Novidades caseiras

O post de hoje é mais um que entra para a lista das delícias caseiras mais rápidas e mais baratas que suas respectivas primas encontradas em restaurantes. Já fiz outros wraps na minha vida de chef de cozinha. Inclusive compartilhei o clássico de salmão defumado com vocês aqui algum tempo atrás. Ou mesmo o de peito de peru defumado light.

Mas este de hoje achei válido testar de novo pois encontrei algo sensacional no supermercado. Atum defumado! Que delícia. Quem disse que peixe defumado tem que ser só salmão? Acaba virando falta de imaginação ficar sempre na mesma. Quando achei o atum defumado tive que comprar para provar. E, claro, amei!

Wrap caseiro de atum defumado

Wrap caseiro de atum defumado

1 unidade de wrap integral
2 col. de sopa de creme de ricota light
100 g de atum defumado congelado
2 unidades de pimentão vermelho em conserva
folhas verdes a gosto

Modo de preparo:
Retire o atum defumado e deixe descongelar em temperatura ambiente de 20 a 30 minutos. Você pode deixar descongelando também dentro da geladeira de 2 a 4 horas antes de usar.
Aqueça o wrap numa frigideira antiaderente por 3 minutos ou leve para assar em forno baixo (180˚C) por 10 minutos apenas para aquecer levemente. O wrap já é pré-cozido e precisa apenas de poucos minutos para ficar pronto para usar.
Espalhe o creme de ricota light por todo o wrap. Arrume as folhas verdes e por cima coloque as fatias de atum defumado. Por fim, posicione o pimentão em conserva no centro de tudo.
Enrole o wrap com cuidado para que o recheio não saia. Corte ao meio e saboreie com uma bela saladinha ou caneca de sopa.

Aproveitei esse restinho de pimentão vermelho em conserva que ainda tinha guardado na minha geladeira para dar um toque a mais no wrap. Pensei que o sabor adocicado da conserva do pimentão cairia muito bem com o atum defumado e estava certa. A combinação de gostos ficou absolutamente sensacional.

Você pode escolher, também, outros acompanhamentos para o recheio de atum defumado do seu wrap. Experimente colocar cebolas caramelizadas ou alcachofras cozidas. O resultado fica uma delícia. Mas se quiser saborear o sensacional atum na sua majestosa solidão certamente não irá ficar decepcionado. Sozinho ele já é perfeito também.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Criações diferentes

A receita de hoje surgiu de duas curiosidades e vontades minhas. A primeira era que sempre quis provar tomates cereja amarelos. Já tinha visto eles sendo usado em receitas de programas de culinária estrangeiros mas nunca tinha encontrado para vender aqui. Quando achei, tive que inventar qualquer coisa para poder usá-los.

A segunda foi uma latinha de salmão em conserva com molho oriental que descobri dia desses no supermercado. Já havia experimentado esses filés de salmão enlatados novos que surgiram e achado deliciosos. Quando vi que agora tinha uns na versão com molho oriental tive que provar. E só digo uma coisa: eles são fantásticos! Ainda mais nesta minha receita mistureba que criei para homenageá-los.

Salada de lentilha com salmão oriental e pepino crocante

Salada de lentilha com salmão oriental e pepino crocante

Mix de folhas verdes
1 latinha de salmão ao molho oriental
1/2 caixa de lentilha em conserva
125 g de beterraba cozida no vapor
100 g de tomate cereja bicolor
100 g de pepino
5 ml de azeite
5 ml de vinagre balsâmico

Modo de preparo:
Arrume o mix de folhas verdes para fazer a base de um prato grande. No centro, comece arrumando a beterraba cozida e cortada em cubinhos. Depois coloque o pepino cortado por cima e em volta da beterraba.
Posicione os tomates cereja vermelhos e amarelos ao redor do prato. Coloque a lentilha já escorrida e lavada no centro e arrume os filés de salmão de maneira decorativa por cima de tudo. Tempere com o azeite e o vinagre balsâmico. Saboreie com torradinhas integrais crocantes.

Apesar de levar quase exclusivamente ingredientes em conserva ou enlatados, esta salada não deixa de ser absolutamente saudável e deliciosa. Unindo ingredientes pré-prontos que agilizam a vida de qualquer um na cozinha é possível comer bem e com prazer sem ter que se preocupar muito em preparar refeições muito elaboradas.

Achei fantástica a combinação das lentilhas com o salmão oriental. Os sabores se complementaram muito bem e receberam a neutralidade suave da beterraba e do pepino crocante. Minha curiosidade em experimentar tomates cereja amarelos também não ficou decepcionada. Apesar de bastante parecidos com os vermelhos, esses pequeninos amarelos têm um quê de diferente que só provando para entender bem.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Pronto para viagem

Eu entendo que nem todo mundo tem tempo para preparar uma refeição completa e balanceada na correria do dia a dia. Mas nem por isso é preciso gastar muito com restaurantes caros ou comer qualquer besteira na rua para economizar uns trocados. Com um pouco de imaginação é possível preparar um belo almoço e levar para comer no trabalho.

Já dei diversas dicas de saladas super saborosas aqui no blog que funcionam justamente para esse propósito. Algumas das minhas preferidas sempre incluem uma boa dose de proteína, alguma leguminosa e vegetais ultra crocantes. Esta de dois feijões, a de lentilha com salmão e a de milho com salsicha com certeza podem ser preparadas com antecedência e formam um belo almoço express.

Salada de beterraba com frango desfiado, cenoura baby e ervilha

Salada de beterraba com frango desfiado, cenoura baby e ervilha

1 peito de frango cozido e desfiado
125 g de beterraba
50 g de cenoura baby
100 g de ervilha em conserva
mix de folhas verdes
azeite, limão e vinagre a gosto

Modo de preparo:
Cozinhe o frango temperado com sal e pimenta a gosto, desfie e reserve. Se preferir, pode comprar o frango já pronto e desfiado. Cozinhe também a beterraba e corte em cubos pequenos. Se preferir pode comprar a beterraba cozida no vapor e embalada à vácuo.
Arrume o mix de folhas verdes a gosto num prato. Coloque a beterraba em cubinhos por cima. Decore com a cenoura baby e a ervilha em conserva. Termine com o peito de frango desfiado e tempere com azeite, limão e vinagre de vinho branco a gosto.

Mais uma vez acabei criando uma salada qualquer com ingredientes pré-prontos que tinha em casa para um daqueles dias super corridos da vida. Como sempre, vale usar toda a imaginação e o gosto pessoal para incluir os legumes e as proteínas que mais gostamos. Afinal, ninguém vai querer comer uma salada apenas por obrigação, certo? Tem que ser uma experiência prazerosa.

O mais importante é sempre procurar deixá-la bastante colorida. Neste caso, investi no roxo da beterraba, o laranja da cenoura e o verde da ervilha. Além disso, eu gosto de  ter como base um belo mix de folhas verdes, com algumas claras e escuras e outras crocantes para dar mais textura ao prato. O frango desfiado garante a proteína necessária para fazer deste prato uma refeição completa. Simples, fácil e prático. Quem precisa de mais?

Por hoje é só.

Bon appetit!

De vilão a mocinho

Com as pessoas cada vez mais interessadas em cuidar da saúde e manter uma alimentação saudável, a ciência tem investido grande parte do seu tempo em estudar os alimentos e as propriedades nutritivas deles. Com isso, vira e mexe saem novos estudos sobre determinadas comidas e seus possíveis riscos ou benefícios para a vida das pessoas.

Grande conhecido pelas inúmeras controvérsias que causa, o ovo já foi considerado o maior vilão por aumentar o nível do colesterol no sangue. Entretanto, novas pesquisas já mostram que para quem não tem essa tendência comer ovos pode funcionar como uma ótima fonte de proteína. Segundo os estudos, a porção ideal é de seis unidades por semana.

Salada de ovos caprese

Salada de ovo caprese

1 prato de sobremesa de folhas verdes
2 ovos cozidos
6 tomates cereja
1 fatia grossa de ricota
6 azeitonas verdes fatiadas
1 col. de sopa de alcaparra
orégano e azeite a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela, arrume as folhas verdes bem lavadas e rasgadas. Corte os ovos cozidos em pedaços e coloque por cima. Despeje os tomates cereja cortados ao meio, as azeitonas fatiadas e as alcaparras. Salpique com a ricota cortada em pedaços. Por fim, tempere com orégano e azeite a gosto. Sirva a seguir.

Inspirada nessa nova descoberta dos benefícios de comer ovos, resolvi inventar esta salada. Já tinha virado fã de uma outra salada de ovos que publiquei aqui faz um tempinho. Por isso, fiquei com vontade de buscar novas maneiras de saborear uma bela salada de ovos.

O nome caprese é na verdade só pelos tomatinhos e pela ricota. Pode não fazer jus à tradicional, mas achei divertido dar esse nome pela semelhança que ambas têm em relação aos ingredientes. A minha invenção ficou bastante saborosa, principalmente pelo gostinho característico que o orégano acrescenta. Ele sempre faz uma ótima combinação com a ricota e o tomate.

Por hoje é só.

Bon appetit!