Combinações diferentes

À primeira vista, esta receita de hoje pode até parecer um pouco estranha. Certamente foi esse o comentário que minha mãe fez quando contei que tinha juntado camarão com um molho típico argentino para carnes e um acompanhamento bem italiano que geralmente se come com molho de tomate, a polenta.

Mas acredite, essa gororoba que fiz para meu jantar dia desses ficou absolutamente divina! Não sei se é porque adoro todos esses elementos separados, então para mim juntá-los num só prato apenas trouxe ingredientes que já amo para interagirem entre si.

Polenta com camarão ao molho chimichurri

Polenta com camarão ao molho chimichurri

40 g de farinha de milho para polenta instantânea
200 ml de água
120 g de camarão fresco
suco de 1 limão
1 col. de sopa de chimichurri
azeite, sal, pimenta calabresa e raspas de limão a gosto

Modo de preparo:
Ferva a água temperada com sal a gosto. Assim que começar a ferver, abaixe bem o fogo e vá acrescentando a farinha de milho aos poucos mexendo sempre para não empelotar. Continue mexendo enquanto cozinha em fogo baixo até engrossar e começar a desgrudar da lateral da panela (aproximadamente 5 minutos). Desligue o fogo e reserve.
Tempere o camarão com o suco de limão, sal e rapas de limão a gosto. Arrume numa forma refratária regada com um fio de azeite e leve ao forno baixo (180˚C) por 10 minutos ou até atingir o ponto desejado. Na hora de servir, arrume os camarões por cima da polenta cremosa, salpique pimenta calabresa a gosto e derrame o molho chimichurri em cima no final.

Nem sei se tirei a inspiração para esta receita de algum lugar especificamente. Acho que já vi e testei tantas receitas nesses últimos meses que comecei a inventar combinações da minha cabeça mesmo com ingredientes fáceis que achava por aí em casa.

A verdade é que gostei demais de combinar elementos inusitados que talvez pudesse parecer que não combinariam muito bem entre si. Aconselho a todos que gostem de cozinhar a fazer o mesmo. Deixe sua imaginação rolar solta, combine o que quiser e crie receitas diferentes e deliciosas. Comigo funcionou demais!

Por hoje é só.

Bon appetit!

Brincando de criar

Não acontece sempre, mas ultimamente tenho usado meus “dotes” culinários para adaptar receitas e criar conceitos novos a partir de outras sugestões que encontro por aí. Muito disso vem da vontade de gastar tudo que tenho guardado na geladeira e não desperdiçar tanta comida (como já aconteceu antes). Mas às vezes também acabo mudando alguns ingredientes por achar que outros combinariam mais ou complementariam melhor determinado prato.

Minha pretensão nunca foi me transformar numa chef de cozinha e muito menos criar receitas sensacionais, sou feliz testando e conhecendo o trabalho de outros. Mas era de se esperar que depois de tantos meses nessa brincadeira alguma coisa eu ia aprender, não é?

Camarão à italiana com tomate e berinjela assados

Camarão à italiana com tomate e berinjela assados

1 tomate italiano grande
250 g de berinjela
100 g de camarão fresco
1 dente de alho picado
suco de 1 limão
azeite, sal, pimenta e salsinha a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 230˚C. Corte o tomate em 8 pedaços e a berinjela em rodelas ou cubos médios e arrume numa travessa antiaderente. Tempere com o alho, um fio de azeite, sal e pimenta a gosto. Mexa bem com as mãos para que tudo fique coberto. Leve para assar por aproximadamente 20 minutos ou até que comece a murchar.
Retire a travessa do forno e junte os camarões limpos e descascados. Regue com o suco de limão e salpique salsinha fresca por cima. Retorne ao fogo por apenas 3 minutos para que o camarão termine de cozinhar. Sirva com arroz selvagem e uma saladinha verde para acompanhar.

Essa receita é uma que adaptei bastante da original que encontrei. Tanto que até modifiquei o nome e “inventei” que ela era “à italiana” já que a mistura de berinjela com tomate e azeite para sempre irá remeter à deliciosa culinária italiana na minha cabeça.

Confesso que acabei assando demais o camarão o que o deixou um pouco borrachudo (e branco demais, como podem ver na foto). Entretanto, alguns poucos minutos a menos no forno e teria ficado perfeito, até porque o suco de limão já se encarrega de começar o processo de cozimento dele. De qualquer maneira, o fato de tê-lo assado demais não prejudicou o sabor do prato e a complementação de sabores ficou absolutamente deliciosa.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Jantarzinho express

Dia e noites corridas já viraram uma realidade diária na vida das pessoas do século XXI. Parece que quanto mais coisas temos para fazer, mais coisas queremos enfiar na nossa rotina. Com tantas obrigações a ideia de ter que chegar em casa e ainda ter que preparar um jantar saboroso e saudável chega a nos deixar exaustos.

A boa notícia é que às vezes não precisamos mais do que 20 minutos para fazer uma refeição completa e deliciosa. Com alguns poucos ingredientes somos capazes de criar uma constelação de sabores que ao serem provados nos transportam para lugares fantásticos. Nada melhor para finalizar um dia cansativo de trabalho.

Camarão assado ao molho de limão amanteigado

Camarão assado ao molho de limão amanteigado

120 g de camarão fresco
suco de 1 limão siciliano
1 col. de sopa de margarina light
1 dente de alho
1/2 col. de chá de molho inglês
sal, pimenta calabresa e cebolinha a gosto

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno em 220˚C. Arrume os camarões numa forma refratária antiaderente. Numa tigela, misture o suco de limão, a margarina light, o alho amassado e o molho inglês. Tempere com uma pitada de sal. Regue por cima do camarão e leve ao forno de 10 a 12 minutos ou até atingir o ponto desejado. Salpique com pimenta calabresa moída e cebolinha picada a gosto. Sirva com torradinhas integrais e uma saladinha verde de entrada.

Absurdamente fácil e rápido de fazer, este prato é perfeito para uma noite fresquinha de outono. O molhinho que fica no fundo da forma é delicioso e vale a pena ser sugado com as torradinhas integrais servidas de acompanhamento. Se preferir algo um pouco mais sofisticado, uma porção de couscous marroquino também cai muito bem ao lado do camarão e consegue absorver todo o molho também.

Caso queira dar um toque ainda mais azedinho à receita, acrescente algumas raspas do limão na hora de servir. Usar o limão siciliano e não o tahiti neste prato também ajuda a não deixar o sabor final ácido demais. Já que o limão siciliano é mais docinho ele combina bem com os demais ingredientes do molho e deixa o gosto final do prato absolutamente divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Quando a criatividade entra em cena

Couscous marroquino é uma opção ótima de acompanhamento para qualquer carne numa refeição simples e sofisticada ao mesmo tempo. Feito de semiolina de trigo, parece uma massa triturada e transformada em flocos. Muito por isso, é super fácil de preparar e fica pronto em 5 minutos já que precisa apenas ser hidratado com água fervente.

Depois de hidratado, podemos usá-lo como base para fazer diversas combinações diferentes. Por ter um sabor delicado, o couscous aceita inúmeros ingredientes e é nessa hora que a imaginação do cozinheiro pode voar. Aproveite para juntar seus legumes preferidos e criar um prato único e saboroso como só você faria.

Couscous mediterrâneo

Couscous mediterrâneo

1/3 de xíc. de chá de couscous marroquino integral
1/2 pimentão verde médio
1/2 pepino médio
10 un. de tomate cereja
1/2 caixa de grão de bico em conserva
2 col. de sopa de cebolinha picada
suco de 1/2 limão
raspas de limão, azeite, sal e pimenta

Modo de preparo:
Ferva 80 ml de água para hidratar o couscous marroquino. Junte a água ao couscous e deixe descansar por 5 minutos numa tigela tampada. Solte os grãos delicadamente com a ajuda de um garfo e reserve.
Pique o pimentão e o pepino em cubinhos pequenos. Corte os tomates em quatro e reserve. Escorra o grão de bico e deixe cair água corrente por cima para retirar o excesso de sal. Junte os legumes numa tigela com o grão de bico e misture bem.
Acrescente o coucous à mistura de vegetais. Esprema o suco de limão e salpique com as raspas da casca de limão e a cebolinha picada. Tempere com azeite, sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto. Sirva com frango grelhado ou carne assada.

Rende 2 porções.

Já fiz várias combinações de couscous diferentes com pequenas variações entre elas. Esta ficou especialmente saborosa pelo acréscimo do suco de limão e das raspas da casca que deram um toque azedinho delicioso ao prato. Chamei esta receita de “couscous mediterrâneo” por juntar o grão de bico à combinação. Funcionou muito bem e deixou o prato ainda mais nutritivo.

O couscous é tão versátil que podemos preparar versões adocicadas também. Experimente juntar damasco picado com uva passa e frango desfiado. Junte tudo e tempere com o suco de laranja e um pouco de raspas da casca. A combinação de sabores agridoces fica absolutamente divina.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Simples e sofisticado na medida certa

Preciso confessar uma coisa. Quando me perguntavam se gostava de camarão sempre respondia que não, que detestava ou que não via graça nenhuma. A verdade: nunca tinha provado. Bem, tinha comido uma vez quando tinha uns 12 anos e realmente não achei graça na época. Depois, por receio de ter qualquer alergia já que é bastante comum, nunca tinha feito questão de provar de novo.

Pois hoje tudo mudou. Esta viagem gastronômica na qual embarquei nos últimos meses tem me aberto os olhos (e o estômago!) a tantas delícias que resolvi dar mais uma chance a esses pequeninos do mar. E não é que é bom mesmo? Para comemorar resolvi testar minha primeira receita de camarão. Ficou absurdamente maravilhoso e recomendo até para quem não gosta.

Espaguetti ao molho de camarão, escarola e tomate cereja

Espaguetti ao molho de camarão, escarola e tomate cereja

1 pacote de macarrão instantâneo integral
100 g de camarão pequeno descascado, pré-cozido e congelado
6 – 8 folhas de escarola
10 tomates cereja
1 col. de sopa de azeite
1 dente de alho
30 ml de vinho branco seco
60 ml de água
1 col. de chá de amido de milho
suco de limão, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Descongele o camarão numa tigela deixando na geladeira da noite pro dia. Escorra a água que soltar e reserve o camarão.
Cozinhe o espaguetti de acordo com as instruções da embalagem descartando o tempero que vem junto. Quando estiver pronto, escorra e transfira para um prato. Reserve.
Aqueça uma panela wok ou frigideira antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue o camarão salpicado com sal e pimenta a gosto por 2 ou 3 minutos até aquecer bem. Transfira o camarão para um prato e reserve. Acrescente o alho amassado, a escarola picada e os tomates cerejas cortados ao meio à wok. Despeje o vinho branco e refogue por alguns minutos até a escarola murchar e o líquido evaporar quase todo.
Dissolva o amido de milho na água e acrescente à panela. Mexa bem até engrossar (aproximadamente 3 minutos). Retorne o camarão à wok e misture até aquecer e incorporar todo o molho. Por fim, acrescente o macarrão cozido à panela, desligue o fogo e mexa bem para misturar tudo. Regue com o suco de limão a gosto e sirva com uma taça de vinho branco ou espumante.

Absurdamente simples, esta receita ainda tem a vantagem de ser super rápida e ficar pronta em 20 minutos. Uma tática para deixá-la mais fácil é comprar o camarão já cozido, descascado e congelado por facilitar a vida. Entretanto, o prato pode perfeitamente ser preparado com o camarão cru. Neste caso, refogue bem o camarão no começo do preparo até ficar bem cozido e rosado.

Aproveite que hoje é feriado (por mais que seja sábado) e prepare este prato para alguma pessoa amada. Como fiz apenas para mim, esta quantidade rende apenas 1 porção. Para render 2 basta dobrar os ingredientes. Acredite, nada como um almoço gostoso, simples e sofisticado como este para fazer qualquer dia ficar especial.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Começos leves e refrescantes

Há tempos não publico aqui uma receita de saladinha simples para acompanhar a refeição. Já que hoje é sexta-feira e muito provavelmente irá incluir algum happy hour mais à noite, nada melhor do que começar o almoço com uma salada refrescante e leve para compensar as extravagâncias de mais tarde.

Saladas nunca exigem grandes sofisticações. No geral, quanto mais simples e menos ingredientes, mais leve e saudável será. Vale a pena sempre investir numa boa base de folhas verdes e acrescentar algumas poucas delícias de sua preferência. Mas se a imaginação anda preguiçosa, use esta combinação que criei para inspirar-se.

Saladinha simples

Saladinha simples

1 prato de sobremesa de escarola
3 tomatinhos cereja
3 mini cebolas em conserva
5 azeitonas verdes sem caroço
azeite, sal, pimenta e suco de limão a gosto

Modo de preparo:
Lave bem as folhas de escarola e rasgue com as mãos para ficarem em pedaços pequenos. Arrume num prato de sobremesa e coloque os demais ingredientes por cima. Regue com azeite, suco de limão, sal e pimenta a gosto. Sirva de entrada do almoço ou jantar.

Super básica, esta salada é minha dose diária de folhas frescas. Sem muita complicação, sempre preparo um pratinho de sobremesa desta receita para começar bem a refeição. Às vezes vario os ingredientes e alterno os tomatinhos e as cebolas com baby cenouras ou mini-milhos. Entretanto, a base é sempre a mesma.

Para saladas acompanhamentos menos é mais. Ou seja, apenas 3 ou 4 ingredientes já são suficientes para fazer uma saladinha nutritiva e deliciosa. Deixe as preparações mais elaboradas para as saladas-refeições. Nesse caso vale incluir uma boa fonte de proteína e outra de carboidrato juntamente com uma maior quantidade legumes e vegetais para deixar o prato mais fortificado.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Buscando a variedade sempre

Não é nenhum segredo que eu adoro comer peixes. E achar receitas novas e diferentes para prepará-los tem se tornado um passatempo predileto meu nas noites sem muito o que fazer. Como adoro saborear estes animais marítimos gosto principalmente de variar a qualidade que como de um dia para o outro. Assim não corro o risco de enjoar de um tipo por comê-lo demais.

Quando comprei sardinha fresca, para preparar a receita de sardinha assada ao molho de ricota com mostarda, que publiquei aqui algumas semanas atrás, vieram 10 na bandeja. Como usei apenas 2, congelei as demais para usar num outro dia. Esta receita de hoje foi a desculpa perfeita para tirar o peixe do congelador e saboreá-lo novamente. Ficou uma delícia.

Sardinha crocante assada

Sardinha crocante assada

2 unidades de sardinha fresca abertas como borboletas
2 col. de sopa de farinha de rosca
1 clara
suco e raspas de 1 limão
azeite, orégano, salsinha e pimenta calabresa a gosto

Modo de preparo:
Tempere a sardinha com o suco de limão e sal a gosto. Numa tigela, misture a farinha de rosca, as raspas de limão, o orégano, a salsinha e a pimenta calabresa. Para empanar o peixe, passe a parte da carne do peixe na clara e depois na mistura de farinha. Repita com a segunda unidade.
Arrume as sardinhas numa forma refratária untada com um pouco de azeite com a pele virada para baixo. Leve para assar em forno médio (200˚C) de 10 a 15 minutos ou até que o peixe fique bem douradinho. Sirva acompanhado de arroz integral ou selvagem e legumes no vapor.

O gostinho azedo das raspas de limão dão um toque sensacional à esta receita. Como o peixe é assado e não frito, ele continua sendo bastante saudável apesar de ser empanado. Caso queira deixá-lo mais nutritivo, opte por farinha de rosca integral ou triture você mesmo duas fatias de pão integral torrado.

A quantidade de farinha indicada na receita é apenas uma base para ter noção de quanto realmente é usado no peixe. Na prática, a melhor maneira de fazer é derramar um pouco mais no prato que será feita a mistura para poder empanar os peixes sem preocupação. Mas como o resto de farinha que sobra é jogado fora, vale a pena não exagerar demais para não desperdiçar muito no final.

Por hoje é só.

Bon appetit!