Em busca da porção ideal

Não tem como não se encantar com as delícias da culinária italiana. Pratos saborosos e fartos fazem parte desta tradicional gastronomia apreciada e devorada por todos. Além de fantásticas, as receitas tipicamente italianas sempre trazem consigo um ar de maternal, como se tivessem sido preparadas com muito amor e carinho pela nonna.

Até aí tudo ótimo. O problema está nas porções, especialmente para quem mora sozinho. Preparar um espaguetti simples para uma pessoa só não é tão problemático. Mas degustar de uma bela lasanha em porção única exige um pouco mais de dor de cabeça. Caso contrário você acaba com restos que irão durar a semana toda. A solução está no meu achado de hoje: a tal da lasanha enrolada.

Lasanha enrolada

Lasanha enrolada

3 folhas de lasanha
2 col. de sopa de queijo cottage
100 g de espinafre
100 g de shitake fresco
1 col. de sopa de azeitona preta picada
1 un. de queijo Babybel bolinha light ralado (ou 20 g de mussarela light ralada)
7 col. de sopa de molho de tomate light industrializado
pimenta calabresa e sal a gosto

Modo de preparo:
Ferva 500 ml de água e coloque as folhas de lasanha para amolecer (apenas 2 ou 3 minutos). A intenção é apenas deixá-las maleáveis e não cozidas. Reserve.
Corte o espinafre e o shitake em tiras finas. Numa panela antiaderente, refogue os dois até murcharem (aproximadamente 5 minutos). Transfira para uma tigela e acrescente o cottage, as azeitonas e metade do molho de tomate. Tempere com sal e pimenta calabresa a gosto.
Para montar os enrolados, posicione uma das folhas de lasanha em cima de um prato. Acrescente 1/3 do recheio e enrole com cuidado. Arrume numa forma antiaderente com a aba para baixo. Repita o procedimento com as demais folhas. Regue os enrolados com o restante do molho e decore por cima com o queijo bolinha light ralado.
Leve ao forno médio (200˚C) pré-aquecido por 30 minutos (ou até que as folhas de lasanha estejam cozidas e o queijo derretido). Sirva quente.

Quando descobri esta maneira diferente e divertida de preparar uma lasanha individual fiquei fascinada. A melhor parte é que, como toda lasanha, o recheio está aberto a modificações dependendo do gosto e disponibilidade dos ingredientes. O único problema que vejo é a demora em ficar pronta, mas isso é um mal necessário de qualquer lasanha.

Outra vantagem é a possibilidade de escolher quantos enrolados preparar. Ou seja, não só é possível degustar desta receita num almoço solitário de sábado como também num almoço familiar de domingo. Se não quiser ter o trabalho de ferver a água para amolecer as folhas de lasanha invista nas versões frescas refrigeradas que são naturalmente macias. Assim você terá um trabalho a menos na hora de preparar esta delícia.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s