As vezes o melhor é ficar no básico

As vezes não precisamos de muita imaginação para criar um cardápio super saboroso e saudável. Uma dica para quem não tem muitas ideia inovadoras (como eu) é sempre retornar ao básico e fazer pequenas adaptações a partir disso. Foi o que resolvi fazer hoje para meu almoço.

Peguei uma receita simples e prática de peixe assado e dei alguns pequenos toques a mais para torná-la mais encorpada e rica em vitaminas e minerais. O resultado ficou divino e a combinação de sabores casou super bem. E para deixar tudo ainda mais atrativo, este prato fica pronto em menos de uma hora, ideal para a correria do dia a dia.

Peixe assado com tomate e aspargos

Peixe assado com tomate e aspargos

1 posta de peixe a gosto (sugiro cação ou pescada)
2 rodelas de tomate
2 fatias de cebola
1 col. de sopa de orégano
100 g de aspargo verde fresco
suco de 1 limão
sal a gosto

Modo de preparo:
Tempere a posta do peixe com sal e o suco do limão e deixe marinar numa forma refratária por 30 minutos. Corte as rodelas de cebola e tomate e posicione por cima do peixe. Arrume os aspargos no prato ao lado do peixe, salpique o orégano e leve ao forno pré-aquecido em 200ºC por 20 minutos ou até que o peixe esteja completamente assado. Antes de servir regue com um fio de azeite.

Esta foi a primeira vez que assei aspargos junto com a carne no forno. Geralmente cozinhava na água ou no vapor, mas gostei bem mais desta forma de preparo. Percebi que o sabor do vegetal ficou mais acentuado e não foi perdido como acontece quando ele é submerso na água com sal para cozinhar. Outra opção para não perder muito o sabor das verduras é cozinhá-las no vapor, mas dessa forma é mais demorado e menos prático.

Não canso de falar que sempre vou adorar a combinação tomate salpicado de orégano assado no forno. Estes dois sabores juntos dá um quê de italiano a qualquer prato sem precisar adicionar outros tantos ingredientes gordurosos comuns da culinária típica da Itália. Um bônus para qualquer alimentação saudável e um resultado simplesmente divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!

A base para uma refeição deliciosa

As vezes não tem nada melhor do que tomar uma sopinha leve para acabar bem o dia. Super versáteis, os caldos caem bem em qualquer estação do ano e não só no inverno como muitos podem pensar. Há também algumas versões frias para degustar nos meses mais quentes do ano. Vale a pena pesquisar as inúmeras receitas para achar uma que agrade no momento adequado.

Mas a minha sugestão de hoje não é nada diferente nem fora do comum (como as sopas frias podem parecer). Super simples de fazer, a receita que preparei ficou uma delícia e cai super bem numa noite tranquila para ficar em casa lendo um bom livro ou vendo algum filme interessante na televisão. E por ser super leve, recomendo algumas torradas integrais e uma generosa salada para acompanhar. Garanto que vai ser satisfação na certa.

Sopa de espinafre light

Sopa de espinafre light

150 g de espinafre cortado em fatias finas
1 tablete de caldo de legumes
400 ml de água
200 ml de leite desnatado
1 col. de sopa rasa de farinha de trigo
noz-moscada a gosto

Modo de preparo:
Dissolva o caldo de legumes na água e leve ao fogo até ferver. Acrescente o espinafre e cozinhe em fogo baixo até que as folhas fiquem macias (aproximadamente 5 minutos). Dissolva a farinha no leite desnatado mexendo sempre para não “empelotar”. Junte ao caldo com o espinafre e cozinhe em fogo médio mexendo até engrossar (aproximadamente 5 minutos). Salpique noz-moscada a gosto por cima e sirva em seguida.

A sopa preparada com estes ingredientes já fica uma delícia e rende um prato generoso, mais do que suficiente para satisfazer – e bem – uma pessoa. Entretanto, é sempre possível incrementar ainda mais a preparação com alguns ingredientes à mais.

Uma opção é incluir outras folhas verdes além do espinafre para tornar a sopa ainda mais rica e saborosa. Que tal acrescentar 50 g de agrião e couve manteiga picados? Além de proporcionar mais nutrientes, estas folhas dão um gostinho amargo delicioso que combina muito bem com a noz-moscada salpicada no fim. Outra sugestão é colocar pedacinhos de peito de frango cortados em cubinhos para adicionar mais uma fonte de proteína ao prato.

A simplicidade desta sopa é seu maior trunfo já que ela pode ser consumida da maneira como está como também servir de base para sopas mais elaboradas e reforçadas. Use sua imaginação para incrementar a receita. O que mais você acrescentaria?

Por hoje é só.

Bon appetit!

Cardápio completo

Minha sugestão de cardápio de hoje fui eu quem criei. Não inventei o molho, esse eu peguei de um livro de receitas (se bem que também acabei fazendo algumas modificações). Mas a combinação do filé com o brócolis cozido foi minha maneira de criar um prato nutritivo e saboroso para um belo jantar.

Como é de costume, as quantidades sugeridas servem uma pessoa. Mas essa minha janta ficou tão deliciosa que sugiro prepará-la para um jantarzinho romântico. Com certeza vai agradar e muito.

Filé mignon com brócolis ao molho de mostarda cítrico

Filé mignon com brócolis ao molho de mostarda cítrico

1 medalhão de filé mignon (100 g)
suco de 1 limão
2 col. de sopa de mostarda escura
1/2 col. de sopa de mel
75 ml de suco de laranja s/ açúcar
50 ml de água
75 g de brócolis
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Tempere o filé com sal e pimenta-do-reino a gosto. Coloque numa forma refratária antiaderente e leve ao forno médio (200ºC) de 15 a 20 minutos até assar por fora e ficar vermelhinho por dentro.
Ferva 300 ml de água e coloque os ramos de brócolis. Cozinhe por 10 minutos até ficarem macios mas ainda al dente.
Para o molho, misture os ingredientes numa tigela até obter um creme homogêneo. Despeje numa panela antiaderente e leve ao fogo. Quando ferver, abaixe o fogo e mexa por aproximadamente 10 minutos até reduzir pela metade. Regue por cima do filé ainda quente e sirva em seguida.

A grande modificação que fiz no molho foi levá-lo ao fogo para reduzir um pouco. Isso porque quando misturei todos os ingredientes achei que ele tinha ficado ralo demais. Talvez fosse o caso de não acrescentar os 50 ml de água na mistura, mas isso terei que testar da próxima vez que fizer.

De qualquer maneira, o sabor ficou excepcional. Diferente do outro molho de mostarda e limão que compartilhei com vocês na receita do frango, este tem um quê de agridoce por causa do mel e o leve gostinho cítrico é diferente já que inclui suco de laranja e não só limão. Pode até ter ficado um pouco ralo pro meu gosto, mas isso não diminuiu em nada a combinação perfeita criada entre o molho, o filé e os brócolis cozidos. Absolutamente divino.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Prazer indiscutível

Já pensou em fazer uma mouse de chocolate e poder comer sem culpa ou medo de estragar a alimentação saudável? Eu raramente faço sobremesas de chocolate pois sou uma chocólatra assumida em recuperação. Se deixar, como uma caixa de chocolates inteira e jogo toda minha dieta e reeducação alimentar para o alto.

Entretanto, de vez em quando (beeeeem de vez em quando) me permito um prazer delicioso à base de chocolate divino. Quando achei esta receita vi que seria o doce perfeito para preparar neste domingo já que ele proporciona um sabor indiscutivelmente delicioso sem ser completamente prejudicial à saúde. Sem contar que o cacau também contem substâncias altamente benéficas para o organismo.

Está pronto para entrar neste paraíso gastronômico saudável? Confira a receita e não esqueça de lamber os lábios depois de degustar esta delícia.

Espumone de chocolate

Espumone de chocolate

1 pote de iogurte desnatado
200 ml de leite desnatado
2 col. de sopa rasas de cacau em pó sem açúcar
1 col. de sopa de licor de café
1 col. de sopa de adoçante culinário
1 col. de sopa de açúcar mascavo
1 sachê de gelatina em pó incolor
Canela em pó a gosto

Modo de preparo:
Dissolva a gelatina em 5 col. de sopa de água. Leve ao microondas por 15 segundos até amolecer completamente. Coloque os demais ingredientes num liquidificador e adicione a gelatina dissolvida. Bata de 2 a 3 minutos até formar um creme homogêneo. Despeje a mistura em taças individuais e leve à geladeira por 4 horas. Salpique canela em pó por cima antes de servir.

Absolutamente leve e saboroso, esta sobremesa te leva a um mundo paralelo. Impossível descrever a delícia e o prazer de saboreá-la. Para esta receita, utilizei licor de café pois era o que tinha em casa. Mas é possível usar outros dependendo do gosto individual. Uma opção é licor de amareto.

Também salpiquei canela em pó antes de comer pelo simples motivo de adorar doces com canela. Entretanto, para quem não curte canela é possível decorar as tacinhas com raspas de chocolate antes de servir. Por fim, vale comer também o espumone acompanhado de frutas frescas como morango, banana ou maçã picadas. O importante é usar a imaginação e comer com prazer. Aproveite o domingo para sair um pouco da dieta. Faz bem para a alma.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Revitalizando sobras deliciosas

Quem mora sozinho sabe: mesmo quando tentamos preparar o almoço fazendo uma porção só sempre acaba sobrando um pouquinho aqui, outro pouquinho ali. E a pior coisa do mundo é chegar no final da semana e ver-se obrigado a jogar fora todos esses restinhos de comida super saborosos e perfeitamente comíveis.

Pensando nisso, resolvi pegar alguns restos que tinha na geladeira para preparar um almoço deveras criativo, colorido e prático. A combinação ficou tão boa que serve até para preparar especificamente com essa finalidade e não necessariamente esperar ter sobras para revitalizar. Por isso, resolvi criar esta receita.

Spaghetti ao frango cítrico com brócolis

Spaghetti ao frango cítrico com brócolis

70 g de spaghetti integral
70 g de brócolis cozido picado
90 g de peito de frango
suco de 1 limão tahiti
suco de 1 limão siciliano
2 col. de sopa de mostarda escura
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Ferva 200 ml de água e cozinhe o brócolis durante 8 minutos até ficar macio e al dente. Pique em pedacinhos e reserve.
Corte o peito de frango em pedaços grandes e tempere com pimenta a gosto. Numa frigideira antiaderente, esprema os dois limões e coloque os pedaços de frango para cozinhar no suco. Vire constantemente para que cozinhe de ambos os lados. Quando começar a branquear (após 2 ou 3 minutos), adicione a mostarda e mexa bem para formar o molho. Continue mexendo o frango e deixe cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 10 minutos até o molho engrossar um pouco. Quando estiver pronto, desligue o fogo e reserve.
Em outra panela, ferva 500 ml de água e coloque o spaghetti. Cozinhe por 5 minutos até ficar al dente. Escorra o macarrão e arrume num prato. Pegue o frango cozido e corte em pedaços menores. Junte ao brócolis picado e mexa bem. Despeje a mistura por cima do spaghetti e sirva em seguida.

Acho que deu para notar que o frango é aquele mesmo ao limão e mostarda que fiz e publiquei a receita alguns posts atrás. Como sobrou um pouco na minha geladeira, resolvi pegar um pouco de brócolis e cozinhar para misturar com o frango e usar como molho do macarrão instantâneo integral da Mãe Terra do qual também já falei algumas vezes aqui no blog.

No fundo, adoro brincar com possibilidades novas e criar molhos divertidos e saudáveis para comer com macarrão. A massa não precisa ser uma vilã numa dieta saudável e balanceada. A chave está em preparar os molhos de maneira que não fiquem carregados de gordura e calorias desnecessárias.

Para isso, fuja dos queijos gordurosos e outros molhos à base de creme de leite. Invista sempre numa proteína magra, como o peito de frango, e legumes diversos. Assim, o macarrão fica saboroso e não pesa tanto na balança. Outra dica é sempre optar pela versão integral que contêm fibras e ajuda a saciar por mais tempo.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Para os patriotas de plantão

Não fico procurando pratos especiais para comemorar feriados nem nada do tipo (a não ser natal e ano novo, porque, né). Mas quando vi esta receita, pensei que seria uma opção divertida e engraçada para fazer num 7 de setembro qualquer.

Claro que o toque patriota vem diretamente das cores dos ingredientes. E caso você queira preparar este prato mudando as cores não teria o menor problema. Alias, variar é sempre legal. E a versatilidade deste prato permite mil e uma combinações. Ou seja, melhor impossível.

Pescada verde-amarela

Pescada verde-amarela

200 g de filé de pescada (ou outro peixe branco)
1 batata cortada em rodelas
1/2 pimentão verde em rodelas
1/2 pimentão amarelo em rodelas
1/2 cebola em rodelas
suco de 1 limão
200 ml de vinho branco
sal, pimenta-do-reino e salsa a gosto

Modo de preparo:
Tempere os filés de pescada com sal e pimenta a gosto. Mergulhe o peixe no suco de limão e vinho branco e deixe marinando por aproximadamente 30 minutos.
Numa forma refratária, arrume as batatas, as cebolas e os filés. Por cima, decore com as rodelas dos pimentões e regue com o molho da marinada. Leve ao forno médio (220ºC) pré-aquecido por 20 minutos, até que os filés estejam macios e cozidos. Polvilhe salsa a gosto e sirva em seguida.

Além de absurdamente fácil, este peixe é deliciosamente leve e saboroso. Os pimentões já funcionam muito bem como legumes de acompanhamento e a batata dispensa outra fonte de carboidrato. Com isso, nada melhor do que uma bela e colorida salada para acompanhar.

Se a intenção é preparar este prato realmente num 7 de setembro qualquer, vale brincar com outros pratos típicos dos vários cantinhos do país para acompanhar. Que tal fazer uma divina cartola com bananas, canela e açúcar como sobremesa? Por fim, salpique castanha de caju por cima do peixe depois de assado e antes de servir para dar aquele toque final.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Suculento na medida certa

Tenho um carinho especial por esta receita. O motivo? Por mais que sempre tenha feito doces e sobremesas desde minha infância, este foi o primeiro prato salgado de carne ou frango que preparei eu mesma quando fui morar sozinha. Não deixa de ser um avanço. E para deixar tudo mais especial ainda, o sabor deste frango em especial é absolutamente incrível.

Para quem estiver começando a se aventurar na cozinha, esta é uma ótima opção pois é super fácil de fazer e não tem muito como errar. Além disso, serve tanto para um almoço qualquer ou até para fazer num jantar mais chique. Você impressiona seus convidados com um prato sofisticado e super saboroso sem precisar contar que foi super fácil de fazer. Quer coisa melhor?

Frango ao limão e mostarda

Frango ao limão e mostarda

200 g de filé de peito de frango
suco de 1 limão siciliano
suco de 2 limões tahiti
3 col. de sopa de mostarda
pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Corte o peito de frango em pedaços médios (aprox. 2/3 centímetros cada um) e tempere com pimenta-do-reino a gosto. Coloque todo o frango numa frigideira antiaderente para começar a cozinhar. Em seguida acrescente o suco dos dois limões. O frango deve ficar todo coberto já que vai cozinhar apenas no suco dos limões. Mexa de vez em quando para que os pedaços do frango cozinhem bem dos dois lados.
Após uns 3 minutos, acrescente a mostarda e misture bem no suco para formar o molho. Deixe o frango cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 10 minutos nesta mistura virando os pedaços de vez em quando. O molho do limão com mostarda deve ir secando até ficar mais grosso no final. Sirva em seguida.

Rende 2 porções.

A opção da mostarda é livre. Vale usar qualquer uma a gosto do cliente (ou do cozinheiro). Geralmente, preparo esta receita com mostarda temperada com mel para dar um gostinho agridoce ao prato. Entretanto, outra opção é prepará-la com mostarda escura levemente apimentada com fiz hoje. Fica uma delícia.

O sabor do molho cítrico fica bastante acentuado. Por esta razão, vale optar por acompanhamentos suaves como arroz branco e salada verde. Mas se a intenção é fazê-lo como prato principal de um jantar mais sofisticado, sugiro como acompanhamento espinafre refogado com cebola picada e cogumelos frescos. A combinação cítrica com o amarguinho do espinafre fica absolutamente sensacional.

Por hoje é só.

Bon appetit!