receitas novas e interessantes.

Já compartilhei várias dicas super saborosas aqui no blog. A de beterraba com espinafre e feijão branco é uma das minhas preferidas, mas tem também opções mais simples como a de grão de bico ou a de soja. E para deixar sua salada ainda mais gostosa, tenho também algumas sugestões de molhos deliciosos.

Salada de escarola, milho e feijão branco

Salada de escarola, milho e feijão branco

10 folhas de escarola
100 g de vagem
50 g de milho
125 g de feijão branco em conserva
azeite, vinagre de vinho branco, salsinha e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:
Abra a lata de feijão branco em conserva e escorra o líquido que vem dentro. Lave bem o feijão em água corrente para tirar o excesso de sal. Reserve numa tigela.
Cozinhe a vagem em água fervente por 2 ou 3 minutos até ficar al dente. Escorra e transfira para um banho de água fria com gelo para parar o cozimento e ficar crocante. Junte o milho e a vagem na tigela com o feijão branco reservado. Mexa bem para misturar tudo.
Aqueça uma frigideira antiaderente e regue com um fio de azeite. Corte as folhas de escarola em tiras e leve à frigideira para refogar. Mexa por alguns minutos até murchar bem. Acrescente a escarola refogada aos outros ingredientes e tempere com azeite, vinagre, salsinha e pimenta do reino a gosto. Sirva de acompanhamento no seu jantar.

Como esta receita inclui refogar as folhas de escarola o legal é comê-la assim que ficar pronta para poder saborear tudo com uma temperatura levemente aquecida. Entretanto, nada impede que você prepare esta salada para levar de almoço ou jantar no seu trabalho. Nesse caso, não esqueça de deixar esfriar completamente antes de tampar o pote para não criar gotinhas de umidade.

Adorei esta nova salada que encontrei. A combinação suave das folhas de escarola refogadas casou perfeitamente com o leve sabor adocicado do feijão branco e do milho. Além disse, a vagem crocante deu mais uma dimensão de textura ao produto final.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Brincando de criar

Não acontece sempre, mas ultimamente tenho usado meus “dotes” culinários para adaptar receitas e criar conceitos novos a partir de outras sugestões que encontro por aí. Muito disso vem da vontade de gastar tudo que tenho guardado na geladeira e não desperdiçar tanta comida (como já aconteceu antes). Mas às vezes também acabo mudando alguns ingredientes por achar que outros combinariam mais ou complementariam melhor determinado prato.

Minha pretensão nunca foi me transformar numa chef de cozinha e muito menos criar receitas sensacionais, sou feliz testando e conhecendo o trabalho de outros. Mas era de se esperar que depois de tantos meses nessa brincadeira alguma coisa eu ia aprender, não é?

Camarão à italiana com tomate e berinjela assados

Camarão à italiana com tomate e berinjela assados

1 tomate italiano grande
250 g de berinjela
100 g de camarão fresco
1 dente de alho picado
suco de 1 limão
azeite, sal, pimenta e salsinha a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 230˚C. Corte o tomate em 8 pedaços e a berinjela em rodelas ou cubos médios e arrume numa travessa antiaderente. Tempere com o alho, um fio de azeite, sal e pimenta a gosto. Mexa bem com as mãos para que tudo fique coberto. Leve para assar por aproximadamente 20 minutos ou até que comece a murchar.
Retire a travessa do forno e junte os camarões limpos e descascados. Regue com o suco de limão e salpique salsinha fresca por cima. Retorne ao fogo por apenas 3 minutos para que o camarão termine de cozinhar. Sirva com arroz selvagem e uma saladinha verde para acompanhar.

Essa receita é uma que adaptei bastante da original que encontrei. Tanto que até modifiquei o nome e “inventei” que ela era “à italiana” já que a mistura de berinjela com tomate e azeite para sempre irá remeter à deliciosa culinária italiana na minha cabeça.

Confesso que acabei assando demais o camarão o que o deixou um pouco borrachudo (e branco demais, como podem ver na foto). Entretanto, alguns poucos minutos a menos no forno e teria ficado perfeito, até porque o suco de limão já se encarrega de começar o processo de cozimento dele. De qualquer maneira, o fato de tê-lo assado demais não prejudicou o sabor do prato e a complementação de sabores ficou absolutamente deliciosa.

Por hoje é só.

Bon appetit!

As deliciosas leguminosas

Para muitos brasileiros a ideia de não comer arroz e feijão diariamente no almoço parece loucura. Essa combinação, uma das mais saudáveis possíveis segundo inúmeros nutricionistas e médicos, já faz parte da rotina e tradição brasileira. Com isso, conseguimos ter em nossa alimentação a quantidade perfeita de leguminosas, tão essenciais para nossa saúde.

Entretanto, neste ponto eu não sou brasileira mesmo. Gosto do clássico arroz com feijão, mas confesso que não é dos meus pratos preferidos e certamente não está presente todos os dias na minha alimentação. Por isso, tive que encontrar outras maneiras de comer vegetais leguminosos e esta receita de hoje é a solução perfeita.

Ensopado de lentilha com edamame

Ensopado de lentilha com edamame

1/2 caixa de lentilha em conserva
100 g de edamame congelado
1/2 cebola roxa picada
1 dente de alho amassado
1/2 lata de tomate pelado
suco de 1 limão
azeite, salsinha, hortelã, cominho, canela, sal e pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Escorra a lentilha e passe por água corrente por alguns minutos para retirar o excesso de sal da conserva. Reserve numa tigela. Enquanto isso, ferva 300 ml de água e leve o edamame congelado para cozinhar assim que começar a ferver. Deixe por 2 minutos, escorra a água e passe por água gelada para parar o cozimento. Junte à lentilha reservada.
Aqueça uma panela antiaderente em fogo médio e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola picada e o alho amassado até ficarem aromáticos. Junte 1/2 lata de tomate pelado junto com o caldo e mexa bem para quebrar todos os pedaços de tomate que tiver. Deixe ferver, abaixe o fogo e acrescente a lentilha e o edamame reservado. Tempere com salsinha, hortelã, cominho, canela, sal e pimenta calabresa a gosto para que fique saboroso. Cozinhe mantendo uma leve fervura por mais 2 ou 3 minutos. Sirva com torradinhas integrais.

Na receita original havia sugestões de quantidades de cada tempero para acrescentar na hora do preparo. Entretanto, prefiro deixar “a gosto” pois entendo que cada pessoa tem paladares diferentes. E certamente a melhor parte de cozinhar é conseguir adequar a receita ao nosso gosto pessoal.

Entretanto, vale ir provando à medida que são adicionados os temperos. No meu caso, coloquei 1 col. de sopa cada de salsinha e hortelã picadas e 1 col. de chá de cominho e canela em pó. O sal e a pimenta calabresa foi de olho. No fim a combinação de temperos trouxe uma delicadeza e complexidade deliciosa ao prato. Não deixa de ser uma refeição perfeita para uma noite fresca de outono.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Aquele toque final

Seguindo conselhos e pedidos de uma leitora fiel, a @julianamo, resolvi testar algumas receitas de molhos diferentes para saborear junto com as saladinhas que preparo. Não quis colocar apenas um porque acho que quanto mais variedade e opções temos, melhor. Por isso esperei até conseguir testar pelo menos dois.

Para dar ainda mais variedade, escolhi um mais cremoso e um estilo vinagrete. Ambos são super saudáveis e pouco calóricos o que é ótimo para quem quer continuar mantendo uma alimentação saudável. Mas nada melhor do que ter esses molhinhos para incrementar as nossas saladas, não é mesmo?

Molho cremoso de tofu com gergelim

Molho cremoso de tofu com gergelim

135 g de tofu soft
2,5 ml de óleo de gergelim torrado
2,5 ml de shoyu light
60 ml de vinagre de arroz
1 dente de alho amassado
1 col. de sopa de coentro picado
1 col. de sopa de cebolinha picada
2 col. de chá de mel
pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Escorra bem o tofu para retirar o excesso de água. Junte todos os ingredientes e misture num processador de alimentos. Bata bem até ficar homogêneo e cremoso.

Rende 10 col. de sopa e pode ser guardado bem tampado por 3 dias na geladeira.

Vinagrete de pepino com ervas

Vinagrete de pepino com ervas

100 g de pepino
30 ml de azeite
15 ml de vinagre de vinho branco
1 col. de sopa de salsinha picada
1 col. de sopa de cebolinha picada
1 col. de sopa de iogurte desnatado
1/2 col. de chá de mostarda dijon
1/2 col. de chá de açúcar
1 pitada de sal

Modo de preparo:
Descasque o pepino, corte ao meio no sentido do comprimento e retire as sementes. Corte em pedacinhos e leve ao multiprocessador junto com os demais ingredientes. Bata até ficar homogêneo.

Rende 10 col. de sopa e pode ser guardado num recipiente hermeticamente fechado na geladeira de 3 a 4 dias.

O molho de tofu com gergelim é bem marcante. Tudo por causa do óleo de gergelim torrado que mostra todo seu poder mesmo com uma quantidade bem pequena usada. Vá com calma na hora que estiver acrescentando o óleo na receita. Prove e acrescente mais a gosto.

Já o vinagrete de pepino é bem suave e delicado. Ele traz uma sensação refrescante à salada e ajuda a deixá-la leve e saborosa. Uma dica para preparar qualquer tipo de vinagrete é usar a velha medida de 1 parte de vinagre para 3 de azeite. Funciona super bem e fica uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Jantarzinho singelo

Tortas, quiches e pastelões são práticas opções de jantar numa noite corrida durante a semana. Depois de um dia cansativo no trabalho a expectativa de ter que chegar em casa e ainda preparar uma refeição saborosa e saudável deixa qualquer um mais cansado. É nessas horas que acabamos apelando para qualquer salgado na rua, só para facilitar a vida.

Mas existem receitas fáceis que podemos deixar prontas com antecedência. Assim, na hora de jantar é só aquecer e saborear uma torta caseira. Isso sem contar que o fato de ser feita em casa torna esta delícia muito mais saudável já que não inclui os diversos aditivos e conservantes tão usados na indústria alimentícia de grande escala.

Torta de peito de peru com cottage

Torta de peito de peru com cottage

1 1/2 col. sopa de margarina light
1 clara de ovo
3/4 de xíc. de chá de farinha de trigo integral
1 pitada de sal
50 g de peito de peru light
1/2 cebola cortada em rodelas
120 ml de leite desnatado
1 ovo
50 g de queijo cottage
10 g de queijo ralado
1 col. de sopa de salsinha
sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Para preparar a massa, junte a farinha de trigo integral, a clara, a margarina light e uma pitada de sal. Misture bem com as mãos até formar uma massa homogênea. Unte uma forma refratária com um fio de azeite e forre o fundo e as laterais com a massa. Certifique-se de que ela está bem espalhada e a grossura dela está consistente na forma inteira.
Corte as fatias de peito de peru e arrume por cima da massa. Bata no liquidificador o leite desnatado, o ovo e o queijo cottage. Despeje o recheio por cima da massa e arrume as rodelas de cebola no topo. Salpique o queijo ralado, a salsinha e o sal e pimenta a gosto.
Leve ao forno pré-aquecido em 230˚C de 40 a 50 minutos ou até que esteja bem cozido. Sirva com uma saladinha para acompanhar.

Rende 2 porções.

Por ser um pouco demorada para preparar, esta torta realmente não seria uma boa opção para deixar para preparar depois de chegar em casa. Entretanto, ela é ótima para fazer um dia antes e deixar guardada na geladeira. Isso porque a torta não perde nenhum sabor nem qualidade quando guardada um ou dois dias antes de comer.

Outra vantagem desta receita é que ela permite variações de recheio de acordo com o gosto ou vontade de quem está preparando. Se quiser uma versão vegetariana, invista em legumes como tomate, cenoura ou abobrinha picadas. Na hora de fazer é só substituir o peito de peru com as verduras. Fica uma delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Saúde criativa

Aqui no Brasil já nascemos sabendo a importância de comer arroz e feijão diariamente. Aprendemos desde cedo que essa combinação é uma das mais saudáveis que existe e acaba sendo indispensável para ter uma alimentação nutritiva e balanceada.

Mas para quem não é daqui o hábito de comer feijão todos os dias não é tão disseminado. Entretanto, incluir as leguminosas no cardápio diário é extremamente importante para obter todos os minerais e as vitaminas necessárias para o organismo. Além disso, feijões possuem altos níveis de fibras o que auxilia o bom funcionamento do intestino.

Salada de dois feijões com frango desfiado

Salada de dois feijões com frango desfiado

1/2 caixa de feijão fradinho em conserva
1/2 xíc. de chá de edamame congelado
1 peito de frango médio
1/2 tomate grande picado
1/2 cebola média picada
azeite, sal, pimenta e salsinha a gosto

Modo de preparo:
Tempere o peito de frango com sal e pimenta a gosto. Ferva 300 ml de água ou caldo de galinha numa panela funda e cozinhe o frango de 15 a 20 minutos. Escorra, deixe esfriar e desfie o frango. Reserve numa tigela.
Abra a caixa de feijão fradinho e deixe escorrer água corrente abundantemente para retirar o excesso de sal da conserva. Cozinhe o edamame em 200 ml de água fervente de 2 a 3 minutos. Escorra e coloque numa tigela de água gelada com gelo para parar o cozimento. Junte os feijões à tigela com o frango.
Por fim, adicione o tomate e a cebola picados na tigela. Tempere com azeite e salsinha a gosto e mexa bem. Coma acompanhado de torradinhas integrais.

Em países como os Estados Unidos onde o hábito de comer arroz e feijão diariamente não é tão comum criou-se outras opções para incluir as leguminosas na alimentação das pessoas. Saladas como esta com uma, duas ou três variedades de feijões são ótimas maneiras de saborear estes alimentos tão saudáveis e indispensáveis para a saúde.

Além das leguminosas, incluí nesta salada ingredientes básicos como tomate e cebola mas você pode adicionar outros vegetais como pepino, azeitona, ou mesmo cenoura ralada se preferir. Para tornar a salada completa e fazer dela uma refeição não esqueça de colocar uma boa fonte de proteína. Neste caso optei pelo frango desfiado mas atum enlatado ou camarões cozidos também complementam muito bem a combinação de feijões.

Por hoje é só.

Bon appetit!