Novidades caseiras

O post de hoje é mais um que entra para a lista das delícias caseiras mais rápidas e mais baratas que suas respectivas primas encontradas em restaurantes. Já fiz outros wraps na minha vida de chef de cozinha. Inclusive compartilhei o clássico de salmão defumado com vocês aqui algum tempo atrás. Ou mesmo o de peito de peru defumado light.

Mas este de hoje achei válido testar de novo pois encontrei algo sensacional no supermercado. Atum defumado! Que delícia. Quem disse que peixe defumado tem que ser só salmão? Acaba virando falta de imaginação ficar sempre na mesma. Quando achei o atum defumado tive que comprar para provar. E, claro, amei!

Wrap caseiro de atum defumado

Wrap caseiro de atum defumado

1 unidade de wrap integral
2 col. de sopa de creme de ricota light
100 g de atum defumado congelado
2 unidades de pimentão vermelho em conserva
folhas verdes a gosto

Modo de preparo:
Retire o atum defumado e deixe descongelar em temperatura ambiente de 20 a 30 minutos. Você pode deixar descongelando também dentro da geladeira de 2 a 4 horas antes de usar.
Aqueça o wrap numa frigideira antiaderente por 3 minutos ou leve para assar em forno baixo (180˚C) por 10 minutos apenas para aquecer levemente. O wrap já é pré-cozido e precisa apenas de poucos minutos para ficar pronto para usar.
Espalhe o creme de ricota light por todo o wrap. Arrume as folhas verdes e por cima coloque as fatias de atum defumado. Por fim, posicione o pimentão em conserva no centro de tudo.
Enrole o wrap com cuidado para que o recheio não saia. Corte ao meio e saboreie com uma bela saladinha ou caneca de sopa.

Aproveitei esse restinho de pimentão vermelho em conserva que ainda tinha guardado na minha geladeira para dar um toque a mais no wrap. Pensei que o sabor adocicado da conserva do pimentão cairia muito bem com o atum defumado e estava certa. A combinação de gostos ficou absolutamente sensacional.

Você pode escolher, também, outros acompanhamentos para o recheio de atum defumado do seu wrap. Experimente colocar cebolas caramelizadas ou alcachofras cozidas. O resultado fica uma delícia. Mas se quiser saborear o sensacional atum na sua majestosa solidão certamente não irá ficar decepcionado. Sozinho ele já é perfeito também.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Anúncios

Adaptações caseiras

Desde que vim morar em São Paulo, há um ano e quatro meses, apaixonei-me perdidamente pela culinária japonesa. Também, não é para menos. Não sei os números exatos, mas se existem 6 mil pizzarias aqui na capital, certamente existem pelo menos 4 mil restaurantes japoneses, entre os mais tradicionais e as temakerias ou outras variedades com comida “rápida”.

Já provei de tudo: sushi, tempurá, yakisoba, temaki, tepan. Mas meu preferido com certeza é o bom e simples sashimi. Se pudesse, comeria num restaurante japonês diferente cinco dias na semana. O problema é que não é uma comida exatamente barata. E dá para entender. Peixes frescos de boa qualidade também não são todos baratos e para comê-los cru tem que ser o melhor, certo?

Banquete japonês caseiro

Banquete japonês caseiro

150 g de atum fresco
100 g de edamame congelado
azeite e shoyu light a gosto

Modo de preparo:
Pegue uma faca bem afiada e vá cortando o atum em tiras finas em sentido diagonal do filé. Respeite também o comprimento natural do peixe.
Ferva 300 ml de água e derrame o edamame congelado. Quando voltar a ferver, cozinhe por 2 a 3 minutos e escorra. Sirva regado com um fio de azeite.

Tudo bem que este banquete não é lá um BANQUETE, mas resolvi fazer para mim numa noite qualquer na qual me bateu uma vontade absurda de comer sashimi mas estava com preguiça de sair de casa. Como tinha um filé lindo de atum em casa resolvi testar minhas habilidades de sushiwoman para ver no que dava.

Confesso que não ficou perfeito, certamente precisaria de algumas horas de aula com um profissional da área para conseguir cortar o sashimi da maneira correta. Mas meu jantarzinho singelo ficou uma delícia! O edamame geralmente é servido salpicado de sal grosso mas eu prefiro comê-lo regado com azeite. No fim ficou tudo divino e a conta saiu bem mais barata. Melhor impossível.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Mil e uma utilidades

Com certeza você já ouviu falar na importância de incluirmos o ômega-3 na nossa alimentação. Esta gordura, ou ácido graxo poliinsaturado, está associada à diminuição dos níveis de colesterol ruim no sangue além do aumento do colesterol bom. Tudo isso é fundamental para mantermos a saúde do corpo e protegermos nosso coração de infartos.

Os peixes gordos, como o salmão, o atum e a sardinha, são uma das principais fontes de ômega-3 na natureza. Entretanto, ficar só no filé de salmão grelhado, que além de caro pode enjoar fácil, ou no atum e na sardinha enlatados cansa muito rápido. Uma opção é investir em filés de atum fresco que são deliciosos se feitos corretamente.

Atum grelhado ao curry tailandês

Atum grelhado ao curry tailandês

1 posta média de atum fresco (+/- 150 g)
1 col. de chá de pasta de curry tailandês vermelho
1 col. de sobremesa de azeite

Modo de preparo:
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura alta.
Numa tigela, misture a pasta de curry com o azeite até formar um molho viscoso. Espalhe por todo o filé de atum e deixe marinando na geladeira de 15 a 30 minutos para pegar bem o gosto.
Abaixe a temperatura da grelha para médio-alto e grelhe o atum por 3 minutos de cada lado (ou 5 minutos caso a grelha seja tampada). Sirva com arroz integral e legumes grelhados.

Fiquei encantada com a simplicidade desta receita e a complexidade de sabores que ela traz. Também achei incrível descobrir outras utilidades para a pasta de curry tailandês que geralmente usava apenas para fazer os tradicionais pratos do país (como o delicioso curry de camarão que publiquei aqui no blog).

Você pode ter estranhado o pouquíssimo tempo que o atum fica cozinhando na grelha. Realmente, o peixe não chega a assar por inteiro, apenas sela por fora mantendo o carne levemente rosada por fora. Com isso, mantêm-se a umidade do peixe e o sabor incrível que ele possui. Se fossemos assar completamente o atum, ele ficaria igualzinho ao que encontramos enlatado, ou seja, seco e sem graça.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Para juntar a família

Não há nada mais gostoso do que juntar a família ao redor da mesa para saborear uma bela refeição num sábado ou domingo à tarde. Além do sentimento delicioso de confraternização e das conversas prazerosas que estes encontros nos proporcionam, parece que toda comida fica mais gostosa quando preparada para a família com amor.

Cada pessoa tem o seu prato preferido que gosta de fazer nessas ocasiões. Eu tenho vários, mas estou sempre procurando novas ideias e receitas para variar o máximo possível estes encontros. A dica que trago hoje é uma que cai super bem num almoço de família, basta aumentar as quantidades para dar conta de tanta gente faminta.

Caçarola de atum com fusilli

Caçarola de atum com fusilli

100 g de macarrão fusilli
100 g de mix de vegetais congelados
50 g de cebola picada
1/2 col. de sopa de farinha de trigo
200 ml de leite desnatado
30 g de cream cheese light
1 col. de sopa de mostarda
1 col. de sobremesa de parmesão ralado light
1 lata de atum em água em pedaços
azeite, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
Ferva 500 ml de água e cozinhe o macarrão de 5 a 7 minutos até ficar al dente. Escorra, regue com um fio de azeite para não grudar e reserve.
Enquanto isso, aqueça uma panela antiaderente e regue com um fio de azeite. Refogue a cebola picada por alguns minutos até que fique macia. Acrescente o mix de vegetais congelados e mexa para ir separando e aquecendo.
Numa tigela, misture a farinha com o leite. Mexa bem para dissolver completamente. Derrame a mistura na panela e mexa constantemente por alguns minutos até engrossar. Acrescente o cream cheese light, a mostarda e o atum em pedaços e misture tudo. Por fim, junte o macarrão cozido.
Derrame o conteúdo da panela numa forma refratária antiaderente e salpique com o parmesão ralado. Leve ao forno pré-aquecido em 220˚C e asse de 10 a 15 minutos até aquecer por completo e gratinar. Sirva acompanhado de uma saladinha verde.

Rende 2 porções.

Como sempre, fiz este prato só para mim num dia qualquer porque queria testar a receita e não tinha com quem compartilhar. Mas a intenção foi cumprida e percebi que ela é realmente perfeita para fazer para muitas pessoas num final de semana familiar. Isso porque, além de saborosa, a receita é fácil e rápida de preparar. A única etapa demorada é a hora de gratinar.

De qualquer maneira, o bom do prato é que ele inclui tudo numa coisa só. Ou seja, naquele sábado corrido que você convidou a família do seu namorado para almoçar e está com medo de não ter tempo de fazer um banquete, fique tranquilo que com apenas este prato já terá um almoço praticamente completo. Aí é só escolher uma sobremesa bacana e aproveitar os elogios.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Versatilidade express

Quem disse que atum enlatado serve apenas para preparar cremes ou pastas e passar no pão para fazer sanduíche natural? Este peixinho suave e saboroso traz vários benefícios para nossa saúde por conter bons níveis de ômega 3 e deve ser consumido regularmente. O melhor é que eles também são extremamente versáteis e combinam com inúmeras receitas deliciosas.

Desta vez resolvi acatar meu desejo de comer um belo hambúrguer e optei por preparar um relativamente mais saudável do que os tradicionais. Achei esta receita bastante interessante e fácil de fazer. Minha surpresa foi descobrir que o sabor final ficou absolutamente divino também. Recomendo!

Hambúrguer de atum express

Hambúrguer de atum express

1 lata de atum light em pedaços
1 fatia de pão integral
1 col. de sopa de iogurte natural desnatado
1 unidade de pimentão vermelho em conserva
100 g de cebola picada
azeite, sal e pimenta a gosto

molho
1 col. de sopa de iogurte natural desnatado
1 col. de sopa de mostarda forte
1 unidade de pimentão vermelho em conserva

Modo de preparo:
Primeiro prepare o molho. Junte o iogurte natural desnatado com a mostarda forte numa tigela pequena. Misture bem para ficar homogêneo. Acrescente o pimentão vermelho bem picado e mexa para incorporar. Reserve na geladeira.
Para fazer os hambúrgueres, junte o atum em lata despedaçado, a fatia de pão integral esfarelada e o iogurte desnatado numa tigela. Acrescente o pimentão vermelho em conserva picado e a cebola picada. Tempere com sal e pimenta a gosto e misture bem com as mãos até ficar completamente homogêneo.
Forme 2 bolas achatadas e leve à geladeira por 20 minutos para firmar. Aqueça uma frigideira ou grelha antiaderente e unte com um fio de azeite. Grelhe os hambúrgueres de atum até ficarem firmes e levemente tostados. Sirva com 1 col. de sopa do molho por cima.

Rende 1 hambúrguer grande ou 2 médios.

No começo a mistura pode parecer bem mole e molhada. Entretanto, assim que ela começa a grelhar adquire uma consistência firme e fica fácil de virar o hambúrguer com a ajuda de uma espátula. O tempo de geladeira também é importante para ajudar a firmar a mistura, o que vai facilitar ainda mais na hora de virar a carne.

Depois que descobri esses pimentões vermelhos em conserva me apaixonei. Eles combinam super bem com diversas receitas e ficaram especialmente saborosos neste prato. Além de acrescentar um colorido divertido ao hambúrguer, trouxeram uma intensidade de sabor delicioso ao prato final.

Por hoje é só.

Bon appetit!

É tempo de comemorar

Hoje é um dia especial para mim. Meu querido filho, este blog que venho cultivando com carinho diariamente desde outubro, está completando seis meses de vida! E só tenho que agradecer todos vocês que vem me acompanhando nessa viagem gastronômica e terapêutica na cozinha. Sem o apoio e incentivo diário não teria durado tanto nem seria tão prazeroso para mim. Muito obrigada mesmo!

E para comemorar, uma delícia da minha categoria preferida: os peixes! Sou apaixonada por peixes. Salmão, bacalhau, sardinha, cação, linguado, namorado. Cada um tem seu lugar, sabor e característica especial. A enorme variedade desses animais marítimos nos permite criar diversas receitas deliciosas para saborear no dia a dia.

Steak de atum com vegetais grelhados

Steak de atum com vegetais grelhados

1 posta média de atum fresco
1/2 abobrinha média
1 pimentão verde pequeno
1 dente de alho
suco de meio limão
1 col. de chá de chili em pó
1 col. de chá de cominho em pó
1 col. de sobremesa de azeite
sal a gosto

Modo de preparo:
Corte a abobrinha e o pimentão em pedaços médios. Reserve. Tempere o atum com sal a gosto e reserve. Numa tigela, misture o dente de alho amassado com o azeite, o suco de limão, o chili e o cominho em pó. Com o auxílio de uma colher ou pincel, besunte os vegetais e a posta de atum com a mistura até que tudo fique bem coberto e molhado. Guarde o restinho do molho para auxiliar na hora de grelhar.
Aqueça uma grelha elétrica em temperatura média-alta. Coloque os vegetais e a posta de atum e grelhe por aproximadamente 3 minutos de cada lado. Se quiser, besunte com mais um pouco do molho reservado quando virar o lado. Cuidado para não passar o ponto do atum. Quando estiver pronto, ele deve desfiar com facilidade com um garfo mas ainda ficar levemente rosa no meio. Sirva acompanhado de arroz selvagem.

O atum é um peixe super conhecido e prático na versão enlatada. Quem nunca abriu uma lata para colocar na salada e deixá-la mais fortificada quando estava sem muito tempo para cozinhar? Entretanto, sempre quis testar postas de atum fresco e depois de achar algumas receitas apetitosas resolvi que já estava em tempo de experimentar. O resultado foi fantástico!

Por sorte consegui acertar o ponto de cozimento perfeitamente! Nessa temperatura média-alta da minha grelha elétrica foram exatamente 7 minutos no total, 4 de um lado e 3 do outro. Uma vantagem que vi nesta receita foi sua praticidade e facilidade. Além disso, ela é super rápida de preparar. Ou seja, não há mais desculpa para não provar o atum na sua versão fresca. O sabor mais delicado do que o da versão enlatada vale a pena o esforço.

Por hoje é só.

Bon appetit!

Depois da lentilha vá de feijão branco

Estamos de volta! Ano novo, vida nova e mais receitas deliciosas. E para começar o ano com o pé direito, trago para vocês uma receita simples e fácil para fazer num domingo à noite depois de uma semana cansativa e penosa. Nada melhor do que saborear uma salada incrementada e crocante para começar a semana feliz.

Além de fácil, esta receita reúne ingredientes altamente nutritivos e reforçados para garantir uma alimentação balanceada. Com quantidades equilibradas de fibras, carboidratos e proteínas, esta salada funciona perfeitamente como prato principal de um jantar leve e gostoso.

Salada de atum em camadas

Salada de atum em camadas

1/2 lata de atum em pedaços
1 tomate
1 ovo cozido
1 col. de sopa mostarda
1/2 col. de sopa de azeite
1 col. de sopa de vinagre balsâmico
80g feijão branco em conserva
1 alcaparrão
sasinha, sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Numa tigela pequena, misture a mostarda, o azeite, o vinagre balsâmico e o alcaparrão picado. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Escorra o feijão em conserva e coloque debaixo de água corrente por alguns minutos para tirar o excesso de sal. Acrescente o feijão ao molho e misture delicadamente.
Ferva um copo de água e cozinhe o ovo por aproximadamente 10 minutos. Passe o ovo para uma tigela com água fria para amornar. Retire a casca e corte-o em pedaços pequenos. Em seguida, corte o tomate em pedaços grosseiros.
Para arrumar a salada, comece com uma camada de tomate e despeje o atum em pedaços por cima. Acrescente o feijão temperado com o molho, o ovo cozido e salpique salsinha a gosto por cima. Sirva com palitinhos integrais.

O fato desta receita usar ingredientes enlatados na sua maior parte facilita muito e agiliza bastante a preparação. Nada melhor para alguém que mora sozinho e está sem saco para cozinhar algo muito elaborado para um domingo à noite. Entretanto, nada disso diminui o sabor delicioso e delicado desta salada refrescante e reforçada.

Adoro receitas práticas e rápidas como esta. Saladas incrementadas e cheias de ingredientes saudáveis são ótimas opções para pratos principais no jantar. A dica é fugir de molhos gordurosos à base de cremes e queijos. Na dúvida, tempere apenas com um fio de azeite e saboreie com prazer.

Por hoje é só.

Bon appetit!