De volta às origens

É com extrema felicidade que hoje comemoro 1 ano de blog!

Antes de mais nada, gostaria de agradecer imensamente todos aqueles que tem me acompanhado diariamente (mesmo que nos últimos meses nem tanto…) nessa caminhada de compartilhar receitas saborosas, saudáveis (mesmo que às vezes nem tanto… =]) e práticas para ajudar a deixar o dia a dia mais gostoso e divertido. Foram tantos elogios, conselhos, incentivos e agradecimentos que nem sei o que falar para expressar minha gratidão a todos vocês que curtiram o tempo que passamos juntos até agora.

Mas não pensem que acabou por aqui. Apesar de realmente ter que diminuir a frequência dos posts (por mim continuaria postando todos os dias, acreditem, mas outros compromissos vão surgindo por aí) não tenho a menor pretensão de abandonar este filho que criei e tenho cultivado com tanto carinho. Estarei por aqui, podem esperar!

E para comemorar um ano de descobertas, aprendizados e aprimoramentos na cozinha, resolvi compartilhar com vocês aquela que talvez seja uma das mais, se não a mais característica receita minha (que não é minha coisa nenhuma, mas tem lá seus toques especiais dados por mim). Esta aqui não é light, nem saudável, nem balanceada, nem nada do tipo. Mas como só fazemos aniversário uma vez no ano, achei que dessa vez não teria problema. Concordam?

All-American Chocolate Chip Cookie

Chocolate chip cookies

200 g de manteiga sem sal amolecida em temperatura ambiente
2 ovos
3/4 de xíc. de chá de açúcar mascavo
3/4 de xíc. de chá de açúcar
3 col. de chá cheias de essência de baunilha
2 xíc. de chá de farinha de trigo
120 g de chocolate meio amargo picado em pedaços bem pequenos
1 col. de chá de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal

Modo de preparo:
Junte a manteiga amolecida com o açúcar e o açúcar mascavo numa tigela grande e bata com uma batedeira de mão em velocidade média-baixa até que fique tudo incorporado e leve. Acrescente a essência de baunilha e os ovos um a um e bata até ficar homogêneo. Reserve.
Em outra tigela, junte a farinha, o bicarbonato de sódio e a pitada de sal e misture bem. Acrescente a mistura seca aos poucos na mistura de manteiga e bata em velocidade baixa apenas para incorporar tudo. Por fim, junte o chocolate picado e mexa com uma colher para que fique bem misturado.
Pré-aqueça o forno a 180˚C e unte várias formas chatas com um pouco de manteiga. Aos poucos, vá colocando bolinhas da massa na forma com o auxílio de duas colheres. Cada bolinha não deve ter do que uma bola de gude pois os cookies achatam e crescem bastante. Certifique-se também de deixar espaço suficiente entre cada um para que não grudem ao assarem.

Recém saídos do forno.

Leve ao forno pré-aquecido para assar uma travessa por vez e deixe de 8 a 10 minutos dependendo de cada forno. O truque para saber se os cookies estão prontos é retirá-los no momento em que começarem a dourar na pontinha lateral da parte de baixo. Eles vão parecer um pouco crus ainda, mas terminarão de endurecer depois que esfriarem.

Deixe esfriar completamente ainda na travessa.

Repita com as demais travessas até que todos os cookies assem. Deixe esfriar por completo ainda na forma. Com o auxílio de uma espátula, retire os cookies e guarde fora da geladeira num recipiente de plástico bem fechado. Eles duram de 5 a 7 dias.

Difícil vai ser durarem mais do que algumas horas!

Rende aprox. 60 cookies.

Modéstia à parte, meus cookies são realmente sensacionais. Já gostaram tanto e foram tão aprovados que me pediram para prepará-los para uma festinha de aniversário de criança. Isso sem contar com as inúmeras tardes de domingo nas quais eu me juntava com as amigas para fazermos cookies e comer assistindo filmes trash na TV. Bom demais! Alias, aqui vai uma dica para variar o clássico brigadeiro da TPM: cookies! 😉

Estes cookies não parecem em nada com aqueles que compramos industrializados no supermercado ou em lanchonetes da vida. Por serem caseiros e terem alguns truques pessoais meus, eles saem bem mais macios e menos maçudos do que os demais. Mas convenhamos, isso que faz deles uma verdadeira delícia. Impossível descrever o sabor incrível destas guloseimas. Só fazendo em casa mesmo para experimentar!

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Hibridismos espetaculares

Mantendo a tradição, nada melhor do que um docinho espetacular para comemorar o fato de ser domingo. Não sou adepta da brincadeira do “1˚ de abril”, então não vou mentir. Esta receita não é light nem de baixa caloria. Mas em comparação com outros “pecados alimentares” ganha os benefícios de usar cacau em pó, açúcar mascavo e farinha de trigo integral. E vamos ser sinceros, um docinho de vez em quando é necessário, certo?

Para quem prefere doces mais açucarados (como a grande maioria da população brasileira já que nosso paladar tende mais para o doce) esta receita pode não apetecer muito. Entretanto, quem aprecia uma boa sobremesa à la chocolate meio amargo vai encantar-se com esta delícia.

Cookie-brownie de cacau

Cookie-brownie de cacau

1/2 xíc. de chá de farinha de trigo
1/2 xíc. de chá de farinha de trigo integral
1 col. de café de fermento em pó
1 pitada de sal
5 col. de sopa rasas de margarina light
7 col. de sopa rasas de cacau em pó sem açúcar
2/3 de xíc. de chá de açúcar
1/3 de xíc. de chá de açúcar mascavo
1/2 pote de iogurte natural desnatado
1 col. de chá de essência de baunilha

Modo de preparo:
Numa tigela, junte as farinhas, o fermento e a pitada de sal. Mexa bem com uma colher e reserve.
Em outra tigela, derreta levemente a margarina no microondas apenas para ficar um pouco mais líquida. Ela não deve derreter completamente nem ferver ou aquecer demais. Acrescente o cacau em pó, os açúcares, o iogurte e a essência de baunilha e misture bem até ficar completamente homogêneo.
Aos poucos, adicione a mistura de ingredientes secos e vá mexendo para incorporar completamente. Unte uma forma refratária com um pouco de margarina e coloque porções pequenas da massa até separar em 24 cookies. Asse em forno pré-aquecido a 180˚C de 10 a 12 minutos. Deixe esfriar e saboreie com uma caneca de café ou chá.

Rende 24 cookies.

Para quem é acostumado aos cookies tipicamente americanos, este vai parecer um pouco diferente. Por ter uma consistência diferente, acaba parecendo uma mistura híbrida de cookie e brownie o que, para mim, só aumenta as vantagens desta delícia.

Uma dica que tenho é moldar os cookie achatando-os para ficarem em formato redondo no momento em que estiver prepararando para assar. Isso porque estes cookies não derretem nem achatam enquanto estão assando. Ou seja, a maneira como estiverem colocados na forma será seu formato final. Aprendi isso na marra e é por isso que os meus não estão tão bonitos na foto. Mas o sabor, esse sim ficou simplesmente espetacular.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Pedacinhos do paraíso

A receita de hoje é outra que entra para o rol de modificações inspiradas em receitas que encontrei por aí. Estava com vontade de comer um doce mas não queria um que me fizesse enfiar completamente o pé na jaca. E como era vez de publicar uma receita de sobremesa aqui no blog resolvi pesquisar ideias diferentes e razoavelmente saudáveis para experimentar.

Achei uma receita de mini “cheesecakes” falsos que consistiam em um creme ricota e chocolate meio amargo servido por cima de cookies integrais (os que vem em saquinho prontos mesmo). Achei perfeito. Algo simples, fácil e rápido de fazer e sem muita gordura ou açúcar no meio. Investi, troquei a ricota por cottage por já ter em casa e acertei em cheio.

Mini “cheesecakes” de chocolate

Mini "cheesecake" de chocolate

2 col. de sopa cheias de queijo cottage
1 col. de sopa raza de cacau em pó sem açúcar
5 unidades de cookies integrais do sabor de sua preferência

Modo de preparo:
Numa tigela, misture o cottage e o cacau em pó até formar um creme liso e homogêneo. Arrume os cookies em cima de um prato e divida o creme entre eles. Se desejar, salpique com açúcar mascavo ou canela antes de servir.

Esta receita é perfeita para um tarde de domingo preguiçosa quando bate aquela vontade de comer um docinho. Super fácil de fazer, leva apenas ingredientes que normalmente já temos na geladeira ou na despensa. Ou seja, não precisamos nos preocupar em comprar coisas elaboradas ou super diferentes no supermercado.

O creme fica uma delícia e realmente pode ser colocado em cima de qualquer coisa. No caso, sugiro escolher cookies integrais com sabores que complementem como café, castanha ou mesmo chocolate. Se preferir algo um pouco mais tradicional é possível usar  cookies integrais feitos de aveia e mel. Não tem como errar.

O bom de comer chocolate amargo (com níveis de cacau superiores a 70%) ou usar cacau em pó sem adição de açúcar é que ganhamos todos os benefícios dos ótimos antioxidantes sem as calorias vazias que muito açúcar acrescenta. Melhor impossível, não é mesmo?

Por hoje é só.

Bon appetit!